fbpx

quinta, 23 de setembro de 2021

Aleam concede 28 autorizações de viagens no recesso parlamentar

Após o início do recesso parlamentar a Aleam autorizou o pagamento de viagens e diárias para servidores da Casa. Destinos no Sul e Sudeste e Tabatinga foram os preferidos.

23 de julho de 2021

Compartilhe

Parlamento estadual entrou em recesso no último dia 14 e deputados e servidores começaram a viajar para as bases. (Foto: Reprodução)

A Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) entrou em recesso no último dia 14, quando os deputados votaram e aprovaram a Lei de Diretrizes Orçamentárias e, desde então, o Diário Oficial do Legislativo teve cinco edições publicadas com 28 portarias autorizando o pagamento de diárias e viagens a servidores deslocados para lugares como Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul, Maranhão e municípios do interior, como Tabatinga, Manicoré e Tefé.

Quem teve a autorização para ir mais longe “no pacote de turismo” da Aleam durante o recesso foi a servidora Daniele Pinheiro de Souza, que viajaria no trecho Manaus-Curitiba-Porto Alegre-Manaus.

Em consulta a um site de venda de passagens este “pequeno tour” pela região Sul custaria em torno de R$ 6 mil só com passagens aéreas. Na portaria de autorização é informado que a servidora cumpriria agenda na capital paranaense, no município gaúcho de Gravataí e em Porto Alegre para, em seguida, retornar a Manaus.

Recesso no RJ e SP

Para o Rio de Janeiro a Assembleia Legislativa autorizou a ida de dois servidores: Elvys Damasceno e Raimundo Nonato Pinheiro. Cada passagem Manaus-Rio-Manaus custa em torno de R$ 3 mil.

Também para a região Sudeste teve a viagem autorizada o servidor Wilson da Silva Alves, cujo destino foi São Paulo (R$ 4 mil em média ida e volta com tarifa normal). Já Redvaldo Bezerra foi para Brasília (R$ 4 mil).

Capitais do Norte e do Nordeste também estão no “roteiro de viagens” autorizadas para servidores durante este recesso parlamentar da Aleam. Para Boa Vista foi a servidora Kaynanda Porto da Silva (R$ 640 ida e volta por via rodoviária ou R$ 4 mil via aérea com conexão em Santarém-PA). Já para São Luís (MA) foi o servidor Sthanley Robson Santos de Bastos (R$ 3,1 mil).

No interior

Dentro do Amazonas, o destino mais comum dos servidores no recesso foi o município de Tabatinga, na região do Alto Solimões.

Para lá foram diversos funcionários, que depois seguiram para os demais municípios da região. Foi o caso de Marcos Jean da Silva Bareto e Samuel Silva da Costa. As portarias que autorizavam as viagens deles informava que ambos passariam por sete municípios desta região (Tabatinga, São Paulo de Olivença, Santo Antônio do Içá, Amaturá, Tonantins, Jutaí e Fonte Boa) e retornariam por Tefé, já no Médio Solimões.

Uma passagem aérea Manaus- Tabatinga custa, em média, R$ 2 mil enquanto um retorno por Tefé para Manaus sai por R$ 1,5 mil. Não foi possível estimar o custo de viagens fluviais entre estes municípios.

Também foram para Tabatinga os servidores Drey Mário Lago da Costa e Paulo Jorge Ferraz de Lima, também com retorno por Tefé, mas sem passar pelos demais municípios do Alto Solimões.

Os servidores Matheus Augusto Magalhães e Ricardo Soares Moreira foram para Manicoré, na região do alto rio Madeira. Ricardo teve ainda uma segunda viagem para a região autorizada pela Aleam, mas esta com uma “esticadinha” em Humaitá.

Para o município mais rico do interior, Coari, no Médio Solimões, foram deslocados três servidores: Jéssica Leitão Trajano, Marilene Andrade Maciel e Maria Dizioneide Cunha.

Para o terceiro mais populoso município do Estado, Itacoatiara, no Médio Amazonas, viajaram os servidores Ricardo Santos Machado, Jose de Castro Barbosa e Joelma Farias Muniz.

Um dos principais polos do agronegócio do Estado, Autazes, na Região Metropolitana de Manaus, recebeu dois servidores da Aleam em serviço: Igor Dante Pantoja e Matheus Augusto Magalhães. Este último teve mais duas viagens autorizadas pela Casa: uma para Maués, na região do Baixo Amazonas, e outra para Novo Aripuanã, no Médio Madeira, além da já citada viagem para Manicoré.

Por fim, a Aleam também autorizou ainda a viagem do servidor Amaril da Silva Pereira para Tefé, no Médio Solimões.

A Aleam informou ao RealTime1 que viagens de servidores no recesso são, geralmente, para acompanhar trabalhos que os parlamentares desenvolvem nas bases eleitorais dele e, por isso, são cobertas com recursos da Casa, bem como as diárias, que podem variar de R$ 512,89, para servidores do baixo escalão, até R$ 1.026,40 reservados ao presidente da Aleam, Roberto Cidade (PV).

Texto: Gerson Severo Dantas

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Wilson anuncia investimentos para infraestrutura de Lábrea e Nova Olinda

Convênios fazem parte do plano +Infraestrura, um pacote de novas obras com recursos de mais de R$ 1 bilhão para execução de projetos em todo Amazonas.

23 de setembro de 2021

Reforma administrativa: Alberto Neto chama discussão de palhaçada

Capitão Alberto Neto, um dos deputados que integram a Comissão Especial da Reforma Administrativa, perdeu a paciência durante o debate dos colegas parlamentares.

23 de setembro de 2021

David recorre à Justiça e Amom monta nova ação para barrar ‘puxadinho’ da CMM

Vereador anunciou que tanto ele quanto Rodrigo Guedes já estão preparando não apenas as contrarrazões, mas também novas ações na justiça com outros argumentos.

23 de setembro de 2021

Trento, Flávio Bolsonaro e ministro foram a Las Vegas tratar de jogos de azar

Revelação veio a tona nas inquirições feitas pelos senadores Humberto Costa (PT/PE) e o governista Eduardo Girão, que revelou presença do filho do presidente na viagem.

23 de setembro de 2021

TRF-6 em Minas Gerais passa na frente e ‘rouba’ servidores do AM

Enquanto Minas Gerais ficará com o TRF-6, um Tribunal exclusivo, o TRF1, do qual o Amazonas faz parte, ficará responsável por 13 estados, uma matemática totalmente desigual.

23 de setembro de 2021

Fim das coligações: grandes caciques podem ficar sem a fatia do bolo

O fim das coligações partidárias pode dificultar a entrada de muitos políticos já acostumados a serem eleitos mesmo com o número de votos inferior a outros concorrentes.

23 de setembro de 2021

Amazonino e Braga intensificam ‘paternidade’ de obras públicas no AM

Nesse mês de setembro, as equipes de Amazonino e Braga intensificaram postagem sobre obras e projetos criados na gestão dos políticos, que hoje caminham em lados opostos.

23 de setembro de 2021

Wilson libera pagamento de indenizações às famílias que residiam no Igarapé do 40

De 2019 até setembro desse ano, já foram investidos R$ 56,7 milhões para retirar famílias de áreas alagadas e reassentá-las em áreas com infraestrutura e saneamento.

23 de setembro de 2021