fbpx

domingo, 01 de agosto de 2021

CPI aprova convocação de servidor que liberou importação da Covaxin

Servidor da Divisão de Importação do Ministério da Saúde, William Amorim Santana, será ouvido pela CPI após ser citado nos depoimentos de Regina Célia e Luís Ricardo Miranda.

7 de julho de 2021

Compartilhe

Importação da Covaxin foi autorizada pelo Ministério da Saúde, mas até o momento nenhuma dose chegou ao país (Foto: Reprodução)

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 aprovou, nesta quarta-feira (7), a convocação de William Amorim Santana, servidor da Divisão de Importação do Ministério da Saúde (MS). William foi citado pela fiscal de contratos da pasta, Regina Célia de Oliveira, e pelo diretor de Importação, Luís Ricardo Miranda, como o responsável pela liberação da importação da vacina Covaxin.

Além da convocação de William, Andreia Lima, CEO da VTC Operadora Logística, e o reverendo Amilton Gomes de Paula, acusado de receber ofertas de propinas nas negociações da vacina pela empresa Davati, também tiveram as convocações aprovadas.

Até ontem (6), os senadores da CPI entraram em acordo para aprovar 59 requerimentos, mas após a reunião do G7 – grupo de senadores que se declaram de oposição ou independentes – o acordo mudou.

Segundo o vice-presidente da CPI, senador Randolfe Rodrigues (Rede/AP), novos requerimentos serão analisados na próxima semana. Entre eles, a quebra de sigilo telefônico do líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP/PR).

“Não houve consenso entre os senadores sobre a aprovação dos outros requerimentos. É preciso poupar as sessões deliberativas”, disse. “O que determina a análise dos requerimentos é a dinâmica da investigação”, emendou Randolfe.

Com os próximos depoimentos desta semana, os senadores pretendem fechar as investigações sobre as negociações irregulares nas compras das vacinas pelo Ministério da Saúde. Até o momento não há certeza da data de convocação do deputado Ricardo Barros. De acordo com Randolfe, a data prevista é 20 de julho, mas o presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD), não confirmou.

Com informações do Congresso em Foco

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Presidente diz que eleição sem voto impresso será ‘farsa’ inaceitável

Presidente Jair Bolsonaro participou, na manhã deste sábado de 'motociata' em Presidente Prudente, criticou a urna eletrônica e ameaçou não aceitar o resultado da eleição.

31 de julho de 2021

Wilson celebra o ritmo da vacinação da população em 53 municípios

Governador Wilson Lima comemorou que o avanço da vacinação permitiu que 53 municípios já tenham vacinado ou estejam vacinando toda a população adulta alvo do PNI.

31 de julho de 2021

Vice do TRE-AM critica Bolsonaro e alerta para ‘clima de guerra’

Desembargador Jorge Lins falou ao RealTime1 sobre as acusações do presidente de eleições fraudadas e o clima de intranquilidade que elas trazem a paz social no País.

31 de julho de 2021

Pazuelo mentiu sobre o TrateCov na CPI, atesta análise do TCU

Conclusão dos técnicos do TCU desmente argumento apresentado pelo ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello à CPI da Covid de que a plataforma teria sido adulterada por hackers.

31 de julho de 2021

PF deve retomar investigação sobre interferência de Bolsonaro

Decisão é do ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes. Inquérito apura se o presidente tentou interferir na Polícia Federal, buscando proteger os filhos.

31 de julho de 2021

Bolsonaristas promovem manifestação em apoio ao voto impresso

Grupo Conservador Amazonas espera reunir, neste domingo, na avenida das Torres, apoiadores da proposta defendida pelo presidente em transmissão ao vivo nesta quinta-feira.

31 de julho de 2021

CPI vai analisar 28 requerimentos que envolvem amazonenses

Destaque na lista de requerimentos, está o pedido contra o deputado estadual Fausto Júnior (MDB), a mãe dele, a conselheira do Tribunal de Contas do Estado, Yara Lins.

31 de julho de 2021

MPAM recomenda exoneração de 35 servidores públicos em Itapiranga

A recomendação é dirigida à prefeita, ao presidente da Câmara Municipal e a agentes que detenham a atribuição de nomear e de exonerar ocupantes de cargos comissionados.

30 de julho de 2021