fbpx

quinta, 19 de maio de 2022

Bolsonaro avalia com AGU se vai ou não prestar depoimento à PF

O ministro Bruno Bianco analisa os precedentes que podem ser aplicados a Bolsonaro para tentar minimizar o desgaste que poderia sofrer ao prestar depoimento.

28 de janeiro de 2022

Compartilhe

Presidente quer evitar desgaste da imagem com o depoimento (Foto: Reprodução)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) aguarda uma decisão final da Advocacia-Geral da União (AGU) para decidir se prestará ou não depoimento nesta sexta-feira (28), às 14 h, na Polícia Federal sobre o processo que apura o vazamento de dados sigilosos da instituição.

Segundo fontes ouvidas pelo portal UOL, o ministro da AGU, Bruno Bianco, está analisando os precedentes que podem ser aplicados ao presidente para tentar minimizar o desgaste do depoimento.

Uma das possibilidades seria entrar com um recurso pedindo para depor apenas após um julgamento do Plenário do STF sobre o processo.

O inquérito contra Bolsonaro foi instaurado em agosto do ano passado por iniciativa do ministro Alexandre de Moraes, logo após o presidente divulgar nas redes sociais informações sigilosas de investigação da PF sobre denúncias de invasão ao sistema interno do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na eleição de 2018.

Outra linha que estaria sendo avaliada pela AGU é a de buscar precedentes sobre a possibilidade de direito ao silêncio ou até mesmo a ausência.

Ministros que conversaram com o presidente sobre o depoimento à PF afirmaram que Bolsonaro está tranquilo e que vai acatar a orientação do ministro Bruno Bianco. “A AGU que vai decidir. Ele está em paz e tranquilo”, disse uma fonte.

A informação de que Moraes havia determinado o prazo até o dia de hoje para que Bolsonaro prestasse depoimento foi objeto de uma manifestação da AGU, que pede que Moraes solicite à PGR (Procuradoria-Geral da República) a abertura de investigação para apurar o vazamento da informação.

Com informações do Portal UOL

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Bolsonaro ataca o STF, e Moraes fala em luta contra antidemocráticos

Bolsonaro também afirmou que as Forças Armadas foram convidadas a participar do processo eleitoral e que suas observações "não vão ser jogadas no lixo".

19 de maio de 2022

Em pré-campanha, Arthur busca apoio de influenciadores digitais

O ex-prefeito reuniu com influenciadores digitais do Amazonas, que já o apoiaram durante sua gestão na Prefeitura. A ideia é ampliar sua rede de apoio nas redes sociais.

19 de maio de 2022

‘Não vou dar mole para essa empresa’, diz Sinésio sobre AM Energia

Ao comentar decisão que libera a AM Energia a instalar medidores, Sinésio afirma que os aparelhos são vergonhosos e que não vai deixar a empresa livre para cometer abusos.

19 de maio de 2022

João Pedro ‘bate o pé’ e lança seu nome ao Senado pelo PT-AM

O ex-senador afirmou que irá registrar candidatura ao Senado, contrariando Sinésio Campos, que afirmou que o PT não terá candidato ao posto para apoiar Omar Aziz.

19 de maio de 2022

General Franklimberg quer levar experiência militar para Aleam

Filiado ao União Brasil, o militar colocou seu nome à disposição da sigla para tentar uma vaga na Asembleia. Ele ajudou a atual gestão durante o período de transição.

19 de maio de 2022

Populares reagem a vídeo de Amazonino dizendo não ter dinheiro; confira

Depois de quatro mandatos como governador e três como prefeito, Amazonino Mendes disse, em vídeo, não ter dinheiro. O ex-governador quer voltar a chefiar o Estado.

19 de maio de 2022

Homeschooling: Átila, Bosco, Alberto Neto e Pablo dizem sim à educação domiciliar

A bancada do Amazonas na Câmara ficou dividida na votação do homeschooling. Os destaques do texto-base serão votados nesta quinta e depois segue para o Senado.

19 de maio de 2022

‘Gestor tem que ser jovem, andar e estar perto do povo’, diz Liliane Araújo

Liliane Araújo é a nova entrevistada da série do Real Time 1 com os pré-candidatos para a Câmara dos Deputados em Brasília onde faz a defesa de suas bandeiras.

19 de maio de 2022