fbpx

quarta, 01 de dezembro de 2021

Bolsonaro chama Omar Aziz de ‘cara de capivara’

Presidente Bolsonaro apelidou o senador amazonense, que presidiu os trabalhos da CPI da Covid, depois de participar de uma motociata com apoiadores, em Ponta Grossa (PR).

7 de novembro de 2021

Compartilhe

CPI da Covid indiciou Bolsonaro por 9 crimes, entre eles, crime contra humanidade, prevaricação e epidemia com resultado em mais mortes. (Foto: Divulgação)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que o presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM) tem “cara de capivara”. A CPI atribuiu 9 crimes ao presidente por causa da condução da pandemia, como prevaricação, crime contra a humanidade e epidemia com resultado em mais mortes, por tentar contaminar mais pessoas propositadamente, a chamada “imunidade de rebanho”.

Bolsonaro ironizou e contou que a única acusação “bombástica” foi a crítica do senador de que o presidente era motoqueiro e participava de passeios com motocicletas durante a pandemia.

“Aquela cara de capivara me chamando de motoqueiro”, ironizou o presidente, em Ponta Grossa (PR), depois de participar de uma motociata com outros motociclistas na região.

Depois de seis meses de trabalhos, a CPI da Covid do Senado encerrou depois da aprovação do relatório final, que propôs o indiciamento de 89 autoridades, entre elas o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), e o ex-secretário de saúde, Marcellus Campelo.

A intenção do relator, senador Renan Calheiros (MDB), era de indiciar Bolsonaro por 11 crimes. No entanto, os crimes de genocídio indígena e negro foram retirados do relatório final depois que Omar Aziz e outros membros do grupo majoritário de sete senadores, discordaram.

Texto: Jefferson Ramos, com informações do UOL

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprova PEC dos Precatórios

A PEC do senador Fernando Bezerra, que já passou pela Câmara dos Deputados, libera espaço fiscal em 2022 para o pagamento do programa social Auxílio Brasil.

1 de dezembro de 2021

Prazo para apresentação de emendas impositivas à LOA encerra hoje

O Governo estima o orçamento para o próximo ano fiscal em pouco mais de R$ 24 bilhões. Os deputados podem dispor de 1,2% da receita corrente líquida para emendas individuais.

1 de dezembro de 2021

Comissão de Educação ignora pedidos do Sinteam e frustra educadores

Sindicato que representa a categoria dos profissionais da Educação diz que a comissão não deu retorno de ofícios protocolados ao longo do ano; reajuste é uma das pautas.

1 de dezembro de 2021

STF mantém foro de Flávio Bolsonaro no caso das rachadinhas

A investigação que atinge o senador foi desidratada por decisões do STJ, que anulou a maior parte das provas colhidas em primeiro grau por considerar o juízo incompetente.

1 de dezembro de 2021

Deputados debatem prática de empinar moto como atividade desportiva

Deputada diz que o 'grau de moto' têm sido muitas vezes reprimido por agentes da polícia e por isso quer transformar a 'acrobacia' em esporte.

1 de dezembro de 2021

Destacando presença de deputados, Bolsonaro oficializa entrada no PL

Durante o evento, o presidente Jair Bolsonaro destacou que a cerimônia foi uma simples filiação ao partido e que não estava “lançando ninguém a cargo nenhum”.

30 de novembro de 2021

Plínio e Marcelo defendem emendas do relator e transparência na aplicação

Senador Plínio Valério e o vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos, defenderam o instrumento que possibilita liberação de recursos para o Estado e os municípios.

30 de novembro de 2021

Ministério Público do Amazonas vai investigar garimpagem no rio Madeira

MP-AM instalou inquérito civil público na última sexta-feira (26) para investigar "possíveis irregularidades" das balsas de garimpo que se amontoaram no Rio Madeira.

30 de novembro de 2021