fbpx

domingo, 14 de agosto de 2022

Campanha em Coari encerra com clima de tensão e policiamento reforçado

Candidatos a prefeito de Coari realizaram os últimos comícios e reuniões públicas sob um forte esquema policial e de fiscalização das equipes do Tribunal Regional Eleitoral.

3 de dezembro de 2021

Compartilhe

Juíza da Propaganda Eleitoral, Juline Rossendy Rosa Neres fiscaliza os últimos comícios e reuniões públicas dos candidatos a prefeito de Coari (Foto: Reprodução)

A propaganda eleitoral em Coari encerrou, na noite desta quinta-feira (2), em meio a uma clima de tensão e de policiamento reforçado na cidade que terá eleição suplementar no próximo domingo (5), quando a população irá escolher o novo prefeito.

Os quatro candidatos que disputam a preferência do eleitor coariense fizeram comícios ou reuniões públicas com grande mobilização da população e fiscalização cerrada da juíza da propaganda eleitoral, Juline Rossendy Rosa Neres.

Juline esteve com a equipe do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) e de homens da Polícia Militar em todas as reuniões para orientar os candidatos sobre condutas que ficam vedadas a partir desta sexta-feira (3).

A propaganda eleitoral nesta eleição suplementar foi diferente e não contou com os programas gratuitos de rádio e televisão, ficando os candidatos restritos a promoção de caminhadas, comícios e reuniões públicas, além de campanha nas redes sociais.

Segundo o TRE-AM, 49.702 pessoas estão aptas a votar nas eleições suplementares em Coari. Na sede do município e nas comunidades vão funcionar 183 sessões eleitorais.

Disputam a eleição os candidatos Keitton Pinheiro (Progressistas), Robson Tiradentes Júnior (PSC), Zé Henrique (PL) e Mil Mitouso (Republicanos).

A previsão é de que o resultado seja divulgado oficialmente uma hora após o encerramento da votação.

Texto: Gerson Severo Dantas, com informações das assessorias

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Patrimônio de Arthur Neto cresceu 1496% entre 2016 e 2022

Arthur Neto pediu o registro de candidatura ao Senado na sexta-feira e declarou possuir R$ 2,5 milhões em bens. Nas eleições de 2016, o tucano declarou R$160,7 mil.

14 de agosto de 2022

Moraes assume TSE após carreira centralizadora e ligada à política

Moraes é personagem central no noticiário nacional dos últimos anos devido aos inquéritos sob sua responsabilidade que investigam o presidente Jair Bolsonaro e apoiadores.

14 de agosto de 2022

Bolsonaro e Lula travam disputa sobre valor do Auxílio Brasil

Após acusação do petista de que o auxílio tem duração até o fim do ano e de que pretende, se eleito, mantê-lo em 2023, Bolsonaro disse que o benefício será mantido em 2023.

14 de agosto de 2022

Presidenciáveis dão largada na campanha com foco no Sudeste

Região Sudeste concentra 42,6% dos eleitores do país. A dois dias do início da propaganda eleitoral gratuita, Lula se mantém na dianteira, enquanto Bolsonaro cresce.

14 de agosto de 2022

TRE-AM dá nome a cartório eleitoral de indigenista assassinado em Atalaia do Norte

O pleno do TRE-AM reconheceu, por unanimidade, colaboração do indigenista Bruno Pereira, assassinado em junho no Vale do Javari, par a instalação de novas seções eleitorais.

13 de agosto de 2022

Michelle assume protagonismo na marcha para Jesus com evangélicos

Durante a marcha, presidente falou em 'luta contra o comunismo' e convocou população para ato em Copacabana no Sete de Setembro.

13 de agosto de 2022

Wilson adere ao TikTok para ampliar comunicação com eleitores

Wilson Lima anuncia adesão ao TikTok convocando seguidores e fazendo dancinha, para buscar o eleitorado mais jovem, maioria dos perfis do aplicativo.

13 de agosto de 2022

Com medo de rejeição, aliados escondem Bolsonaro nas redes sociais

Aliados oficiais do PL não mencionaram o mandatário nenhuma vez no atual semestre. Dos 27 palanques que Bolsonaro já garantiu, 10 não fazem menção a ele nas redes sociais.

13 de agosto de 2022