fbpx

quinta, 23 de setembro de 2021

Duas Rodas dribla entraves e registra maior faturamento em 5 anos

Em meio à falta de insumos e às interrupções nas atividades, setor elevou produção para atender à demanda crescente. Faturamento no semestre foi o melhor dos últimos 5 anos.

15 de setembro de 2021

Compartilhe

Setor de Duas Rodas teve o maior faturamento no semestre de 2021. (Foto: Reprodução)

De janeiro a junho deste ano o segmento de Duas Rodas do Polo Industrial de Manaus (PIM) registrou o maior percentual de faturamento (59,10%) o maior crescimento relativo contabilizado nos últimos cinco anos, na comparação com o ano de 2020. O setor avançou, apesar da interrupção produtiva de quase dois meses, no início de 2021, devido à pandemia da Covid-19. A Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo) atribui o resultado positivo à demanda crescente pelo meio de transporte.

Conforme os Indicadores de Desempenho do PIM divulgados pela Suframa, no primeiro semestre deste ano o setor de Duas Rodas faturou mais de R$9,1 bilhões. O montante representa incremento de 59,10% em relação a igual período de 2020, quando a indústria também teve produção reduzida por conta do primeiro pico da pandemia.

Mesmo em relação a anos anteriores, sem o impacto da pandemia, os resultados também são positivos. O saldo de R$9,1 bi ao ser comparado com os números dos primeiros semestres dos cinco anos anteriores resulta na seguinte linha cronológica de crescimento: 21,6% (2021/2019); 33,7% (2021/2018); 43,39% (2021/2017); e 41,1% (2021/2016).

Segundo o diretor executivo da Abraciclo, Paulo Takeuchi, o melhor desempenho no faturamento do segmento de Duas Rodas verificado no primeiro semestre de 2021 é justificado pela demanda aquecida e consequente impulso produtivo.

O empresário afirma que em meio à pandemia o consumidor busca o meio de transporte mais seguro que o proteja de aglomerações. A motocicleta e a bicicleta também ganham mercado a cada dia como instrumento de trabalho, na modalidade de atendimentos delivery.

“A motocicleta e a bicicleta ganharam protagonismo durante a pandemia. São opções seguras de deslocamento urbano para evitar a aglomeração do transporte público e se transformaram em instrumento de trabalho e fonte de renda para as pessoas que perderam emprego e passaram a atuar no serviço de entrega”, disse o diretor.

“Aliado a isso, a motocicleta é um veículo mais barato, com baixo custo de manutenção e mais econômico na comparação com os carros”, completou.

Variante Delta na Ásia

De acordo com Paulo Takeuchi, as fabricantes mantêm o plano projetado para 2021 que prevê produção de 1,22 milhão de motocicletas e de 850 mil bicicletas. O planejamento é mantido mesmo em meio aos entraves enfrentados pelas empresas devido à falta de insumos por conta de fechamento de portos na China, onde há aumento nas ocorrências da variante Delta.

“O problema é provocado pelo fechamento de alguns portos, principalmente na China. Acreditamos que tudo deverá ser regularizado em breve. Acompanhamos a situação e estamos confiantes na volta à normalidade da produção. Todas as fabricantes mantêm seus planejamentos de produção”.

Crescimento na produção em agosto

Conforme a Abraciclo, em agosto, as fabricantes de motocicletas do PIM produziram 123.722 unidades, volume 30,2% superior ao registrado em julho (95.025 motocicletas) e 25,8% maior em relação ao contabilizado no mesmo mês de 2020 (98.358 unidades). Esse foi o segundo melhor resultado do ano, ficando atrás apenas de março, quando saíram das linhas de montagem 125.556 motocicletas.

No acumulado do ano foram fabricadas 787.610 motocicletas, alta de 33,8% na comparação com o mesmo período de 2020 (588.495 unidades). Segundo a Abraciclo, esse é o melhor resultado para os oito primeiros meses do ano, desde 2015, quando a produção totalizou 913.972 motocicletas.

Texto: Priscila Caldas

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Reajuste salarial fica abaixo da inflação em agosto, aponta Fipe

Apenas 9,5% das negociações resultaram em ganhos reais, de acordo com o boletim Salariômetro, divulgado nesta quinta-feira pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômica.

23 de setembro de 2021

Serasa: Demanda de crédito recua 7,87% em agosto em relação a julho

Queda no mês de agosto é a menor variação mensal desde o mês de fevereiro de 2019 quando foi indicado recuo da demanda por crédito de 9,58% em relação ao mês anterior.

23 de setembro de 2021

Feirão de imóveis oferece subsídio de até R$ 23 mil e entrada parcelada

Feirão promovido pela construtora MRV, em parceria com a Lopes Consultoria, acontece neste sábado e domingo, das 8h às 18h, na sede da Lopes, na avenida Pedro Teixeira.

23 de setembro de 2021

Arrecadação federal cresce mais de 7% e bate recorde em agosto

Segundo a Receita Federal, o governo arrecadou R$ 146,463 bilhões, com aumento de 7,25% acima da inflação em valores corrigidos pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor.

23 de setembro de 2021

Fórum irá debater desafios e oportunidades do setor de energias renováveis

Evento, sediado em Manaus, vai acontecer entre os dias 29 e 30 de setembro de forma híbrida. O objetivo é debater os desafios e oportunidades do setor para a região norte.

23 de setembro de 2021

Habitação: novas taxas de juros favorecem compra de imóvel popular

O programa atende três faixas de renda mensal: de até R$2 mil, de R$2 mil a R$4 mil e de R$4 mil a R$7 mil. As taxas de juros serão reduzidas em 0,5 ponto percentual.

23 de setembro de 2021

Confira 10 opções para comemorar o Dia do Sorvete sem sair de casa

Em tempos de pandemia, sorveterias de Manaus também aderem ao delivery. No Dia do Sorvete, o RealTime1 lista os principais locais que oferecem serviços de entrega na cidade.

23 de setembro de 2021

Emprego na indústria mantém trajetória de crescimento, aponta CNI

Sondagem Industrial, divulgada pela CNI, mostra que índice de evolução do número de empregados ficou em 52,3 pontos, acima da linha divisória pelo quarto mês consecutivo.

23 de setembro de 2021