quarta-feira, 17 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

GT chama ex-ministro de Sarney para discutir modelo tributário

Ex-ministro Maílson da Nóbrega e o consultor do Banco Mundial, Eduardo Fleury, foram convidados para participarem de debate sobre o modelo tributário brasileiro.
COMPARTILHE
GT chama ex-ministro de Sarney para discutir modelo tributário
Foto: Lula Marques/Agência Brasil

Na próxima semana, o grupo de trabalho responsável por analisar as PECs 45/19 e 110/19 da reforma tributária realizará duas audiências públicas para discutir a avaliação do sistema tributário atual e para conhecer as melhores práticas internacionais.

Especialistas e ex-políticos, incluindo o ex-ministro da Fazenda Mailson da Nóbrega e o consultor do Banco Mundial Eduardo Fleury, participarão do primeiro debate sobre o sistema tributário brasileiro vigente na terça-feira (14). Os ex-deputados Luiz Carlos Hauly e Alexis Fonteyne, que trabalharam pela reforma tributária em seus mandatos, também estarão presentes.

Durante uma reunião anterior do GT, Fonteyne pediu o empenho dos parlamentares para aprovar a mudança na legislação tributária.

“Quando tiverem momentos difíceis da discussão, lembrem-se do atual sistema, do quanto ele é ruim e prejudica o nosso País. Estamos há mais de 30 anos lutando pela reforma”, disse.

Na quarta-feira (15), o grupo de trabalho discutirá boas práticas tributárias adotadas em todo o mundo, ouvindo especialistas como Ricardo Varsano do Fundo Monetário Internacional (FMI) e Francisco Gallardo, conselheiro de Finanças da Embaixada da Espanha.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

Além das duas audiências, integrantes do grupo também devem se reunir com o vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, na próxima quarta-feira ou quinta-feira.

O relatório final do Grupo de Trabalho da Reforma Tributária deve ser apresentado até o dia 16 de maio.

Da Redação, com informações da Agência Câmara

Leia Mais:

COMPARTILHE