fbpx

terça, 18 de janeiro de 2022

Absorventes e fundão eleitoral: Congresso analisa vetos de Bolsonaro

Congresso Nacional analisa, nesta terça-feira (7), os vetos do presidente ao fundão eleitoral de R$ 5 bilhões e a distribuição de absorventes para estudantes de baixa renda.

6 de dezembro de 2021

Compartilhe

O veto do presidente Bolsonaro a distribuição de absorventes deverá ser derrubado. Já o veto ao fundão eleitoral de R$ 5 bilhões será mantido (Foto: Divulgação/Planalto)

O Congresso Nacional analisa, em sessão conjunta da Câmara e do Senado nesta terça-feira (7), os vetos do presidente Jair Bolsonaro (PL) a artigos de duas leis controversas e que deverão ter destinos diferentes.

O primeiro deles é ao artigo primeiro da Lei 14.214, que criou o Programa de Proteção e Promoção da Saúde Menstrual. O artigo, que é a essência da lei, previa a distribuição de absorventes femininos para estudantes de baixa renda e pessoas em situação de rua.

Ao sancionar a Lei com o veto ao artigo primeiro, Bolsonaro argumentou que os congressistas não teriam especificado de onde sairia os recursos para bancar os custos da distribuição.

Autora da proposta, a deputada federal Marília Arraes (PSB/PE), contestou a justificativa do veto lembrando que a lei estabelece que os recursos virão do Fundo Nacional da Educação.

Na avaliação de integrantes da bancada do Amazonas ouvidos pelo RealTime1, o veto de Bolsonaro será derrubado pelo Congresso.

E o ‘fundão’?

Já o segundo artigo vetado, que será analisado nesta terça-feira está na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), aprovada em junho. O artigo elevou o total de recursos que a União deveria aportar no Fundo Eleitoral para 2022 de R$ 1,8 bilhão, estabelecido para a eleição de 2018, para R$ 5,1 bilhões.

A elevação do fundo eleitoral foi aprovada no Congresso com ampla maioria dos votos, inclusive com os votos favoráveis do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL/SP) e do senador Flávio Bolsonaro (PL/RJ), filhos do presidente.

Com o veto, Bolsonaro estabeleceu no projeto de Lei Orçamentária Anual para 2022 (LOA/2022), que está sob análise dos congressistas neste momento e deverá ir a votos no dia 17 deste mês, um valor de R$ 2,1 bilhões para o fundo que financiará a eleição do próximo ano.

Na avaliação dos congressistas, este veto será mantido porque um acordo está sendo costurado pelo relator da LOA 2022, deputado Hugo Leal (PSD/RJ), para reajustar o fundo usando como índice a inflação acumulada do período, o que elevaria o total de recursos para aproximadamente R$ 2,5 bilhões.

Texto: Gerson Severo Dantas

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Sabá Reis, secretário da Semulsp, testa positivo para a Covid-19

Sabá é o terceiro secretário de David Almeida que testa positivo para a Covid nos últimos cinco dias. No dia 13, os titulares da Semcom e Semsa também testaram positivo.

18 de janeiro de 2022

Quadro pandêmico e período de chuvas faz CMM antecipar retorno das férias

O presidente David Reis disse que o momento pede que os vereadores se unam às demais autoridades para enfrentar novo quadro da Covid e ajudar pessoas afetadas pelas chuvas.

18 de janeiro de 2022

Prefeito de Rio Preto diz que ‘religião e bolsonarismo’ boicotam vacinação

Anderson Sousa disse que em Rio Preto da Eva tem dado suporte à vacinação até na zona rural, mas que o empecilho tem sido os líderes religiosos que são contra a vacina.

18 de janeiro de 2022

Municípios com baixo índice de vacinação faltam em reunião com Wilson Lima

Reunião vem após fala do governador sobre preocupação com índices de vacinação. Alguns prefeitos culparam a internet como responsável por falhas na atualização dos números.

18 de janeiro de 2022

Governo anuncia retorno do Vacina Amazonas em Iranduba para este sábado

O anúncio foi feito pelo governador Wilson Lima como uma das medidas para que os municípios do interior avancem no número de pessoas vacinadas em todo o Amazonas.

18 de janeiro de 2022

Mário de Mello e Josué Neto vão julgar contas do Governo e Prefeitura

O Pleno do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) definiu os relatores das contas do governador Wilson Lima e do prefeito de Manaus, David Almeida, para o exercício de 2022.

18 de janeiro de 2022

Vanda Witoto entra no Rede para fortalecer candidaturas indígenas

Vanda Witoto filia-se à Rede Sustentabilidade para fortalecer candidaturas indígenas em defesa dos povos tradicionais da floresta e da representatividade das mulheres.

18 de janeiro de 2022

MPs e Defensorias recomendam passaporte vacinal ‘geral’ no AM

Para os MPs e Defensorias, não há justificativa na exceção para que os estabelecimentos em geral fiquem sem exigir a comprovação vacinal contra a Covid-19 dos clientes.

18 de janeiro de 2022