fbpx

segunda, 15 de agosto de 2022

Bolsonaro cancela agenda após Anvisa recomendar quarentena

Agência determinou que o presidente e os integrantes da comitiva que tiveram contato com o ministro Marcelo Queiroga, que está com Covid, fiquem em isolamento.

22 de setembro de 2021

Compartilhe

Marcelo Queiroga integrou a comitiva que acompanhou o presidente Bolsonaro na viagem a Nova York (Foto: Palácio do Planalto)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) cancelou, nesta quarta-feira (22), a agenda dele que previa uma visita ao Paraná na próxima sexta-feira (24). A informação foi confirmada pela Secretaria Especial de Comunicação (Secom) do governo, que atribuiu o cancelamento à recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para que ele e a comitiva que esteve em Nova York ao lado do Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que pegou Covid-19, cumpram quarentena de 14 dias.

Minutos antes, o Planalto havia confirmado a realização da viagem, indicando que o presidente não cumpriria a quarentena recomendada após contato com pessoa infectada pelo coronavírus.

O ministro testou positivo pouco antes do embarque de volta ao Brasil na noite de terça-feira (21). Queiroga ficou em Nova York para cumprir o isolamento, enquanto o restante da comitiva voltou para o Brasil.

A agenda do presidente incluía visitas às cidades de Ponta Grossa e Castro, no Paraná. Bolsonaro também participaria de um jantar com empresários e de uma motociata. O passeio estava marcado para acontecer no sábado, 25 de setembro, em Piraí do Sul.

O presidente também alterou os compromissos desta quarta-feira (22) e deve se reunir, por videoconferência, com o subchefe para Assuntos Jurídicos da Secretaria Geral da Presidência. O encontro acontece com frequência presencialmente, no gabinete de Bolsonaro, no Palácio do Planalto.

Com informações do Congresso em Foco

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Deputados estaduais que disputam reeleição declaram R$ 24,1 milhões em bens

Adjuto Afonso e Therezinha Ruiz são os mais ricos da Assembleia Legislativa, com R$ 7,1 milhões e R$ 3,4 milhões, respectivamente. Dos 24 deputados, apenas 5 não disputam.

14 de agosto de 2022

Patrimônio de Arthur Neto cresceu 1450% entre 2016 e 2022

Arthur Neto pediu o registro de candidatura ao Senado na sexta-feira e declarou possuir R$ 2,5 milhões em bens. Nas eleições de 2016, o tucano declarou R$160,7 mil.

14 de agosto de 2022

Moraes assume TSE após carreira centralizadora e ligada à política

Moraes é personagem central no noticiário nacional dos últimos anos devido aos inquéritos sob sua responsabilidade que investigam o presidente Jair Bolsonaro e apoiadores.

14 de agosto de 2022

Bolsonaro e Lula travam disputa sobre valor do Auxílio Brasil

Após acusação do petista de que o auxílio tem duração até o fim do ano e de que pretende, se eleito, mantê-lo em 2023, Bolsonaro disse que o benefício será mantido em 2023.

14 de agosto de 2022

Presidenciáveis dão largada na campanha com foco no Sudeste

Região Sudeste concentra 42,6% dos eleitores do país. A dois dias do início da propaganda eleitoral gratuita, Lula se mantém na dianteira, enquanto Bolsonaro cresce.

14 de agosto de 2022

TRE-AM dá nome a cartório eleitoral de indigenista assassinado em Atalaia do Norte

O pleno do TRE-AM reconheceu, por unanimidade, colaboração do indigenista Bruno Pereira, assassinado em junho no Vale do Javari, par a instalação de novas seções eleitorais.

13 de agosto de 2022

Michelle assume protagonismo na marcha para Jesus com evangélicos

Durante a marcha, presidente falou em 'luta contra o comunismo' e convocou população para ato em Copacabana no Sete de Setembro.

13 de agosto de 2022

Wilson adere ao TikTok para ampliar comunicação com eleitores

Wilson Lima anuncia adesão ao TikTok convocando seguidores e fazendo dancinha, para buscar o eleitorado mais jovem, maioria dos perfis do aplicativo.

13 de agosto de 2022