fbpx

sexta, 22 de outubro de 2021

Enquanto Lei não é alterada, quem ‘paga a sacola’ é o consumidor

Vereadores correm para flexibilizar lei antissacolas após reação popular. Regime de urgência do vereador Marcelo Serafim deve regulamentar distribuição de sacolas.

4 de outubro de 2021

Compartilhe

A emenda não vai vetar a venda e distribuição de sacolas de plásticos (Foto: Divulgação)

Depois de reclamação de consumidores que passaram a ser cobrados por sacolas nos supermercados, vereadores sinalizaram que vão flexibilizar lei municipal que proíbe a distribuição gratuita de sacolas em mercados da cidade.

Os vereadores da Câmara Municipal de Manaus (CMM) aprovaram no final da manhã desta segunda-feira (4) regime de urgência à uma emenda de autoria do líder do prefeito David Almeida (Avante), vereador Marcelo Serafim (PSB), que deve flexibilizar lei municipal que proíbe a distribuição gratuita de sacolas em supermercados de Manaus.

A emenda, no entanto, não deve vetar a venda e distribuição de sacolas de plásticos. No prazo de até 180 dias (seis meses), a lei vai abarcar os mercados menores e conforme explicou o líder, até 31 de dezembro de 2023, todas as sacolas plásticas serão proibidas.

“As biodegradáveis podem ser distribuídas. Não haveria problema na distribuição das sacolas biodegradáveis. As sacolas plásticas que estão sendo vendidas, devem ser comercializadas no limite do seu custo. Não pode ter sacola sendo vendida a cinquenta centavos”, explanou Marcelo Serafim.

Texto: Jefferson Ramos

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Após manobra para Auxílio de R$ 400, secretários de Guedes pedem demissão

A decisão ocorre no mesmo dia em que o governo definiu um acordo para rever a regra do teto de gastos em busca de garantir o Auxílio Brasil de R$ 400.

21 de outubro de 2021

Presidente do Senado quer mediar reunião entre estados e Petrobras

Os governadores reclamam que a matéria, que agora precisa passar pela análise do Senado, implica na perda de R$ 24,1 bilhões em arrecadação apenas para os estados.

21 de outubro de 2021

Militares perdem ação no TJAM e vão ter de pagar mais pela previdência

ADIN apresentada pela Associação dos Subtenentes e Sargentos da Polícia e Bombeiros questionava lei que estabelece novas alíquotas de contribuição deles para a previdência.

21 de outubro de 2021

Confira: relatório da CPI não ficou só nas sugestões de indiciamentos

Além do indiciamento de 66 pessoas e duas empresas, relatório de Renan Calheiros propõe 15 projetos de lei, um projeto de lei complementar e uma PEC.

21 de outubro de 2021

Senado avalia projeto que destina 10% das vagas no Sine às mulheres violentadas

Pesquisa encomendada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública revelou que, em 2020, uma em cada 4 mulheres acima de 16 anos afirmou ter sofrido algum tipo de violência.

21 de outubro de 2021

Semmas seguirá com baixo orçamento pelos próximos quatro anos

Plano Plurianual em análise na Câmara prevê que pasta do Meio Ambiente receberá em média, de 2022 a 2025, somente R$ 17,1 milhões, o menor orçamento dentre as secretárias.

21 de outubro de 2021

Último lugar em transparência do MPC, Aleam quer ‘ensinar’ Câmaras

Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) vai promover Fórum Estadual das Casas Legislativas do interior mesmo estando em último lugar em ranking de transparência do MPC.

21 de outubro de 2021

5 de dezembro: coarienses definirão quem vai controlar 2º maior orçamento do AM

Eleição suplementar em Coari vai escolher quem comandará o segundo maior orçamento do estado. Adail Filho aposta no nome do primo para sua sucessão.

21 de outubro de 2021