fbpx

domingo, 16 de maio de 2021

Com atraso de 1 hora, Mandetta começa a depor na CPI da Covid

No início do seu depoimento, ele fez um breve resumo do trabalho que realizou em 2019, quando estava a frente do cargo, bem como o início do combate a pandemia.

4 de maio de 2021

Compartilhe

Mandetta é o primeiro ex-ministro a depor na CPI (Foto: Reprodução)

Com 1 hora de atraso, aguardando os questionamentos da base governista ao relator da CPI da Covid, Renan Calheiros (MDB-AL), sobre o plano de trabalho da comissão, o ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, enfim começou a ser ouvido pelos senadores.

No início do seu depoimento, ele fez um breve resumo do trabalho que realizou em 2019, quando estava a frente do cargo, bem como o início do combate a pandemia. O presidente da comissão, senador Omar Aziz (PSD-AM) determinou que Mandetta tivesse 10 minutos para a apresentação inicial e os senadores 15 minutos entre réplicas e tréplicas.

De acordo com Mandetta, assim que o governo soube da nova variante do coronavírus, já ficaram em alerta, inclusive, em contato com o Ministério de Saúde da China. Bem como a criação de uma Comissão Intergestores Tripartite, entre entidades federal, estadual e municipal.

“A partir do momento que foi nominado a pandemia, ou seja, identificado que o vírus circulava em todos os continentes, houve uma corrida mundial de insumos e testes. O mercado teve aumento assustador de preços e desaparecimentos de itens. Após reunião com a CGU, órgão do ministério, para lisura dos processos de compra, demandei reuniões com o STF para dar ciência dos fatos, PGR, TCU e outros”, afirmou.

O ex-ministro reforçou que todos os pontos referentes a preparação para lidar com a pandemia foram reforçados, assim como convocar várias empresas privadas para parceria na compra de insumos. Além de convocar mais profissionais do programa Mais Médicos, inclusive, recém formados.

Da Redação

Leia mais:

Leia mais sobre Política

PSDB-AM lamenta morte de Bruno Covas: ‘é exemplo a ser seguido’

Arthur Neto e Luiz Alberto Carijó falaram dos ideais de Covas e destacaram que ele é um exemplo a ser seguido pela militância partidária.

16 de maio de 2021

Omar destaca erro na condução da pandemia e desinteresse por vacinas

O senador Omar Aziz preside a CPI da Covid e fez estas afirmações durante entrevista à GloboNews; Aziz diz que todos sabem que houve 'erro' na condução da pandemia.

16 de maio de 2021

Inspirado na Netflix, grupo lança ‘Bolsoflix’; assista a um dos vídeos

Desde a última sexta (14), um site foi ao ar, reunindo uma série de vídeos do presidente Jair Bolsonaro e seus aliados do Governo Federal; confira o trailer.

16 de maio de 2021

Sem máscara, Bolsonaro pede aprovação do voto impresso e ataca Lula

O presidente Jair Bolsonaro compareceu hoje a atos pró-governo. Com queda na aprovação de seu governo, ele disse aos manifestates que mudanças não são imediatas.

15 de maio de 2021

Empate: população está dividida sobre impeachement de Bolsonaro

A pesquisa DataFolha divulgada hoje (15) indica um empate técnico entre as pessoas que aprovariam, ou não, um processo de impeachement ao presidente Jair Bolsonaro.

15 de maio de 2021

Bancada reage à permissão para Pazzuello ficar calado na CPI

Interrogado na próxima quarta-feira (19) o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazzuello, assegurou no Supremo Tribunal Federal uma liminar que garante o direito de ficar calado.

15 de maio de 2021

Fachin nega pedido da Polícia Federal e não vai investigar Dias Toffoli

Fachin determinou que é preciso aguardar o plenário da Corte se manifestar sobre o tema. O ministro enviou o processo para o plenário virtual do STF.

15 de maio de 2021

Saúde não teve mais recursos pois Governo não contava com segunda onda

Em ofício, o Ministério da Economia indicou que não destinou mais recursos para Saúde na LOA em 2021, pois o ministério não contava com o recrucidamento da pandemia.

15 de maio de 2021