fbpx

quarta, 26 de janeiro de 2022

Câmara Federal aprova projeto de lei que altera as ‘sobras eleitorais’

Depois de muita indecisão por parte dos líderes partidários, os deputados aprovaram com 399 votos favoráveis o PL 783/21 que muda a legislação sobre as sobras partidárias.

9 de setembro de 2021

Compartilhe

Os congressistas estão correndo para aprovar mudanças nas regras das eleições, pois elas devem estar promulgadas em lei um ano antes do pleito. (Foto: Reprodução)

A Câmara dos Deputados aprovou, na tarde desta quinta-feira (9), com 399 votos favoráveis, o projeto de lei 783/21, originário do Senado, que regulamenta a distribuição de vagas para cargos proporcionais do Legislativo (deputados federais, estaduais e vereadores) a partidos com um número mínimo de votos obtidos nas urnas.

De acordo com o texto aprovado na Câmara, do deputado Luis Tibé (Avante-MG), poderão concorrer à distribuição das sobras de vagas apenas os candidatos que tiverem obtido votos mínimos equivalentes a 20% do quociente eleitoral e os partidos que obtiverem um mínimo de 80% desse quociente.

A proposta original previa 70% para os partidos e não impunha um limite para os candidatos individualmente. O quociente eleitoral é o resultado da divisão do número de votos válidos dividido pelo número de vagas disponíveis.

Na última eleição para a Câmara Federal, o quociente eleitoral foi de 202 mil votos e, do Amazonas, só o deputado José Ricardo (PT) se aproximou dele, com seus mais de 197 mil votos.

Atualmente, todos os partidos que participam das eleições, independentemente do número de votos, se habilitam a participar da distribuição das sobras. Essa regra foi introduzida pela Lei 13.488/17.

Antes de 2017, somente participavam das sobras os partidos que atingissem o quociente eleitoral. Se nenhum partido alcançar o quociente citado, serão considerados eleitos os mais votados na ordem de votação.

Outra mudança importante contemplada no PL aprovado na Câmara, é que, caso ele seja aprovado no Senado, os futuros candidatos deverão ter domicílio eleitoral na respectiva circunscrição pelo prazo de seis meses e estar com a filiação deferida pelo partido, no mínimo, um ano antes da data da eleição.

O projeto agora retorna ao Senado para nova votação, pois foi alterado pelos deputados na Câmara Federal.

Texto: João Luiz Onety com informações da Câmara dos Deputados

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Reviravoltas e confirmações fortalecem chapa do Avante para Câmara

Partido do prefeito David Almeida, Avante tem praticamente fechada a lista dos candidatos que disputarão uma vaga na Câmara Federal na acirrada eleição de outubro deste ano.

25 de janeiro de 2022

Wilson Lima entrega itens para agricultores e promete novo terminal pesqueiro

O governador entregou mais de 16 mil sementes, kits para seringueiros e serrarias portáteis. Durante a entrega Wilson Lima prometeu construir o novo terminal pesqueiro.

25 de janeiro de 2022

Amazonino Mendes anuncia que testou positivo para o novo coronavírus

Ex-govenador e pré-candidato nas eleições deste ano, Amazonino Mendes informou que está com Covid-19 e já iniciou o período de isolamento social sob orientação médica.

25 de janeiro de 2022

Guru do governo Bolsonaro, Olavo de Carvalho morre nos Estados Unidos

Escritor e ex-astrólogo, Olavo de Carvalho foi classificado pelo presidente Jair Bolsonaro como "farol para milhões de brasileiros". A morte foi anunciada pela família.

25 de janeiro de 2022

Ciro Gomes volta a acenar a Marina Silva para vice-presidência

Pré-candidato à Presidência pelo PDT, Ciro voltou a dizer que gostaria de Marina Silva (Rede) com ele em uma chapa, ao mesmo tempo em que atacou Lula e Bolsonaro.

25 de janeiro de 2022

‘Muito acima do necessário’, diz Zé Ricardo sobre Fundão de R$ 4,9 bi

Zé Ricardo disse que é a favor do financiamento público de campanha, mas defendeu que a quantia fosse calculada com base na eleição anterior, resultando em um valor menor.

25 de janeiro de 2022

Governo do AM vai lançar pacote de R$ 1,5 bilhão em investimentos

O governador Wilson Lima anunciou que 87% das promessas de campanha já foram cumpridas e a meta é que até dezembro deste ano 100% das promessas sejam cumpridas.

25 de janeiro de 2022

Governo investe R$ 3,8 milhões para levar água potável à população de Maraã

No município, a água é captada por meio de 17 poços submersos, sendo que 13 estão ativos e quatro inativos. O investimento de R$ 3,8 milhões será usado para tratar os poços.

25 de janeiro de 2022