sexta-feira, 12 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

Falta de transparência leva Tribunal de Contas a multar ex-diretor

Falta de transparência de ex-gestor do serviço de água e esgoto do município de Presidente Figueiredo faz TCE-AM multá-lo em R$ 30 mil.
COMPARTILHE
falta de transparência,falta de transparência,falta de transparência,falta de transparência,falta de transparência

O Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) multou, por falta de transparência, nesta quarta-feira (24), o ex-diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Presidente Figueiredo (SAAE) em 2018, Ozimar Costa dos Santos. A decisão ocorreu durante a realização da 3ª sessão ordinária do pleno.

Portal Transparência

Dentre os motivos que levaram o ex-diretor da SAEE-PF a ser multado em R$ 30 mil., o relator, conselheiro Érico Desterro, explicou que o gestor não apresentou as informações necessárias no portal da Transparência para cumprir com a Lei de Acesso à Informação, assim como também atrasou o envio de balancetes mensais da gestão à corte de contas.

A multa de R$ 30 mil aplicada pelo TCE-AM deverá ser paga pelo gestor no prazo máximo de 30 dias, ou ele poderá recorrer da decisão no mesmo prazo.

Regulares com ressalvas

Durante a sessão, o pleno também julgou as contas do reitor da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Cleinaldo de Almeida Costa, no exercício da gestão em 2018. As contas do gestor foram julgadas regulares com ressalvas após os órgãos técnicos da corte avaliarem que as falhas encontradas na prestação têm apenas caráter formal, e não irregularidades de grande importância.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

O gestor foi notificado para tomar ciência da decisão do pleno, que não julgou necessárias multas ou outras penas.

Leia mais:

COMPARTILHE