fbpx

domingo, 19 de setembro de 2021

Câmara Federal aprova projeto de lei que altera as ‘sobras eleitorais’

Depois de muita indecisão por parte dos líderes partidários, os deputados aprovaram com 399 votos favoráveis o PL 783/21 que muda a legislação sobre as sobras partidárias.

9 de setembro de 2021

Compartilhe

Os congressistas estão correndo para aprovar mudanças nas regras das eleições, pois elas devem estar promulgadas em lei um ano antes do pleito. (Foto: Reprodução)

A Câmara dos Deputados aprovou, na tarde desta quinta-feira (9), com 399 votos favoráveis, o projeto de lei 783/21, originário do Senado, que regulamenta a distribuição de vagas para cargos proporcionais do Legislativo (deputados federais, estaduais e vereadores) a partidos com um número mínimo de votos obtidos nas urnas.

De acordo com o texto aprovado na Câmara, do deputado Luis Tibé (Avante-MG), poderão concorrer à distribuição das sobras de vagas apenas os candidatos que tiverem obtido votos mínimos equivalentes a 20% do quociente eleitoral e os partidos que obtiverem um mínimo de 80% desse quociente.

A proposta original previa 70% para os partidos e não impunha um limite para os candidatos individualmente. O quociente eleitoral é o resultado da divisão do número de votos válidos dividido pelo número de vagas disponíveis.

Na última eleição para a Câmara Federal, o quociente eleitoral foi de 202 mil votos e, do Amazonas, só o deputado José Ricardo (PT) se aproximou dele, com seus mais de 197 mil votos.

Atualmente, todos os partidos que participam das eleições, independentemente do número de votos, se habilitam a participar da distribuição das sobras. Essa regra foi introduzida pela Lei 13.488/17.

Antes de 2017, somente participavam das sobras os partidos que atingissem o quociente eleitoral. Se nenhum partido alcançar o quociente citado, serão considerados eleitos os mais votados na ordem de votação.

Outra mudança importante contemplada no PL aprovado na Câmara, é que, caso ele seja aprovado no Senado, os futuros candidatos deverão ter domicílio eleitoral na respectiva circunscrição pelo prazo de seis meses e estar com a filiação deferida pelo partido, no mínimo, um ano antes da data da eleição.

O projeto agora retorna ao Senado para nova votação, pois foi alterado pelos deputados na Câmara Federal.

Texto: João Luiz Onety com informações da Câmara dos Deputados

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Lei que regulamenta o transporte hidroviário de passageiros e cargas no AM é sancionada

Após publicação da lei sancionada pelo governador Wilson Lima, a Arsepam tem 120 dias para apresentar regras de funcionamento do novo modal.

18 de setembro de 2021

Wilson Lima dá início à nova frente de obras da modernização da AM-010

Governador cumpre agenda em Rio Preto da Eva, onde vai entregar obras e anunciar novos investimentos em infraestrutura, como a pavimentação do ramal do Sulivan Portela.

18 de setembro de 2021

David Almeida nomeia Ivson Coêlho novo procurador-geral do município

Entre as atribuições da função estão: exercer as funções estratégicas de planejamento, orientação, coordenação, controle e revisão no âmbito de sua atuação.

18 de setembro de 2021

Governo altera decreto e permite ampliar serviços de acesso à internet

Norma foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União nesta sexta-feira. O texto altera um decreto de 2018, que trata sobre políticas de telecomunicações.

18 de setembro de 2021

Revés na justiça faz David Reis recuar e suspender licitação das pick ups

Suspensão do processo licitatório vem um dia após a Casa parlamentar sofrer um revés judicial, quando recebeu ordem de suspender o certame para a construção do prédio anexo.

18 de setembro de 2021

Empresa vai receber R$ 6 milhões para asfaltar ruas em Novo Aripuanã

Coincidentemente, o valor é quase o mesmo que será gasto pela Prefeitura de Iranduba com serviços de recapeamento de vias. Porém, em Iranduba, o serviço será em área menor.

18 de setembro de 2021

Reforma administrativa: deputados querem incluir o Judiciário

A reforma caminha para o terceiro parecer do relator Arthur Maia (DEM-BA). Deputados do Amazonas querem que benefícios do Judiciário também sejam cortados.

18 de setembro de 2021

Diretor-presidente interino da FVS-RCP pede exoneração do cargo

Para o cargo de diretor-presidente interino do órgão, foi nomeada a enfermeira Tatyana Amorim, que já atuava como diretora técnica da FVS-RCP ao lado de Cristiano Fernandes.

17 de setembro de 2021