fbpx

segunda, 08 de agosto de 2022

De 28 para 35: nova idade limite para ingresso na PM é pauta da Aleam

Serafim Corrêa questionou se a mudança não vai gerar 'um grave problema financeiro para o Estado'. Em resposta, Governo afirma que há um fundo para honrar os custos.

13 de outubro de 2021

Compartilhe

Atualmente uma das regras de ingresso na PM é ter, no mínimo, 18 anos completos e 28 anos no máximo (Foto: Reprodução)

A idade dos interessados em participar do concurso público da Polícia Militar do Amazonas (PM-AM) poderá ser limitada a 35 anos. Isso é o que prevê um Projeto de Lei (PL) enviado pelo Governo do Estado à Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) ampliando a idade máxima de ingresso na corporação. O assunto gera questionamentos sobre uma possível falta de recursos para honrar com o pagamento das aposentadorias dos policiais.

O deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) disse ao RealTime1 que a proposta desperta alguns questionamentos necessários.

”Passando de 28 para 35 anos e com os militares caindo na reserva aos 54, quem entra com 35 para 54 terá contribuído com 14% durante 19 anos, só que aí ele vai viver 25 ou 30 anos recebendo 100%. Eu quero entender a conta, saber como é que durante 19 anos contribuindo com 14% vão conseguir ser remunerados com 100% durante 25 ou 30 anos. Essa conta não fecha. A Amazonprev foi ouvida? Fizeram essas contas?”, indagou o parlamentar.

O Governo do Estado afirmou que a idade mínima será mantida em 18 anos completos e disse ainda que a proposta se justifica pelo fato de que em outros estados já fixaram a idade máxima para ingresso na corporação em 35 anos, além do fato do Amazonas estar há dez anos sem concurso para a polícia.

”Essa é uma correção histórica que a gente faz, visto que o último certame para a corporação foi realizado em 2011”, defende o governo.

‘Idade avançada para bandidade jovial’

Para o advogado Francys Negrão, o fato do longo tempo sem a realização de concurso não compensa a deficiência da corporação, além disso a manobra poderia causar o que ele chamou de ”confusão jurídica”.

”Por mais que as forças de segurança tenham ficado 10 anos sem um concurso, que é o caso da PM-AM, penso que não é aumentando a idade de ingresso que irá resolver ou compensar essa situação”, analisou.

Francys disse também que iniciar a carreira aos 35 anos não condiz com a necessidade física demandada para o enfrentamento da segurança pública no Amazonas.

”Penso que não é uma ideia aplicável haja vista que para o policiamento de rua, que será a função primordial dos soldados que serão formados. Trinta e cinco anos é uma idade consideravelmente alta, visto que os bandidos infelizmente são jovens”, comparou.

Sem prejuízo ao servidor e sem ônus para a máquina pública

Em nota enviada ao RealTime1, o Governo do Estado informou que a medida amplia a possibilidade para que mais pessoas possam ingressar na carreira militar.

Sobre o aumento da idade-limite de ingresso, o Governo afirmou que essa alteração não trará prejuízo aos futuros servidores aprovados nem vai inviabilizar a futura aposentadoria, já que o tempo de contribuição anterior ao ingresso na corporação poderá ser averbado para esse fim. Assim, o futuro servidor poderá se aposentar na idade limite recebendo valores proporcionais ao tempo de contribuição da Previdência.

Quanto ao possível déficit por conta de um menor tempo de contribuição, o Governo afirmou que o fundo específico para pagamento das inativações e benefícios de pensão por morte dos policiais e bombeiros militares permitirá honrar os pagamentos na eventual insuficiência de recursos.

O concurso anunciado em julho por Wilson Lima faz parte do programa Amazonas Mais Seguro e vai possibilitar a contratação de novos servidores para as forças de segurança, incluindo a Polícia Militar. A previsão é de que o projeto de lei seja votado nesta quinta-feira (14) na Aleam.

Texto: João Luiz Onety

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Wilson Lima se reúne com agricultores no Ramal do Brasileirinho

Governador conversou com cerca de 1 mil agricultores do ramal do Brasileirinho, na zona rural de Manaus, onde ouviu demandas do setor primário do Estado.

7 de agosto de 2022

Multidão invade ruas de Maués em apoio à comitiva do PSD e aliados

A comitiva percorreu ruas do município e foi seguida por uma multidão de apoiadores que prestigiaram o lançamento da candidatura de Sidney Leite à reeleição na Câmara.

7 de agosto de 2022

Bolsonaro paga R$ 89 milhões em campanhas que elogiam sua gestão

Três campanhas institucionais são as mais caras pagas pelo Governo Bolsonaro. 60% do valor gasto até o momento é com ênfase nas redes sociais.

7 de agosto de 2022

Campanha de Lula quer Petrobras fora de privatização e ações da Eletrobras

Proposta da campanha de Lula inclui ainda a fusão da Petrobras com a Eletrobras criando uma estatal da energia. Assessores veem erros nas privatizações de Bolsonaro.

7 de agosto de 2022

Ambev pode sair do Amazonas e causar desemprego, alerta senador

Omar Aziz alertou que decretos de redução do IPI de concentrados ameaçam empregos em Maués, pois a Ambev, que compra guaraná do município; pode sair do Amazonas.

7 de agosto de 2022

Michelle Bolsonaro diz em culto que Planalto já foi ‘consagrado a demônios’

Michelle Bolsonaro reforça aspecto evangélico da campanha de Bolsonaro e tenta diminuir rejeição do presidente junto ao eleitorado das mulheres.

7 de agosto de 2022

1º debate com candidatos ao Governo do AM acontece neste domingo

Band Amazonas mantém tradição com debate e com o formato, anunciando o fim do botão de tempo que era administrado pelos próprios candidatos.

7 de agosto de 2022

Mais de 23 milhões de eleitores estão aptos a votar voluntariamente

A Constituição Federal estabelece o voto facultativo, ou seja, opcional, para os jovens de 16 e 17 anos de idade; pessoas com 70 anos ou mais e também para analfabetos.

7 de agosto de 2022