fbpx

quarta, 24 de fevereiro de 2021

Bolsonaro promete ‘mudanças’ e derruba ações da Petrobras

Mercado reagiu às declarações do presidente, que prometeu realizar 'mudanças' na estatal, sem explicar o que será feito. Executivos da empresa temem ingerência do governo.

19 de fevereiro de 2021

Compartilhe

Presidente anunciou que vai realizar mudanças na Petrobras nesta sexta-feira (Foto: Reprodução)

Sem entrar em detalhes, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou nesta sexta-feira (19) que haverá ‘mudanças’ na Petrobras.

A declaração aconteceu durante visita ao município de Sertânia, em Pernambuco, onde participou da cerimônia de acionamento das comportas do primeiro trecho do Ramal do Agreste.

Apesar da afirmar que não vai interferir na política de preços da estatal, Bolsonaro disse que o cálculo que determina os preços dos combustíveis no país não precisa ser “segredo de estado” e pediu previsibilidade.

“Teremos mudança, sim, na Petrobras. Jamais vamos interferir nessa grande empresa, na sua política de preços. Mas o povo não pode ser surpreendido com certos ajustes. Faça-os, mas com previsibilidade. É isso que nós queremos”, defendeu o presidente.

A declaração vem após o quarto reajuste nos preços da gasolina e do óleo diesel só em 2021, anunciado nesta quinta-feira (18) pela Petrobras.

Insegurança

De acordo com informações do jornal O Globo, após as falas do presidente, executivos da estatal temem uma ingerência do governo federal dentro da empresa.

O mercado financeiro também não reagiu bem. Nesta sexta-feira, O principal índice da bolsa de valores brasileira, a B3, opera em queda, causada principalmente pelas incertezas geradas pelas pressões de Bolsonaro dentro da Petrobras, incluindo uma possível demissão do do atual presidente, Roberto Castello Branco.

Perto das 15h30, as ações preferenciais da Petrobras na Bovespa registravam queda de 6,53%.

Reportagem: Lucas Raposo

Leia mais:

Leia mais sobre Economia

Em três anos, Bolsonaro e Guedes acumulam ataques à Zona Franca

Desde 2019, além do polo de bicicletas, segmentos de concentrados e eletroeletrônicos do PIM também já foram ameaçados por decisões tomadas por Bolsonaro e Paulo Guedes.

24 de fevereiro de 2021

‘Desconhecimento’ de Guedes sobre Zona Franca surpreende indústria

Para Federação das Indústrias, o ministro Paulo Guedes não pode afirmar que desconhece a economia local, pois a Suframa é ligada à sua pasta.

24 de fevereiro de 2021

Receita libera programa da declaração do Imposto de Renda 2021

Programa de preenchimento e de entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2021 estará disponível a partir das 8h desta quinta-feira. Prazo vai até 30 de abril.

24 de fevereiro de 2021

Indústria de Manaus está otimista quanto a investimentos

Empresários valorizam o incremento no número de projetos e apostam na vacinação para reiterar o combate à pandemia e retomada da economia.

24 de fevereiro de 2021

Índice de Confiança do Consumidor sobe em fevereiro, diz FGV

Melhoria da confiança pode estar vinculada ao início da campanha de vacinação contra a Covid-19 e à possibilidade de pagamento de novas parcelas do auxílio emergencial.

24 de fevereiro de 2021

Preocupação é manter empregos, diz Abraciclo sobre polo de bicicleta

Decisão do governo federal de reduzir, de 35% para 20% a alíquota do Imposto de Importação para bicicletas, inviabiliza a produção nacional.

23 de fevereiro de 2021

Reestruturação pode fechar agências do Banco do Brasil no Amazonas

Reestruturação foi barrada por liminar concedida pela Justiça do Maranhão. Decisão suspende o fechamento de agências em todo o país durante o período da pandemia da Covid-19.

23 de fevereiro de 2021

Bancada do AM e Guedes devem discutir decreto que prejudica ZFM

Parlamentares vão levar ao ministro da Economia decreto legislativo que susta a redução do Imposto de Importação sobre bicicletas.

23 de fevereiro de 2021