fbpx

sábado, 08 de maio de 2021

Governistas da CPI atacam Otto Alencar e indicação de Renan Calheiros

Os senadores Marcos Rogério e Jorginho Mello atacaram o acordo feito pelo chamado grupo G7 para eleger Omar Aziz e este indicar Renan para o posto de relator.

27 de abril de 2021

Compartilhe

Senador Jorginho Mello, o mais velho da comissão, preside a sessão de instalação que acontece neste momento, em Brasília

A sessão de instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19 abriu seus trabalhos agora há pouco em Brasília, mas os senadores governistas estão tentando impedir a eleição alegando que o senador Otto Alencar (PSD/BA), que por ser o mais velho preside o início dos trabalhos, já integra outra CPI, a da Chapecoense, não pode dirigir os trabalhos. Em outro flanco, apostam que o senador Renan Calheiros (MDB/AL) não poderá ser indicado relator por ser pai do governador de Alagoas, Renan Filho (MDB).

O senador Ciro Nogueira (PP/PI levantou uma questão de ordem para impedir a participação de Otto Alencar na CPI da Covid e da Chapecoense ao mesmo tempo. Otto, após longa discussão, negou a questão de ordem e lembrou que a mesma deveria ser encaminhada ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM/MG), responsável pela indicação dos membros.

Outro governista, o senador Jorginho Mello (PL/AC), que também integrava a CPI da Chapecoense pediu desligamento da mesma para seguir na CPI da Covid. Em seguida enumerou várias legislações para tentar barrar a indicação de Renan Calheiros para a relatória.

Por enquanto, o grupo dos sete senadores que reúne os dois da oposição – Humberto Costa (PT/PE) e Randolfe Rodrigues (REDE/AP) – e os cinco declarados indepentente – Eduardo Braga (MDB), Omar Aziz (PSD), Tasso Jereissatti (PSDB/CE), Renan Calheiros ((MDB/AL) e o próprio Otto – estão no aguardo das manobras governistas, mas uma reunião nesta segunda-feira (26), na casa de Omar, ficou acertada a estratégia de deixá-los falar, mas manter o acordo para a eleição de Omar Aziz para a presidência, Randolfe para vice e a indicação de Renan.

Texto: Gerson Severo Dantas

Leia mais sobre Política

Codajás recebe quase R$ 400 mil em projetos de crédito rural do Governo

Os valores foram destinados para pesca artesanal (R$301.656,85) e agricultura familiar (R$96.288,00), sendo financiados pela Agência de Fomento do Amazonas (Afeam).

7 de maio de 2021

Pacheco escreve a embaixador chinês e fala em ‘relação construtiva’

O presidente do Senado finaliza a carta convidando Yang Wanming para uma visita à Casa Legislativa assim que as condições pandêmicas tornarem o encontro favorável.

7 de maio de 2021

Auxílio Enchente começa a ser pago em Anamã pelo governador Wilson Lima

Operação Enchente leva ajuda humanitária, água potável e ações nas áreas social, de saúde e de fomento aos municípios em Situação de Emergência.

7 de maio de 2021

Gasolina do Cotão dos 24 deputados estaduais enche 300 tanques

No período em que a presença física nas sessões é facultativa, dois dos 24 deputados consumiram gasolina suficiente para ir e voltar sete vezes a Boca do Acre.

7 de maio de 2021

Carlos Almeida não deve ser ouvido pela CPI da Covid no Senado

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

7 de maio de 2021

Vereadores gastam R$ 272 mil com assessoria e divulgação

O vereador campeão nesse gasto foi Ivo Neto (Patriota), que utilizou R$ 19.800 nessas atividades. No entanto, assessoria não evitou que ele apresentasse um projeto repetido.

7 de maio de 2021

Não vai ter ‘pizza’: para 38% dos brasileiros, CPI atingirá objetivos

Segundo levantamento EXAME/IDEIA, 38% acreditam que a CPI vai apontar culpados pelas falhas no combate à pandemia, aumentar o ritmo da vacinação e a elevar valor do auxílio.

7 de maio de 2021

Mourão diz que Pazuello foi ‘risco’ à Saúde e o quer em ‘traje civil’ na CPI

Para o vice-presidente, decisão em colocar o general Pazuello à frente do Ministério foi um risco e que ser general 'da ativa ou reserva' não o impede de ir ao Senado depor.

7 de maio de 2021