fbpx

quinta, 06 de maio de 2021

Aleam mostra que não se importa com a opinião da população

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

23 de abril de 2021

Compartilhe

A proposta fracassada de votar a toque de caixa mais uma concessão de Título de Cidadão Amazonense, desta vez ao ministro do Turismo, Gilson Machado, mostra que alguns integrantes Assembleia Legislativa do Amazonas não dão a mínima para a opinião do cidadão amazonense. Mesmo depois da verdadeira grita contra a concessão do título ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), com protestos, manifestações nas redes sociais e até mesmo devolução de títulos por parte de pessoas que foram homenageadas anteriormente pela Casa Parlamentar, alguns deputados acharam que ainda havia espaço para a proposta de concessão de mais um título a alguém que nada fez pelo Amazonas.

___

CARRAPICHO NÃO É KAOMA

A tentativa de transformar o ministro do Turismo, Gilson Machado, em cidadão amazonense fracassou. Não houve quórum para a votação na manhã desta sexta-feira (23). Mesmo, assim o ministro protagonizou a maior gafe na visita do presidente Jair Bolsonaro a Manaus, na manhã desta sexta-feira (23). Anunciou que iria tocar na sanfona uma música da banda amazonense Carrapicho e tocou a canção “Chorando se foi”, da banda franco-brasileira Kaoma. Há quem diga que como o título seria concedido às pressas, o ministro sequer teve tempo de pesquisar e ensaiar uma música da banda amazonense.

___

NÃO FOGE À LUTA

Não satisfeito em “trocar as bolas”, o ministro do Turismo no final declarou: “Um sanfoneiro não pode fugir do desafio. Toquei uma música da banda Carrapicho que fez sucesso internacional”, declarou. Registre-se que o ministro é um péssimo sanfoneiro. O mais engraçado foi ver o semblante de notório constrangimento com a performance do ministro entre as autoridades presentes.

___

SEXTOU

Na Aleam, o presidente Roberto Cidade (PV) ficou, ao vivo, mais de quarenta minutos esperando em vão a presença – física ou virtual – de seus colegas deputados para aprovar a honraria ao ministro do Turismo. Jogou a toalha às 10h e declarou encerrada a sessão extraordinária na manhã desta sexta-feira (23), sem votar o projeto de autoria do deputado Saullo Vianna (PTB). Se já é difícil formar quórum em dia normal de votação, imagine-se numa sexta-feira, quando tradicionalmente não há sessões na Aleam.

___

VOTO CONTRÁRIO

O deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) esteve presente virtualmente à sessão que terminou por ser cancelada. E recorreu às redes sociais para antecipar seu voto a todos, caso a matéria fosse colocada em votação: “Hoje, amanheci com a informação de uma Sessão Extraordinária na Aleam para votação, acreditem, de um outro título de cidadão. Dessa vez, ao ministro do Turismo, Sr. Gilson Machado Neto. Vou participar e já antecipo para vocês o meu voto: NÃO!”.

___

‘CORAÇÃO DO BRASIL’

De “pulmão do mundo”, o Amazonas foi alçado à categoria de “coração do Brasil”. Após inaugurar a obra do Centro de Convenções Vasco Vasquez e receber o título de Cidadão Amazonense, o presidente Jair Bolsonaro chamou o Amazonas de “coração do Brasil” e falou em “nosso estado”, assumindo a nova condição de amazonense. O presidente aproveitou a ocasião para chamar a esquerda brasileira de “nefasta” e dizer que se o presidente fosse Fernando Haddad (PT) estaríamos em lockdown.

___

NOME E SOBRENOME

A ex-presidente da Amazonastur, Oreni Braga, se mostrou enciumada com a inauguração do anexo do Centro de Convenções Vasco Vasquez. Ela recorreu às redes sociais para dizer que uma das marcas que se orgulha em ter deixado na cidade de Manaus é o Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasquez. Oreni disse ainda que inaugurou a 1ª Etapa em 2013 e ao sair da Amazonastur em 2017, deixou a obra da 2ª etapa iniciada. “Aliás, deixei em caixa 40 milhões de reais em convênio com o Ministério do Turismo para a construção dessa etapa que o presidente Bolsonaro vem inaugurar. Essa obra tem nome e sobrenome!!!”, postou.

___

PROTEÇÃO À FLORESTA

O promotor de Justiça Weslei Machado, titular da 1ª Promotoria de Justiça de Humaitá, decidiu enviar ao Congresso Nacional sugestão de Emenda Constitucional visando assegurar maior proteção à Floresta Amazônica brasileira. A proposta é incluir, dentre as hipóteses de expropriação-sanção previstas no artigo 243 da Constituição Federal, a destruição ou danificação, por qualquer meio, de florestas nativas ou plantadas, na região da Floresta Amazônica Brasileira, sem autorização do órgão competente.

Leia mais sobre Política

Tribunal de Justiça escolhe dois novos desembargadores na terça-feira

O Pleno do TJAM vai escolher entre 15 juízes. Na pauta, também está prevista a remoção de magistrados entre comarcas do interior do Amazonas.

6 de maio de 2021

TCE suspende contrato de R$ 3 mi para locação de carros de luxo em Coari

O contrato previa pagamento superior a R$ 3 milhões. por ano, à empresa Adminsitradora de Bens Good LTDA, que alugaria carros blindados para serem usados na prefeitura.

6 de maio de 2021

Pazuello recebe Onyx após pedir mudança na data para depor na CPI da Covid

O encontro entre os dois não consta na agenda oficial do ministro da Secretaria-Geral da Presidência que, no horário, indicava outra reunião no Palácio do Planalto.

6 de maio de 2021

Tasso quer ouvir Abin sobre guerra química citada pelo presidente

Senador pelo Ceará solicitou a presença de um representante da Agência Nacional de Inteligência para falar sobre guerra química empreendida pela China, segundo o presidente

6 de maio de 2021

PT não chega a acordo sobre ‘embarque’ no governo Wilson Lima

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

6 de maio de 2021

Estado vai pagar R$ 300 às famílias afetadas pela enchente no AM

Cartão Auxílio Estadual vai garantir benefício provisório no valor de R$ 300, em parcela única, a aproximadamente 100 mil famílias atingidas pela cheia dos rios no Amazonas.

6 de maio de 2021

Corrupção colaborou para o caos no sistema de saúde, diz Queiroga

O ministro, Marcelo Queiroga, disse que o desvio de recursos federais para estados e municípios pode ter colaborado para o colapso, mas MS não tem investigações.

6 de maio de 2021

‘Presidente foi irresponsável ao prescrever cloroquina’, diz senador

O senador Otto Alencar, que também é médico, afirmou que a 'ciência não pode se render aos leigos' e espera que o ministro Marcelo Queiroga tenha autonomia.

6 de maio de 2021