fbpx

terça, 25 de janeiro de 2022

Câmara aprova penas mais duras para crimes cibernéticos com uso de internet ou não

O texto cria um agravante, com pena de reclusão de 4 a 8 anos, para o crime de furto realizado com o uso desses aparelhos, estejam ou não conectados à internet.

16 de abril de 2021

Compartilhe

Texto institui pena maior para crimes usando notebook conectados ou não à internet (Foto: Divulgação)

O plenário da Câmara aprovou o projeto de lei 4554/20, do Senado, que amplia as penas por crimes de furto e estelionato praticados com o uso de dispositivos eletrônicos (celulares, computadores, tablets). A intenção é punir com maior rigor golpes que se têm tornado comuns durante a pandemia de Covid-19. Como foi aprovada com substitutivo do relator, deputado Vinicius Carvalho (Republicanos-SP), a proposta voltará para o Senado.

O texto cria um agravante, com pena de reclusão de 4 a 8 anos, para o crime de furto realizado com o uso desses aparelhos, estejam ou não conectados à internet, seja com violação de senhas, mecanismos de segurança ou com o uso de programas invasores. Se o crime for praticado contra idoso ou vulnerável, a pena aumenta de 1/3 ao dobro, considerando-se o resultado. E se for praticado com o uso de servidor de informática mantido fora do País, a pena aumenta de 1/3 a 2/3.

“O Brasíl é um paraíso dos cibercriminosos, com penas brandas e procedimento processual penal ultrapassado”, lamentou Vinicius Carvalho. “Um em cada cinco brasileiros foi alvo do golpe de phishing em 2020. Esse golpe ocorre quando um criminoso cria página falsa para simular um site verdadeiro para roubar dados e desviar recursos da vítima”, ilustrou.

Estelionato

No caso do crime de estelionato, cria-se a figura qualificada da fraude eletrônica, com pena de reclusão de 4 a 8 anos e multa. Essa fraude é aquela em que o criminoso obtém informações de senhas ou números de contas enganando a vítima ou outra pessoa induzindo-a a erro (golpe do motoboy do banco, por exemplo), seja por meio de redes sociais, contatos telefônicos, envio de e-mail fraudulento ou por qualquer outro meio semelhante. Também neste caso a pena aumenta de 1/3 a 2/3 se o crime é praticado com o uso de servidor de informática mantido fora do País.

Invasão de aparelhos

No crime já existente de invadir aparelhos de informática para obter dados, modificá-los ou destruí-los, o projeto aumenta a pena de detenção de 3 meses a 1 ano para reclusão de 1 a 4 anos. A redação do tipo penal é alterada para definir que há crime mesmo se o usuário não for o titular do aparelho, condição comum no home office.

Controle de aparelhos

De acordo com o substitutivo, um dos agravantes desse crime tem a pena aumentada de reclusão de 6 meses a 2 anos para reclusão de 2 a 5 anos e multa, independentemente de a conduta constituir crime mais grave ou não.

Trata-se da tentativa de obter conteúdo de comunicações eletrônicas privadas, segredos comerciais ou industriais ou informações sigilosas, assim como obter o controle remoto não autorizado do dispositivo invadido. O aumento de pena proposto pelos senadores era de reclusão de 1 a 4 anos.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Reviravoltas e confirmações fortalecem chapa do Avante para Câmara

Partido do prefeito David Almeida, Avante tem praticamente fechada a lista dos candidatos que disputarão uma vaga na Câmara Federal na acirrada eleição de outubro deste ano.

25 de janeiro de 2022

Wilson Lima entrega itens para agricultores e promete novo terminal pesqueiro

O governador entregou mais de 16 mil sementes, kits para seringueiros e serrarias portáteis. Durante a entrega Wilson Lima prometeu construir o novo terminal pesqueiro.

25 de janeiro de 2022

Amazonino Mendes anuncia que testou positivo para o novo coronavírus

Ex-govenador e pré-candidato nas eleições deste ano, Amazonino Mendes informou que está com Covid-19 e já iniciou o período de isolamento social sob orientação médica.

25 de janeiro de 2022

Guru do governo Bolsonaro, Olavo de Carvalho morre nos Estados Unidos

Escritor e ex-astrólogo, Olavo de Carvalho foi classificado pelo presidente Jair Bolsonaro como "farol para milhões de brasileiros". A morte foi anunciada pela família.

25 de janeiro de 2022

Ciro Gomes volta a acenar a Marina Silva para vice-presidência

Pré-candidato à Presidência pelo PDT, Ciro voltou a dizer que gostaria de Marina Silva (Rede) com ele em uma chapa, ao mesmo tempo em que atacou Lula e Bolsonaro.

25 de janeiro de 2022

‘Muito acima do necessário’, diz Zé Ricardo sobre Fundão de R$ 4,9 bi

Zé Ricardo disse que é a favor do financiamento público de campanha, mas defendeu que a quantia fosse calculada com base na eleição anterior, resultando em um valor menor.

25 de janeiro de 2022

Governo do AM vai lançar pacote de R$ 1,5 bilhão em investimentos

O governador Wilson Lima anunciou que 87% das promessas de campanha já foram cumpridas e a meta é que até dezembro deste ano 100% das promessas sejam cumpridas.

25 de janeiro de 2022

Governo investe R$ 3,8 milhões para levar água potável à população de Maraã

No município, a água é captada por meio de 17 poços submersos, sendo que 13 estão ativos e quatro inativos. O investimento de R$ 3,8 milhões será usado para tratar os poços.

25 de janeiro de 2022