fbpx

terça, 20 de abril de 2021

Adail Filho e a longa agonia do município mais rico do interior do Amazonas

O ex-prefeito de Coari, Adail Filho e o vice Keitton Pinheiro recorrem sobre a decisão do TRE-AM que determinou a cassação da candidatura por inelegibilidade.

26 de fevereiro de 2021

Compartilhe

Nas Eleições de 2020, Adail Filho foi reeleito prefeito de Coari, mas recurso do candidato Robson Tiradentes o tirou do cargo ainda em dezembro.

O Ministério Público Eleitoral pediu o indeferimento de um recurso apresentado pelo prefeito afastado de Coari, Adail Pinheiro Filho (Progressistas), e o vice dele, Keitton Pinheiro (PSD), contra a decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM).  Em dezembro a Corte determinou a cassação do registro de candidatura, após a vitória no pleito eleitoral, devido o acumulo de três mandatos consecutivos por grupo familiar. O município está desde o início do ano sob administração provisória da presidente da Câmara Municipal.

Adail e o vice refutaram a cassação dos mandatos deles pelo Acordão do TRE alegando que houve omissão por parte dos magistrados sobre as individualidades do caso. Os dois argumentaram que durante período em que o também ex-prefeito de Adail Pinheiro, pai de “Adailzinho”, esteve na cadeira do executivo municipal, a candidatura estava sub-judice.

O procurador regional eleitoral Rafael da Silva Rocha afirmou que são improcedentes as reivindicações, uma vez que houve diplomação do pai. Adail Pinheiro foi preso e afastado do cargo em 2014 sob acusações de crimes de abuso sexual contra menores e fraudes em licitações.

Inconstitucional

“Adailzinho” ascendeu à Prefeitura da cidade nas eleições seguintes, no ano de 2016. Com isso, no entendimento do TRE-AM, a família já possuía dois mandatos mesmo com o intervalo entre de dois anos entre eles. Nas Eleições de 2020, a vitória de Adail Filho configuraria assim um terceiro mandato no cargo majoritário, o que é vedado no artigo 5º da Constituição Federal.

Uma eleição suplementar, conforme a determinação do TRE-AM deveria ter sido realizada até 40 dias (em 28 de janeiro deste ano) após o julgamento, o que não ocorreu até agora.  A assessoria do TRE-AM informou à reportagem que o novo pleito depende da análise dos recursos apresentados pelo ex-prefeito. Essa avaliação está sendo realizada pela Justiça Eleitoral que deverá emitir uma sentença nos próximos dias.

Operação ‘Patrinus’

Adail pediu afastamento do cargo com pouco mais de um mês para o fim do mandato de prefeito, por motivo de saúde. Para a oposição a saída foi uma manobra para fugir das investigações do Polícia Federal. Em 2019, o ex-prefeito foi preso na operação ‘Patrinus’, que investigou um suposto esquema de corrupção que desviou R$ 100 milhões da Prefeitura de Coari.

Uma semana após a prisão o ministro Rogério Cruz, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), deferiu um mandato de soltura em favor de Adail. Atualmente no comando do município está a presidente da Câmara e agora prefeita interina, Dulce Menezes (MDB) é tia de de Adail Filho.

Texto: Giovanna Marinho

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Crítico de Bolsonaro, Mandetta será o primeiro a ser ouvido na CPI

Sugestão foi feita pelo virtual presidente da comissão, o senador Omar Aziz, que trabalha para ouvir o ex-ministro da Saúde já na primeira sessão de trabalho da CPI.

19 de abril de 2021

Plano de trabalho prevê convite a Guedes e ex-ministros da Saúde

Versão inicial do plano ainda será discutido na sessão de instalação da CPI, o que só deve acontecer na quinta-feira ou na terça-feira da semana seguinte.

19 de abril de 2021

Vestindo carapuça, vereador Sassá promete blindar gazeteiros da Câmara

Magoado com fala de Glória Carrate sobre vereadores que fingem estar on-line durante sessões híbridas, Sassá da Construção convocou colegas a se blindarem contra denúncias.

19 de abril de 2021

Wilson Lima prepara pacote de ações para o segundo semestre

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

19 de abril de 2021

Vereador notifica Instituto Municipal de Mobilidade Urbana por falta de ônibus

Além de notificação verbal, Jaildo Oliveira prometeu formalizar pedido para que o diretor-presidente do IMMU apresente um relatório sobre os primeiros 100 dias de gestão.

19 de abril de 2021

Assembleia vota concessão de auxílio emergencial para três setores

A proposta prevê o pagamento de um auxílio de R$ 200, em três parcelas, já tramita em regime de urgência na ALEAM e beneficiará trabalhadores do esporte, turismo e cultura.

19 de abril de 2021

‘Manaus vacina hoje 59,02% a menos do que poderia’, alerta Amon Mandel

Segundo Amon Mandel, número de pessoas vacinadas por dia pela Secretaria Municipal de Saúde, que no dia 8 de fevereiro chegou a 15 mil, gira hoje em torno de 5 mil a 6 mil.

19 de abril de 2021

Justiça Federal manda pagar R$ 703 mi em precatórios durante pandemia

Valor corresponde a dívidas que órgãos públicos federais tinham com cidadãos de todos os municípios do Amazonas e cujo valor eram considerados de pequeno porte.

19 de abril de 2021