fbpx

terça, 20 de abril de 2021

Crédito e taxas de juros favorecem setor imobiliário na região Norte

Menor taxa de juros e crédito facilitado impulsionam mercado imobiliário no Amazonas e região Norte. Porém, aumento no preço do insumo e risco de desabastecimento preocupam.

25 de fevereiro de 2021

Compartilhe

Demanda por imóveis novos é crescente no Amazonas. (Foto: Reprodução)

Dados dos Indicadores Imobiliários Nacionais, divulgados pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), apontam que no último trimestre de 2020 a região norte teve incremento de 9,7% no quantitativo de lançamentos e crescimento de 50% no número de unidades residenciais vendidas, todos comparados a igual período de 2019.

O percentual de unidades residenciais comercializadas teve resultado superior ao índice nacional que foi de 9,8%. Nas demais regiões do país, o número de lançamentos teve queda de 17,8%, na comparação com o ano anterior.

Segundo o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Amazonas (Sinduscon-AM), Frank Souza, a menor taxa de juros e o crédito facilitado impulsionam o mercado imobiliário no Amazonas e na região Norte.

“2020 foi um ano histórico de maior acessibilidade ao crédito e redução de juros, favorecendo a aquisição do imóvel. Iniciamos 2021 com boas perspectivas para o mercado”, disse o presidente.

Desabastecimento pode parar o setor

Conforme a pesquisa, ainda que a economia apresente resultado positivo, o aumento expressivo no preço dos insumos e o risco de desabastecimento de material de construção põe a continuidade dos trabalhos em risco.

O presidente do Sinduscon informa que devido a pandemia as indústrias reduziram o ritmo de produção.

Isso, somado ao reajuste de preços, por conta da inflação, e às dificuldades logísticas para o Amazonas, formam um conjunto de fatores prejudiciais ao setor.

“Os preços aumentaram de 15% a 20% se computados a cesta de insumos na Indústria da Construção em geral no estado do Amazonas. Ressalto que temos a logística mais cara da região Norte, muitas vezes não computadas na tabela de preços SINAPI que é nacional”, informou. “O aumento de preços e o desabastecimento também contribuem para o atraso na entrega de obras e influencia na velocidade de produção”, completou.

Reportagem: Priscila Caldas

Leia mais:

Leia mais sobre Negócios

Produção Industrial deve encerrar em 5,06%, segundo relatório Focus

Além da produção industrial, boletim traz expectativas do BC em relação ao Produto Interno Bruto (PIB), Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e taxa de câmbio.

19 de abril de 2021

LG vai abrir 250 vagas para produção de monitores e notebooks em Manaus

Produção da LG no Polo Industrial de Manaus está prevista para iniciar em julho. Companhia vai ampliar a planta de operações na capital em mais de 12 mil metros quadrados.

19 de abril de 2021

General Silva e Luna toma posse como presidente da Petrobras

Indicado por Jair Bolsonaro, o general Joaquim Silva e Luna tomou posse nesta segunda-feira como presidente da Petrobras em substituição a Roberto Castello Branco.

19 de abril de 2021

Atividade econômica cresce 1,7% em fevereiro, diz Banco Central

Com alta de 1,7% em fevereiro, na comparação com janeiro, o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) apresentou crescimento pelo décimo mês consecutivo.

19 de abril de 2021

Prefeitura registra mais de 10 mil cadrastros para o Auxílio Empreendedor

O Auxílio Empreendedor deve atender 6 mil empreendedores com a quantia de R$ 300 em parcela única. No total, R$ 1,8 milhão serão disponibilizados para os pagamentos.

18 de abril de 2021

Redução de salários na pandemia será reavaliada no Congresso

O Projeto de Lei (PLN 02/21) que prevê a redução de salários e jornada de trabalho pela troca da manutenção dos empregos dos funcionários na pandemia retorna à discussão.

18 de abril de 2021

Brasil investirá R$ 3 trilhões no setor energético até 2030, prevê ministro

O país é uma referência no mercado internacional de energia e projeta ter maiores investimento nas fontes energéticas renováveis como os biocombustíveis.

18 de abril de 2021

Mais de 40% dos contribuintes enviaram declaração do Imposto de Renda

Prazo começou em 1º de março e vai até as 23h59min do dia 31 de maio. Data limite foi adiada por conta das dificuldades no recolhimento de documentos impostas pela pandemia.

17 de abril de 2021