sexta-feira, 12 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

Governo federal vê dificuldade e pretende negociar por reforma

Número dois do Ministério da Fazenda, Gabriel Galípolo fez uma análise sobre a importância da aprovação da reforma tributária.
COMPARTILHE
Reforma tributária
Arquivo Pessoal/Divulgação

Durante uma conferência na manhã desta segunda-feira (27), o secretário executivo do Ministério da Fazenda, Gabriel Galípolo, afirmou que o governo vem encontrando dificuldade para dar andamento à uma rápida aprovação do projeto de reforma tributária.

“Nunca uma decisão da Fazenda vai ser unanimidade. É legítimo e parte do jogo político que cada setor tenha suas demandas, mas se você fizer a conta na ponta do lápis, a maioria dos setores e entes nacionais são beneficiados pela reforma tributária”, afirmou o secretário.

Galípolo ainda reconheceu que o governo federal terá que fazer negociações durante a tramitação das PECs que tratam da reforma tributária no Congresso.

“É lógico que vai ter que existir um espaço para algum tipo de negociação, nós temos consciência disso”, disse

Atualmente, os setores de serviços e agronegócio fazem campanha contra às PEC’s 45/2019 e 110/2019.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

Além disso, muitos prefeitos têm demonstrado preocupação com a possibilidade de perda de arrecadação com o fim do Imposto sobre Serviços (ISS).

Empresários têm cobrado rapidez para aprovação da reforma tributária, pois entendem que não se pode perder a oportunidade de, ainda neste ano, pelo menos iniciar a simplificação tributária.

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, acredita que, até outubro deste ano, a reforma será aprovada no Congresso Nacional.

Da Redação

Leia Mais:

COMPARTILHE