fbpx

terça, 21 de setembro de 2021

‘Cotão’ da bancada do Amazonas é um dos maiores do Brasil

No mês de agosto, os oito representantes do estado na Câmara Federal gastaram juntos R$ 168.498,28. Silas Câmara do Republicanos, gastou mais de 34 mil reais.

10 de setembro de 2021

Compartilhe

Parlamentares do Amazonas gastaram juntos em agosto R$ 168.498,28 (Foto: Reprodução)

A Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (CEAP), o famoso ”cotão” dos deputados federais do Amazonas é uma das maiores do Brasil. O valor (R$ 43.570,12), de acordo com o site da Câmara Federal, é o quarto maior disponibilizado a um parlamentar na Câmara, só perde para os estados do Roraima (R$ 45.612,53), Acre (R$ 44.632,46) e Rondônia (R$ 43.672,49).

No mês de agosto, os oito representantes do estado na Câmara Federal gastaram juntos R$ 168.498,28. O deputado Silas Câmara (Republicanos) foi o líder dos gastos, com R$ 34.292,63, sendo R$ 29.126,44 com divulgação da atividade parlamentar e R$ 4.956,19 com telefonia.

Ao RealTime1, Silas declarou que, pelo fato de não estar ligado a nenhum político e por não ter recursos próprios suficientes, ele precisa utilizar aquilo que lhe é disponibilizado por lei, no caso, o “cotão”.

”Não sou empresário, não sou aliado do governador, nem do prefeito de Manaus. Uso a minha estrutura, que me foi dada por direito legitimamente pelo meu mandato. Tudo que eu tenho utilizado é para divulgação do meu mandato parlamentar e para estar presente nos municípios do Amazonas. Eu fui o parlamentar que mais viajou para o interior esse ano, aliás o único que visitou os 61 municípios”, disse.

O parlamentar disse ainda que precisa mostrar o resultado do trabalho, além de acompanhar mais de perto as ações no interior. ”Sou o parlamentar que mais trabalha nessa interação. Estou usando a estrutura do nosso mandato para fazer o mandato ser divulgado e funcionar”, disse

Em segundo lugar aparece o deputado José Ricardo (PT) que gastou R$ 33.988,42, sendo os gastos mais expressivos: R$ 13.130,00 com divulgação da atividade parlamentar e R$ 8.938,16 com manutenção de escritório de apoio à atividade parlamentar.

O Capitão Alberto Neto (Republicanos) vem logo depois, tendo usado R$ 27.947,14, sendo R$ 21.950,00 com divulgação da atividade parlamentar. Bosco Saraiva (Solidariedade) gastou R$ 22.544,32, sendo R$ 17.000 com divulgação da atividade parlamentar.

O vice-presidente da Câmara Federal, Marcelo Ramos (PL) fez uso de R$ 17.180,95. Os gastos mais altos foram com locação de veículos e consultorias, pesquisas e trabalhos técnicos, ambos com o custo de R$ 5.000. Sidney Leite (PSD) gastou R$ 13.783,88, com R$ 12.000 destinados à divulgação da atividade parlamentar, o que corresponde a 87% desse valor.

Átila Lins (PP) usou R$ 11.930,52. Desse total, R$ 9.800 foram gastos com a locação e fretamento de aeronaves. Delegado Pablo (PSL) foi o deputado que menos fez uso da CEAP, o parlamentar gastou R$ 6.830,42, o que equivale a 15% do valor total que é disponibilizado para os deputados

A Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (CEAP) é destinada para o custeio de uma série de gastos exclusivamente vinculados ao exercício do mandato, observados os limites mensais estabelecidos de acordo com o estado de origem do parlamentar, atendendo despesas como: passagens aéreas, telefonia, assinatura de publicações, divulgação da atividade parlamentar, alimentação, manutenção de escritórios de apoio às atividades do mandato.

Texto: João Luiz Onety

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Wilson diz que é inocente e crê em absolvição em processo no STJ

Governador diz que agora terá oportunidade para apresentar defesa e provar que não teve participação no processo de compra de respiradores com valor superfaturado no Amazonas

20 de setembro de 2021

Mais uma: CMM dispensa licitação e contrata materiais de cozinha por R$ 17 mil

Até o dia 1º de setembro, os contratos sem licitação de David Reis na CMM já somavam mais de R$ 4,2 milhões, o que levou o Comitê de Combate à Corrupção a entrar em jogo.

20 de setembro de 2021

Criação da 1ª biblioteca pública virtual de Manaus é aprovada na CMM

Biblioteca Pública Virtual de Manaus Francisco Calheiros homenageia um dos grandes poetas que o Amazonas já teve, o amazonense Francisco Calheiros, que morreu de Covid-19.

20 de setembro de 2021

Pojeto que cria ‘Brechó da Construção’ segue para sanção do prefeito

Os produtos deverão ser recolhidos no local da doação e encaminhados a uma central de distribuição para classificação, armazenamento e entrega aos beneficiários.

20 de setembro de 2021

STJ acata denúncia da PGR, mas mantém Wilson no Governo do Amazonas

O processo envolve a compra de 28 respiradores por mais de R$ 2 milhões durante a segunda onda da Covid-19 no Amazonas. A denúncia conclui que o valor pago foi superfaturado.

20 de setembro de 2021

CMM reage mal à cobrança de oposicionistas contra ‘puxadinho’

Vereadores da base governista do prefeito David Almeida (Avante) na CMM provocaram Rodrigo Guedes e Amom Mandel que conseguiram na Justiça barrar o avanço da obra.

20 de setembro de 2021

Controlador-geral da União: Wagner Rosário depõe à CPI nesta terça

Ministro-chefe da Controladoria-Geral da União terá de responder porque o órgão tinha informações sobre a Precisa Medicamentos, mas não fez nada a respeito.

20 de setembro de 2021

Renan adia entrega do relatório final da CPI da Covid no Senado

Relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) revelou que documentos apreendidos na Precisa Medicamentos ainda estão sendo analisados.

20 de setembro de 2021