fbpx

sábado, 06 de maro de 2021

Pandemia põe em cheque calendário de reuniões do Codam em 2021

De acordo com a Sedecti, devido à pandemia, as reuniões do Conselho de Desenvolvimento do Estado do Amazonas deste ano estão condicionadas às condições sanitárias vigentes.

20 de fevereiro de 2021

Compartilhe

Em 2020, o Codam contabilizou a captação de recursos avaliados em R$ 10,5 bilhões (Foto: Divulgação)

Depois de adiar para abril a primeira reunião do ano e de reduzir de seis para cinco os encontros anuais,  o titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), Jório Veiga, anunciou que todas as próximas reuniões do Conselho de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Codam) estarão condicionadas às condições sanitárias vigentes.

A pasta decidiu por transferir a 289ª reunião ordinária, que seria a primeira do ano, do dia 24 de fevereiro para a data de 29 de abril de 2021.

Desta forma, ao invés de seis reuniões como acontecem todos os anos, o Codam realizará apenas cinco reuniões ao longo de 2021.

De acordo com a Sedecti, o adiamento foi necessário em função das medidas sanitárias vigentes em Manaus e no Amazonas, decorrentes da pandemia da Covid-19.

Apesar de ter dúvidas quanto à realização regular das reuniões ao longo de 2021, Jório Veiga garante que não haverá qualquer prejuízo para os investidores.

“Ressaltamos que não haverá prejuízo para os investidores, porque todos os projetos que forem apresentados e que passarem em todas as fases do rito normal do processo de análises, serão aprovados ad referendum (decisão aprovada previamente pelo presidente do Codam e que será referendada, posteriormente, por todo o Conselho em reunião)”, enfatizou o secretário.

60 projetos são esperados

Com o adiamento da 289ª reunião ordinária, a perspectiva da Sedecti é de receber mais de 60 projetos referentes a investimentos para Manaus e para o Estado do Amazonas, uma vez que a média do número de projetos que são submetidos ao Conselho em períodos normais é de 40. 

Até o último dia 9 de fevereiro, a Sedecti recebeu 47 projetos que se encontram em análise.

Para os investidores que têm interesse em implantar fábricas no Polo Industrial de Manaus (PIM) e que ainda não encaminharam seus projetos, o Conselho irá receber os documentos até a data limite de 14 de abril, para que os mesmos sejam analisados e, caso aprovados, sejam colocados em pauta durante a reunião.

Leia mais:

Leia mais sobre Economia

Brasil e Israel estreitam cooperação científica em tecnologia e saúde

O ministro Ernesto Araújo está em Israel, com representantes dos ministérios da Saúde e da Ciência e Tecnologia, para estreitar relações.

6 de março de 2021

Veículos flex sentem impacto do aumento de 21% no preço do etanol

Expansão da demanda pelo etanol, aliada à entressafra de cana-de-açúcar, no início do ano, contribui para expansão no preço do combustível.

6 de março de 2021

Petroleiros do Amazonas anunciam greve por tempo indeterminado

Entre as reclamações estão: desrespeito a protocolos de prevenção da Covid-19 na Reman, más condições de trabalho e descumprimento de cláusulas do Acordo Coletivo de Trabalho

5 de março de 2021

PEC Emergencial prevê diminuição de incentivos, mas preserva a ZFM

Segundo o texto, o presidente deverá apresentar, em até seis meses após a promulgação da emenda constitucional, um plano de redução gradual desse tipo de benefício.

5 de março de 2021

Custo da cesta básica registra queda em 12 capitais brasileiras

As maiores reduções foram registradas nas cidades de Campo Grande (-4,67%), Brasília (-3,72%), Belo Horizonte (-3,16%), Vitória (-2,46%) e Goiânia (-2,45%).

5 de março de 2021

Caminhoneiros sugerem corte de benefícios que ameaça 14 mil empregos na ZFM

Retirada de benefícios do setor de bebidas da ZFM seria uma forma de compensar as perdas na arrecadação decorrentes da promessa do governo federal de zerar imposto do diesel.

5 de março de 2021

Beneficiários com nomes incorretos vão receber Auxílio Manauara

De acordo com a Semasc, como a verificação do cadastro é feita com base no número do CPF, mesmo que haja erro de digitação no nome, o cadastro do beneficiário será aprovado.

5 de março de 2021

Miséria: Mais de dois milhões de amazonenses vivem com R$ 1 por dia

Dados da PNAD Contínua do IBGE mostram que em 2019 o Amazonas era o Estado brasileiro com o maior número de miseráveis, com mais de dois milhões nessa condição degradante

5 de março de 2021