domingo, 14 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

Apagões em Codajás atrasam aulas e dificultam atendimento médico

De acordo com a assessoria da deputada, há cerca de 20 dias vem ocorrendo sucessivas quedas em pequenos períodos. Mas nos últimos 10 dias a situação ficou mais grave.
COMPARTILHE
Codajás

A dificuldade de agendamento médico e a redução no horário de aulas nas escolas da rede pública são alguns dos transtornos causados pela frequente falta de energia no munícipio de Codajás (a 239 quilômetros de Manaus).

Devido ao problema, a deputada estadual Dra. Mayara Pinheiro Reis (Republicanos) enviou o requerimento n°851/2023 à Amazonas Energia para solicitar informações e medidas céleres para o município. 

Há cerca de 20 dias vem ocorrendo sucessivas quedas no fornecimento de energia elétrica no município. Na última semana, o problema se agravou, conforme a deputada.

“A falta de energia em pequenos períodos já incomoda, imaginem como fica a situação diante de frequentes apagões. Fiz esse requerimento e espero que as providências sejam tomadas o mais rápido possível.” 

Codajás
A depuatada Dra Mayara Pinheiro Reis (Republicanos) solicitou a chegada de novos geradores para Codajás. (Foto/ Divulgação)

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

Por causa da frequente interrupção no fornecimento de energia, por longos períodos, a população está sendo privada dos serviços essenciais como saúde e educação, além de sofrer com o calor intenso. 

O secretário de Comunicação do município, Aristóteles Neto, disse que apesar dos transtornos não há, até o momento, relatos de prejuízos financeiros.

“Não teve prejuízos imersivos à população, como a perca de equipamentos ou produtos. Na saúde não tivemos problemas, por conta dos geradores na rede hospitalar que sustenta a rede elétrica do hospital. O único problema foi a demora do sistema para receber as informações, pois usamos os computadores para fazer o procedimento. Na Educação, tivemos um desgaste em questão das aulas (rede infantil e fundamental), que foram reduzidas porque todas as escolas são equipadas com ar-condicionado e o calor impossibilitou.”

Além das explicações sobre o problema, a parlamentar solicitou o envio de geradores, em caráter de urgência, para o município. O Requerimento já foi aprovado pela Mesa Diretora e será encaminhado ao diretor-presidente da concessionária, Márcio Pereira Zimmermann.

O RealTime1 procurou a Amazonas Energia para um posicionamento sobre o problema, mas até o fechamento desta matéria não houve resposta.

Da Redação

Leia Mais:

COMPARTILHE