fbpx

quarta, 01 de dezembro de 2021

Filiação de Sérgio Moro ao Podemos terá apoio do PSL

A cerimônia de filiação de Sérgio Moro ocorrerá em Brasília e contará com a presença de lideranças do PSL, partido que se unirá ao DEM, dando origem ao União Brasil.

2 de novembro de 2021

Compartilhe

O ex-ministro da Justiça Sérgio Moro irá oficializar sua filiação ao partido do Podemos na próxima quarta-feira (10) (Foto: Reprodução)

O ex-ministro da Justiça Sérgio Moro irá oficializar sua filiação ao partido do Podemos na próxima quarta-feira (10). A informação foi divulgada pela própria sigla, que aguarda a decisão de Moro sobre qual candidatura deverá seguir em 2022. No partido, ele tem duas opções disponíveis: Presidência e Senado. 

A cerimônia de filiação ocorrerá em Brasília e contará com a presença de lideranças do PSL, partido que se unirá ao DEM, dando origem ao União Brasil. A cúpula de deputados da ex-sigla do presidente Jair Bolsonaro deve se reunir com Moro antes da assinatura da ficha de filiação do ex-juiz.

Sergio Moro rompeu com a consultoria Alvarez & Marsal, empresa para qual trabalhava desde quando saiu do governo de Bolsonaro, no último domingo (31). Inicialmente, o contrato de Moro iria até 31 de outubro de 2022, mas a rescisão acabou sendo adiantada para o final deste mês, para seguir com o plano de filiação e candidatura às eleições do próximo ano.

No final de setembro Sergio Moro esteve no Brasil para conversar com diferentes políticos. No país conversou com o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta, filiado ao DEM, que é cotado para concorrer à corrida presidencial. No encontro, Moro afirmou que só apoiará qualquer projeto ou partido que se comprometa com o combate à corrupção e defenderem pautas como a retomada da prisão após condenação em segunda instância.

O União Brasil ainda não definiu um nome para lançar como candidato em 2022. A confirmação do partido será feita após a homologação da sigla no Tribunal Superior Eleitoral, que deve ocorrer antes de Março. Atualmente, a legenda está no impasse de dois nomes: o apresentador Datena, do PSL, e Mandetta, do DEM.

Do Congresso em Foco

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprova PEC dos Precatórios

A PEC do senador Fernando Bezerra, que já passou pela Câmara dos Deputados, libera espaço fiscal em 2022 para o pagamento do programa social Auxílio Brasil.

1 de dezembro de 2021

Prazo para apresentação de emendas impositivas à LOA encerra hoje

O Governo estima o orçamento para o próximo ano fiscal em pouco mais de R$ 24 bilhões. Os deputados podem dispor de 1,2% da receita corrente líquida para emendas individuais.

1 de dezembro de 2021

Comissão de Educação ignora pedidos do Sinteam e frustra educadores

Sindicato que representa a categoria dos profissionais da Educação diz que a comissão não deu retorno de ofícios protocolados ao longo do ano; reajuste é uma das pautas.

1 de dezembro de 2021

STF mantém foro de Flávio Bolsonaro no caso das rachadinhas

A investigação que atinge o senador foi desidratada por decisões do STJ, que anulou a maior parte das provas colhidas em primeiro grau por considerar o juízo incompetente.

1 de dezembro de 2021

Deputados debatem prática de empinar moto como atividade desportiva

Deputada diz que o 'grau de moto' têm sido muitas vezes reprimido por agentes da polícia e por isso quer transformar a 'acrobacia' em esporte.

1 de dezembro de 2021

Destacando presença de deputados, Bolsonaro oficializa entrada no PL

Durante o evento, o presidente Jair Bolsonaro destacou que a cerimônia foi uma simples filiação ao partido e que não estava “lançando ninguém a cargo nenhum”.

30 de novembro de 2021

Plínio e Marcelo defendem emendas do relator e transparência na aplicação

Senador Plínio Valério e o vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos, defenderam o instrumento que possibilita liberação de recursos para o Estado e os municípios.

30 de novembro de 2021

Ministério Público do Amazonas vai investigar garimpagem no rio Madeira

MP-AM instalou inquérito civil público na última sexta-feira (26) para investigar "possíveis irregularidades" das balsas de garimpo que se amontoaram no Rio Madeira.

30 de novembro de 2021