sexta-feira, 12 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

Menezes, compadre de Bolsonaro, canta vitória antes da hora e se dá mal

Por ter se mantido boa parte da apuração das urnas à frente de Omar, Menezes achou que o jogo estaria ganho e não contou com a reviravolta dos eleitores do interior.
COMPARTILHE
Menezes

Em política, como no futebol, o jogo só termina quando o juiz apita. No caso das eleições para o Senado, ganha quem tem mais votos ou quando a disputa é matematicamente definida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Coronel Menezes (PL), candidato que saiu derrotado por Omar Aziz (PSD) na briga pelo Senado Federal, cantou vitória antes do tempo e foi ‘tombado’ pelos eleitores do interior que deram a maioria de votos a Omar e o reconduziram ao cargo.

Vídeos foram publicados nas redes sociais onde Menezes, achando que o jogo tava ganho, aparecia comemorando ao lado de aliados que, a plenos pulmões cantarolavam o jingle do então candidato.

Tem, inclusive, quem se expressou de forma chula para ironizar a ‘derrota’ de Omar para Menezes.

A própria assessoria do candidato, orientada pela coordenação de campanha, certa de que a cadeira do Senado seria ocupada por Menezes, informou à imprensa por volta de 18h40 de que ele estaria ao lado do governador em coletiva para falar sobre a vitória nas urnas, mas quando os votos do interior começaram a ser contabilizados, e Omar Aziz passou de Menezes, a entrevista foi cancelada.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

Da Redação

Leia Mais:

COMPARTILHE