terça-feira, 23 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

Eleições 2024

Eleições 2024: o tamanho do poder de Wilson Lima no interior

Governador foi reeleito com o apoio de 42 dos 62 prefeitos do Amazonas e agora terá peso decisivo nas eleições.
COMPARTILHE
Wilson Lima,eleições 2024
Wilson Lima na vistoria da obra da AM-352. (Foto/ Janailton Falcão e Lucas Silva / Secom)

As últimas pesquisas eleitorais realizadas pela Perspectiva Mercado e Opinião em todos os 61 municípios do interior mostram o tamanho do poder do governador Wilson Lima para as eleições de 2024, que definirão os novos prefeitos.

Esse panorama foi revelado durante as pesquisas municipais da Perspectiva quando também avaliou-se as gestões federal, estadual e municipal. A gestão Wilson Lima teve aprovação de mais de 50% em 91,8% das cidade dos interior.

A melhor performance do governador foi na cidade de Novo Airão, onde a pesquisa detectou que 89,8% dos moradores aprovam a gestão estadual.

Em seguida vem Beruri (82,7%), Canutama (80,1%), Santa Isabel do Rio Negro (77,2%), e Novo Aripuanã (76,6%) fechando o top 5.

Dos 61 municípios do interior apenas em cinco deles Wilson Lima aparece com aprovação menor que 50%: Boca do Acre (47,7%), Amaturá (45,5%), Tonantins (451%), Santo Antônio do Içá (41%) e Ipixuna, onde o governador tem o pior desempenho, com 40,9% de aprovação popular.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

Base de Wilson se fortaleceu nas eleições

Nas eleições de 2022, uma marca histórica: 42 dos 62 prefeitos do Amazonas apoiaram diretamente a reeleição de Wilson Lima.

“Mesmo aqueles prefeitos que não estiveram comigo durante esse processo eleitoral, a gente mantém um diálogo para ajudar o município”, afirmou o governador após ser empossado.

Puxados pela parceria com o governo estadual, 31 dos 42 prefeitos da base de Wilson tiveram suas administrações aprovadas pela população entre 50% e 90,7%.

Olhando para o futuro

Os dados revelam ainda que a situação é bastante confortável para Wilson Lima e seus prefeitos aliados, em pelo menos 08 municípios onde os atuais prefeitos, além de bem avaliados, lideram as pesquisas para 2024 com bastante folga, segundo o estudo da Perspectiva.

Em Anori, Canutama, Codajás, Japurá, Maraã, Nhamundá, Pauini e Santa Isabel do Rio Negro os prefeitos da base governista lideram com mais de 60% das intenções de voto.

Somam-se a eles outros 12 prefeitos que lideram pesquisa nos seus municípios com percentual entre 32% e 57%: Alvarães, Atalaia do Norte, Envira, Manicoré, Presidente Figueiredo, São Paulo de Olivença, São Sebastião do Uatumã, Silves, Tapauá e Tefé.

Isso tudo sem contar com os prefeitos mais bem avaliados pela população, mas que não serão candidatos à reeleição.

Com base nos números, Wilson poderá focar nas eleições dos maiores colégios eleitorais onde não tem prefeitos aliados como Itacoatiara, Manacapuru e Parintins, por exemplo, além de ajudar prefeitos de sua base que se encontram atrás nas pesquisas, como em Coari e Iranduba.

Em maio deste ano, o governador reuniu 35 prefeitos para um alinhamento político já pensando nas eleições de 2024.

Para o cientista político Gilson Gil, o governador vem estruturando sua base mirando em uma das duas vagas ao Senado em 2026.

“Em minha opinião, Wilson está montando uma estrutura que o leve tranquilamente ao Senado. Ele pretende montar uma rede de prefeitos que apoiem seu nome e o deixem confortável para 2026, quando haverá 2 vagas. Creio que ele quer ser o primeiro e não correr riscos. Virando senador, ganharia 8 anos para repensar sua carreira política e como irá conduzi-la depois”, avaliou Gilson.

Wilson Lima,eleições 2024
Wilson e prefeitos

Confira abaixo a aprovação de Wilson Lima em cada um dos 61 municípios do interior:

  1. Novo Airão 89,8%
  2. Beruri 82,7%
  3. Canutama 80,1%
  4. Santa Isabel do Rio Negro 77,2%
  5. Novo Aripuanã 76,6%
  6. Autazes 76,4%
  7. Anamã 76,1%
  8. São Paulo de Olivença 75,2%
  9. Maraã 75,1%
  10. Uarini 73,9%
  11. Boa Vista do Ramos 71,8%
  12. Japurá 71,7%
  13. Pauini 71,5%
  14. Parintins 71,1%
  15. Barreirinha 70,7%
  16. Iranduba 70,3%
  17. Caapiranga 69,6%
  18. Careiro da Várzea 69,1%
  19. Borba 68,9%
  20. Juruá 68,5%
  21. Urucará 68,2%
  22. Manaquiri 68,0%
  23. Coari 67,8%
  24. Eirunepé 67,2%
  25. Benjamin Constant 67,1%
  26. Careiro 67,0%
  27. Atalaia do Norte 66,8%
  28. Fonte Boa 66,7%
  29. Carauari 64,8%
  30. Silves 64,5%
  31. Maués 64,3%
  32. Manacapuru 64,2%
  33. Presidente Figueiredo 64,2%
  34. Barcelos 64,1%
  35. Nhamundá 64,1%
  36. Rio Preto da Eva 63,6%
  37. Itapiranga 63,1%
  38. Apuí 62,1%
  39. Nova Olinda do Norte 61,7%
  40. Lábrea 61,3%
  41. Urucurituba 60,6%
  42. Tabatinga 59,9%
  43. Itacoatiara 59,8%
  44. São Gabriel da Cachoeira 59,0%
  45. Manicoré 58,9%
  46. Guajará 58,6%
  47. Envira 58,0%
  48. Tapauá 57,4%
  49. Alvarães 56,3%
  50. Codajás 55,4%
  51. Itamarati 55,1%
  52. Tefé 53,1%
  53. Jutaí 52,7%
  54. São Sebastião do Uatumã 52,3%
  55. Humaitá 51,6%
  56. Anori 50,8%
  57. Boca do Acre 47,7%
  58. Amaturá 45,5%
  59. Tonantins 45,1%
  60. Santo Antônio do Içá 41,0%
  61. Ipixuna 40,9%

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COMPARTILHE