fbpx

sábado, 08 de maio de 2021

CPI da Covid: Senadores discordam da decisão de Barroso

Plínio Valério disse que a determinação do ministro do SFT Luís Alberto Barroso interfere em decisões do Legislativo. Para Omar Aziz, decisão monocrática é inadequada.

9 de abril de 2021

Compartilhe

Os três membros da bancada amazonense no Senado assinaram o pedido da CPI (Foto: Divulgação)

A decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Alberto Barroso determinando a instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) no Senado, para apurar as ações do governo federal no combate à pandemia da Covid-19, foi criticada por membros da bancada amazonense.

O senador Plínio Valério (PSDB) não concordou com o que ele chama de “interferência” do Judiciário e por isso não pretende participar da sindicância, mesmo tendo assinado o requerimento para instalação da comissão de inquérito.

 “É uma coisa escandalosa. Eu não concordo com ela. Eu defendi não cumprir a decisão dele, mas o presidente Pacheco decidiu acolher e eu lamento. Eu não concordo. Não vejo no STF com prerrogativas, com esse poder de interferir no Senado. Isso é uma interferência, é uma medida invasiva, por isso que eu protesto e não cumpriria se fosse eu”, enfatizou Plínio.

“Eu assinei. Não me arrependo. Um dia teria que vir, mas não dessa forma. Não vou tentar ser membro da CPI de forma alguma. Vou gastar minha energia concentrando no trabalho de campo no combate à Covid-19”, disse o senador.

Omar é contra decisões monocráticas

O líder da bancada estadual no Congresso, senador Omar Aziz (PSD) disse não ser favorável a decisões “monocráticas, quando se trata de um Poder para o outro”. Entretanto, defende que, por se tratar de uma decisão judicial, a ordem deve ser cumprida, apesar de crer que o momento deveria ser para focar em outras ações no Legislativo.

“Eu assinei essa CPI [que] não tem o intuito de apenas achar culpados. O intuito é também de tomar providências e de encaminhar algumas coisas com as experiências que cada um está tendo nos seus estados. Agora, toda CPI é política e vira uma pauta nacional e eu acho que a grande preocupação do presidente [do Senado, Rodrigo Pacheco] era isso”, opinou Omar.

A CPI da Covid-19 foi proposta pela senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e alcançou 32 assinaturas, dentre elas estão as dos três parlamentares amazonenses: Omar Aziz, Plínio Valério e Eduardo Braga (MDB).

Texto: Giovanna Marinho

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Codajás recebe quase R$ 400 mil em projetos de crédito rural do Governo

Os valores foram destinados para pesca artesanal (R$301.656,85) e agricultura familiar (R$96.288,00), sendo financiados pela Agência de Fomento do Amazonas (Afeam).

7 de maio de 2021

Pacheco escreve a embaixador chinês e fala em ‘relação construtiva’

O presidente do Senado finaliza a carta convidando Yang Wanming para uma visita à Casa Legislativa assim que as condições pandêmicas tornarem o encontro favorável.

7 de maio de 2021

Auxílio Enchente começa a ser pago em Anamã pelo governador Wilson Lima

Operação Enchente leva ajuda humanitária, água potável e ações nas áreas social, de saúde e de fomento aos municípios em Situação de Emergência.

7 de maio de 2021

Gasolina do Cotão dos 24 deputados estaduais enche 300 tanques

No período em que a presença física nas sessões é facultativa, dois dos 24 deputados consumiram gasolina suficiente para ir e voltar sete vezes a Boca do Acre.

7 de maio de 2021

Carlos Almeida não deve ser ouvido pela CPI da Covid no Senado

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

7 de maio de 2021

Vereadores gastam R$ 272 mil com assessoria e divulgação

O vereador campeão nesse gasto foi Ivo Neto (Patriota), que utilizou R$ 19.800 nessas atividades. No entanto, assessoria não evitou que ele apresentasse um projeto repetido.

7 de maio de 2021

Não vai ter ‘pizza’: para 38% dos brasileiros, CPI atingirá objetivos

Segundo levantamento EXAME/IDEIA, 38% acreditam que a CPI vai apontar culpados pelas falhas no combate à pandemia, aumentar o ritmo da vacinação e a elevar valor do auxílio.

7 de maio de 2021

Mourão diz que Pazuello foi ‘risco’ à Saúde e o quer em ‘traje civil’ na CPI

Para o vice-presidente, decisão em colocar o general Pazuello à frente do Ministério foi um risco e que ser general 'da ativa ou reserva' não o impede de ir ao Senado depor.

7 de maio de 2021