fbpx

terça, 21 de setembro de 2021

Sebrae seleciona projetos para desenvolver bionegócios inovadores na Amazônia

Iniciativa faz parte do projeto piloto Inova Amazônia, no estado do Pará, com oportunidade para empreendedores de todo o país que querem desenvolver ideias de negócios.

26 de julho de 2021

Compartilhe

Propostas podem ser feitas por pessoas físicas ou pessoas jurídicas (Foto: Reprodução)

O Sebrae abriu edital de seleção de projetos para desenvolver negócios que unam tecnologia, inovação e bioeconomia. A iniciativa faz parte do projeto piloto do Sebrae, Inova Amazônia, no estado do Pará, com oportunidade para empreendedores de todo o país que querem desenvolver ideias de negócios ou que já atuam no mercado, de forma sustentável e inovadora, com uso de insumos da biodiversidade da Amazônia.

O lançamento oficial da seleção foi feito durante o painel “Amazônia Inovadora: oportunidades para startups de bioeconomia”, realizado na 2ª edição da Campus Party Digital.

As ações do programa Inova Amazônia – Edição Pará contam com parcerias com o governo do estado paraense, do Parque de Ciência e Tecnologia Guamá e apoio da União Europeia. Os interessados devem ser inscrever até o dia 5 de setembro com a submissão das propostas, de acordo com o edital.

As propostas podem ser feitas por pessoas físicas ou pessoas jurídicas, no caso micro e pequenas empresas que faturam anualmente até R$ 4,8 milhões.  Para conhecer mais detalhes do programa Inova Amazônia e como se inscrever, basta clicar aqui.

Durante o painel realizado na Fábrica de Empreendedores da Campus Party Digital, o diretor superintendente do Sebrae/PA, Rubens Magno, ressaltou que o principal objetivo do programa é o fortalecimento da bioeconomia da região.

“Queremos mostrar que temos uma capacidade muito grande de desenvolver a nossa economia de maneira inovadora, utilizando a marca da Amazônia. Além disso,  mostrar que temos condições, de maneira sustentável, de fazer negócios, trazer riqueza e levar a Amazônia para o mundo todo”, ressaltou.

Aceleração dos projetos

A apresentação dos detalhes do edital foi conduzida pelo diretor técnico da aceleradora corporativa Neo Ventures, Vinicius Roman. A empresa, que atua há mais de 10 anos no mercado de inovação e no desenvolvimento de startups, será a responsável pela execução da fase de aceleração dos projetos selecionados pelo programa Inova Amazônia.

O empresário destacou ainda que durante o programa o empreendedor terá oportunidade de participar de eventos de ativação, aceleração, com apoio financeiro por meio de uma bolsa de R$ 36 mil ao longo de até seis meses, além de conexão com investidores e apoio para acessar mercados internacionais.

“Para começar essa jornada de inovação conosco não precisa, inicialmente, ter uma empresa constituída. Basta ter uma ideia inovadora relacionada a esse uso estratégico dos recursos naturais da Amazônia e que, com esse projeto, consigam validar o potencial de se transformar em um negócio e estruturar melhor essa operação com nosso suporte”, explicou.

Para mostrar o potencial de negócios inovadores e sustentáveis, o Sebrae convidou a empreendedora e doutora em biotecnologia Valéria Mourão de Moura para compartilhar a experiência da empresa Deveras Amazônia, fundada por pesquisadores do Pará. Criada em 2018, o bionegócio atua na região de Santarém com a  valorização de ervas e frutas nativas como camu-camu, pajurá, entre outras, para a produção de geleias, licores, conservas e desidratados, com o envolvimento das comunidades de produtores da região.

A analista Valéria Schneider, da unidade de inovação do Sebrae, finalizou o painel convidando os empreendedores e potenciais empreendedores de qualquer parte do país a se inscreverem no programa Inova Amazônia – Edição Pará, e afirmou que o Inova Amazônia é uma iniciativa do Sebrae que será ampliada para outros estados da Amazônia e para outros biomas brasileiros.

Fonte: Sebrae

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Segunda prévia do IGP-M aponta variação de -0,58% em setembro

O resultado mensal de setembro é o primeiro com variação negativa desde fevereiro de 2020. Dois dos três indicadores que compõem o IGP-M exibiram variação menor no mês.

20 de setembro de 2021

Manaus recebe 4ª edição da Feira Internacional da Gastronomia Amazônica

FIGA acontecerá em outubro, com objetivo de promover o intercâmbio entre chefs regionais, nacionais e internacionais e divulgar a Gastronomia Amazônica para diversos países.

20 de setembro de 2021

Estado arrecadou R$9,2 bi e cresceu 13,4% no ano, segundo Sefaz

Amazonas arrecadou mais de R$1,1 bi em agosto. Número representa crescimento de 1,75% em relação a agosto de 2020. Enquanto de janeiro a agosto o crescimento foi de 13,4%.

20 de setembro de 2021

A Importância da ZFM é tema do projeto Diálogos Amazônicos desta segunda

Participam do debate o reitor da Universidade do Estado do Amazonas, Cleinaldo Costa; e Juliano Assunção, professor da PUC-Rio e diretor do Climate Policy Initiative no país.

20 de setembro de 2021

EUA liberam a entrada de estrangeiros totalmente vacinados contra Covid-19

Medida entra em vigor a partir de novembro e vale para todos os países, incluindo o Brasil. Turistas terão que comprovar que estão completamente imunizados contra a doença.

20 de setembro de 2021

Governadores negam influência do ICMS na alta dos combustíveis

De acordo com nota assinada por 20 governadores, "nos últimos 12 meses, o preço da gasolina registrou um aumento superior a 40%, embora nenhum Estado tenha aumentado o ICMS".

20 de setembro de 2021

Vagas em home office: veja seleção de oportunidades para trabalhar de casa

Foram elencadas mais de 15 empresas que dispõem de vagas para quem quer garantir renda sem sair de casa. Na pandemia, home office ganhou destaque.

20 de setembro de 2021

Ministro do Desenvolvimento promete investir R$ 7 bi em mobilidade

Segundo Rogério Marinho, o transporte público é a alternativa mais importante para o deslocamento de pessoas. Afirmação foi dada durante abertura da Semana da Mobilidade.

20 de setembro de 2021