fbpx

quarta, 03 de maro de 2021

Preço do gás de cozinha pode chegar a R$ 100 a partir de sábado

Aumento acontece após anúncio de reajuste de 5,05% da Petrobrás. A diferença no preço do gás de cozinha será repassada ao consumidor.

12 de fevereiro de 2021

Compartilhe

Reajuste será repassado ao consumidor a partir de sábado (13) (Foto: Reprodução)

A partir de sábado (13) o preço do gás de cozinha deverá ser repassado ao consumidor com reajuste. A botija de 13 quilos poderá ser encontrada por até R$ 100. O aumento acontece após o anúncio de reajuste de 5,05% feito pela Petrobrás, na segunda-feira (8).

A reportagem entrou em contato com cinco distribuidores de gás de diferentes zonas de Manaus e obteve informação de que a empresa Amazongás deverá reajustar o preço do gás de cozinha junto aos distribuidores, que, por sua vez, devem repassar o acréscimo a partir de sábado (13).

Segundo os revendedores, a empresa Fogás ainda não comunicou sobre o aumento. Dos cinco entrevistados, três informaram que vão repassar o aumento ao consumidor a partir de segunda-feira (15).

Hoje, o consumidor ainda encontra botijas de 13 quilos com o preço do gás de cozinha em valores entre R$ 88 e R$ 95. Com o aumento, o preço poderá chegar a R$ 100.

Precificação do preço do gás de cozinha

Por meio de nota, o Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) informou que os preços do GLP são livres em todos os elos da cadeia e que não há tabelamento, por isso, os valores sofrem variações para cima e para baixo de maneira não uniforme. Segundo o sindicato, as distribuidoras associadas não reportam qualquer aumento ou baixa de preço.  

A nota ainda cita que, desde o fim do ano passado, os preços das commodities vêm sofrendo pressão de alta devido à retomada da atividade econômica. No caso do GLP, há o agravante do aumento da demanda internacional com o rigoroso inverno no hemisfério norte.  

Mesmo com os preços atualizados, o GLP segue muito competitivo para o consumidor residencial quando comparado ao custo de outras energias alternativas, tanto a elétrica quanto o gás natural. 

Reportagem: Priscila Caldas

Leia mais:

Leia mais sobre Economia

Reflexos da redução de impostos sobre diesel depende de distribuidoras

De acordo com o vice-presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis do Amazonas (Sindicam), Geraldo Dantas, redução ainda deve passar pelas distribuidoras.

2 de março de 2021

Postos já repassam reajuste e gasolina chega a custar R$5,59 no AM

Um dia após mais um reajuste no valor do combustível anunciado pela Petrobrás, postos de combustíveis de Manaus vendem gasolina por preços que variam entre R$5,29 e R$5,59.

2 de março de 2021

Perda de renda afeta arrecadação do IPVA em janeiro

Em janeiro, o Amazonas teve redução de 24% no recolhimento de IPVA, em comparação a janeiro de 2020. Para Sefaz, números refletem a pandemia.

2 de março de 2021

Presidente Figueiredo lidera as exportações do interior em janeiro

O município contabilizou em janeiro US$ 2,80 milhões em exportações. O segundo município que mais exportou em Janeiro deste ano foi Itacoatiara, com US$ 1,05 milhão.

2 de março de 2021

Exportações do Amazonas têm alta de 26,34% em janeiro

Valores exportados alcançaram cifras de US$ 71,98 milhões em janeiro de 2021. Venezuela, Bolívia, Argentina e Alemanha foram os principais destinos dos produtos amazonenses.

2 de março de 2021

Após quinta alta seguida Bolsonaro zera alíquota sobre gás e diesel

O decreto deve minimizar a flutuação dos preços. A redução sobre o diesel será válida apenas por dois meses, já a do gás de cozinha não tem previsão para o término.

2 de março de 2021

Após deixar o PIM, Sony encerra vendas de TVs, áudio e câmeras

Serviços de garantia e suporte técnico aos consumidores serão mantido, bem como a venda de produtos dos segmentos de Games, soluções profissionais, música e entretenimento.

2 de março de 2021

Com movimento fraco durante a semana, shoppings aglomeram no sábado

Lojistas relatam que primeira semana de reabertura gradual dos shoppings teve frequência ‘tímida’ dos consumidores de segunda a sexta com registro de aglomerações no sábado.

1 de março de 2021