fbpx

sexta, 27 de maio de 2022

Aleam realiza homenagem póstuma ao senador Jefferson Peres nesta quinta

Jefferson Peres foi senador pelo Amazonas e líder do PDT no Senado Federal. Ele faleceu em 2008, aos 76 anos, na residência onde morava em Manaus, vítima de um infarto.

15 de março de 2022

Compartilhe

Senador Jefferson Peres

A Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) vai realizar, nesta quinta-feira (17), uma homenagem póstuma ao senador José Jefferson Carpinteiro Peres, que completaria 90 anos no próximo dia 19 do corrente. Quem também participa do evento é o pré-candidato do PDT à presidência da República, Ciro Gomes, que chegará a Manaus na quinta.

A iniciativa é do deputado Adjuto Afonso, líder do Partido Democrático Trabalhista (PDT), na Casa Legislativa, e de membros do próprio partido, todos entusiastas da trajetória política do senador. A solenidade será realizada a partir das 15h, no Plenário Ruy Araújo.

“É inquestionável o legado ético que o senador Jefferson Peres nos deixou, e devemos sempre lembrar disso. É uma satisfação encabeçar essa singela homenagem a alguém com atuações dignas que dão orgulho a todos nós, amazonenses, por intermédio de ideais éticos e democráticos e, o mais importante, priorizando sempre o povo”, destaca Adjuto Afonso.

A solenidade vai contar com a participação de familiares, amigos, políticos e correligionários, que lembram desse patrimônio moral e político que ele deixou no Congresso Nacional. “Essa homenagem é um resgate da história do senador Jefferson Peres quanto à ética na política, seu compromisso com a questão social e o seu combate à corrupção”, ressalta o professor Ademir Ramos, presidente da Fundação Leonel Brizola – Alberto Pasqualini no Amazonas, um dos responsáveis pela homenagem.

Um pouco da história como senador

Como senador, Jefferson Peres, que foi líder do PDT naquela Casa, atuou como titular das comissões de Assuntos Econômicos, de Constituição, Justiça e Cidadania e de Fiscalização e Controle, e suplente das comissões de Assuntos Especiais, de Educação e do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar. Fez parte também da comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização, e das Subcomissões de Infraestrutura e de Planejamento, Urbanismo e Integração Regional, atuando como suplente da comissão especial do Código Civil Brasileiro.

Autor de projetos que extinguiam regalias parlamentares foi relator do projeto de legalização de escutas telefônicas e do que autorizava firmas estrangeiras a ingressarem no mercado de saúde privada e medicina de grupo. Em 1995 votou a favor das emendas constitucionais que acabaram com o monopólio estatal nos setores de telecomunicações, exploração de petróleo, distribuição de gás canalizado e navegação de cabotagem; da alteração do conceito de empresa nacional; da criação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).

Crítico do clientelismo do governo, exigiu explicações do Ministro das Comunicações Sérgio Mota, a quem acusou de criar cargos para nomear parentes de correligionários políticos, verberando o próprio presidente da república, que, segundo denunciou, estimulava e manipulava a votação da emenda que previa a reeleição.

Em 1996, Jeferson Peres votou a favor da prorrogação por 18 meses do Fundo Social de Emergência (FSE), rebatizado de Fundo de Estabilização Fiscal (FEF), abstendo-se no tocante ao projeto que estabelecia rito sumário na reforma agrária. Em 1997, tornou-se segundo-vice-presidente da comissão mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização do Congresso (1997-1998) e titular das subcomissões dos Poderes de Estado, Representação e Defesa, e de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e da Amazônia legal.

Ausente da votação da emenda que previa a reeleição de presidente da República, governadores e prefeitos, em março de 1998 Jefferson Peres votou a favor do projeto de reforma administrativa que implicou na quebra da estabilidade do servidor público.

Com informações da assessoria

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Bolsonaro adia live em dia de derrota nas pesquisas para Lula nos dois turnos

Bolsonaro estabiliza e Lula cresce em nova pesquisa Datafolha divulgada no dia que o presidente adia tradicional live de quinta-feira para falar com apoiadores .

26 de maio de 2022

Datafolha: cresce diferença entre Lula e Bolsonaro para o segundo turno

Pesquisa do Datafolha divulgado nesta quinta-feira aponta que Lula tem 58% das intenções de voto no segundo turno, enquanto Bolsonaro chega a 33%

26 de maio de 2022

TSE aprova federação partidária do PSol com o Rede Sustentabilidade

PSol e Rede formalizam federação no TSE no mesmo dia que o PSDB e Cidadania e agora as legendas devem manter unidade política pelos próximos quatro anos.

26 de maio de 2022

‘Criar municípios é política de pão e circo’, diz cientista político

Para Carlos Santiago, discurso de criar novos municípios, às vésperas das eleições, para sanar o problema de comunidades que sofrem descaso e miséria, não é melhor caminho.

26 de maio de 2022

Serafim alerta para manobra de empresário que prejudica mercado de gás no AM

O líder do PSB na Casa Legislativa lembrou que a nova Lei do Gás, de iniciativa da Aleam, aprovada em março de 2021, contraria os interesses do empresário baiano.

26 de maio de 2022

Maria do Carmo é suplente de Arthur, mas corteja vaga de vice de Amazonino

Ex-pré-candidata ao Governo do Amazonas, Maria do Carmo confirma que é primeira suplente de Arthur ao Senado, mas se coloca como opção a vice de Amazonino.

26 de maio de 2022

Portela endossa discurso de Bolsonaro e questiona lisura das eleições

Novo vice da Câmara se alinha às manifestações de teor golpista do presidente que, sem prova ou indício relevante, tem levantado dúvidas sobre a lisura do sistema eleitoral

26 de maio de 2022

TCE-AM multa ex-presidente da Câmara de Beruri por falta de transparência

TCE-AM vê deficiências nos atos de transparência e descumprimento da Lei de Acesso à Informação e multa ex-gestor da Câmara de Beruri em R$ 14 mil.

26 de maio de 2022