fbpx

sexta, 07 de maio de 2021

Elegível para 2022: STF confirma anulação das condenações de Lula

Placar foi de 8 a 3 para rejeitar recursos da Procuradoria Geral da República que queria manter as sentenças contra o ex-presidente.

15 de abril de 2021

Compartilhe

Supremo Tribunal Federal decidiu nesta quinta-feira (15) rejeitar o recurso da Procuradoria-Geral da República (PGR) que buscava reverter a anulação das condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva impostas pela Justiça Federal do Paraná, na Operação Lava Jato.

Oito ministros (Fachin, Alexandre de Moraes, Rosa Weber, Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski, Cármen Lúcia e Luís Roberto Barroso) votaram pela rejeição do recurso e três pela aceitação (Nunes Marques, Marco Aurélio Mello e Luiz Fux).

Rejeitado o recurso, as anulações das condenações serão mantidas, e Lula permanecerá elegível.

O julgamento terá continuidade no próximo dia 22 com a apreciação da suspeição do ex-juiz Sergio Moro, cuja atuação ao condenar o ex-presidente foi considerada parcial pela Segunda Turma do STF.

Edson Fachin é o relator dos recursos apresentados pela PGR e pela defesa de Lula sobre a decisão individual dele próprio que anulou as condenações. A PGR recorreu a fim de reverter a decisão. A defesa de Lula quer evitar que a decisão de Fachin leve à extinção de outros processos relacionados ao caso, entre os quais o que resultou na declaração de parcialidade do ex-juiz Sergio Moro ao julgar processo de Lula.

O julgamento teve início nesta quarta (14), quando, primeiramente, os ministros decidiram, por 9 votos a 2, que o plenário pode decidir sobre o caso — e não somente a Segunda Turma, formada por cinco ministros, que já deliberou a favor da anulação das condenações e da declaração da parcialidade de Moro.

Com informações do G1

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Codajás recebe quase R$ 400 mil em projetos de crédito rural do Governo

Os valores foram destinados para pesca artesanal (R$301.656,85) e agricultura familiar (R$96.288,00), sendo financiados pela Agência de Fomento do Amazonas (Afeam).

7 de maio de 2021

Pacheco escreve a embaixador chinês e fala em ‘relação construtiva’

O presidente do Senado finaliza a carta convidando Yang Wanming para uma visita à Casa Legislativa assim que as condições pandêmicas tornarem o encontro favorável.

7 de maio de 2021

Auxílio Enchente começa a ser pago em Anamã pelo governador Wilson Lima

Operação Enchente leva ajuda humanitária, água potável e ações nas áreas social, de saúde e de fomento aos municípios em Situação de Emergência.

7 de maio de 2021

Gasolina do Cotão dos 24 deputados estaduais enche 300 tanques

No período em que a presença física nas sessões é facultativa, dois dos 24 deputados consumiram gasolina suficiente para ir e voltar sete vezes a Boca do Acre.

7 de maio de 2021

Carlos Almeida não deve ser ouvido pela CPI da Covid no Senado

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

7 de maio de 2021

Vereadores gastam R$ 272 mil com assessoria e divulgação

O vereador campeão nesse gasto foi Ivo Neto (Patriota), que utilizou R$ 19.800 nessas atividades. No entanto, assessoria não evitou que ele apresentasse um projeto repetido.

7 de maio de 2021

Não vai ter ‘pizza’: para 38% dos brasileiros, CPI atingirá objetivos

Segundo levantamento EXAME/IDEIA, 38% acreditam que a CPI vai apontar culpados pelas falhas no combate à pandemia, aumentar o ritmo da vacinação e a elevar valor do auxílio.

7 de maio de 2021

Mourão diz que Pazuello foi ‘risco’ à Saúde e o quer em ‘traje civil’ na CPI

Para o vice-presidente, decisão em colocar o general Pazuello à frente do Ministério foi um risco e que ser general 'da ativa ou reserva' não o impede de ir ao Senado depor.

7 de maio de 2021