fbpx

sábado, 28 de maio de 2022

Risco de desabastecimento de combustível no AM é real, avalia sindicato

Processo de desinvestimento da Petrobras e política de preços do governo federal impactam mais o mercado interno do que os efeitos da guerra Rússia x Ucrânia, diz Sindipetro.

9 de março de 2022

Compartilhe

Venda de refinarias ameaçam empregos no Pais, diz Sindipetro-AM (Foto: Divulgação/Petrobras)

Indefinição na política de preços dos combustíveis para o consumidor, a ameaça de desabastecimento e uma guerra no Leste Europeu, pressionando ainda mais o valor do petróleo. Os cenários externo e interno refletem diretamente no bolso do brasileiro e para o Sindicato dos Petroleiros no Amazonas (Sindipetro-AM), o País poderia estar em uma situação mais cômoda se não fossem a política de paridade de preços com o mercado internacional e o processo de desinvestimento da Petrobras, ambas executadas pelo governo Bolsonaro. Para o sindicato, o governo causa mais prejuízos do que o conflito.

Em nota enviada ao RealTime1, o Sindipetro avalia o risco de desabastecimento de combustíveis no País e suspensão das importações de diesel e responsabiliza, principalmente, o governo federal pelo quadro geral.

O mercado vem ventilando que pode haver desabastecimento no País com a demora do governo e do Congresso em encontrar uma solução para o reajuste de combustíveis, pauta anterior ao conflito Rússia x Ucrânia.

Os preços nas refinarinas da Petrobras estão com uma defasagem em relação ao valor internacional acima de 50% e as importações estão sendo suspensas, especialmente de diesel, o que pode, em longo prazo, resultar em desabastecimento nas bombas, conforme apurado pelo Estadão Conteúdo.

Para o Sindipetro-AM, “o conflito entre os países Ucrânia e Russia afetam o Brasil diretamente no setor de fertilizantes, após negociação da Petrobras com o Grupo russo Acren da Unidade de Fertilizantes Nitrogenados 3. A saída da Petrobras do setor de fertilizantes aumentou a dependência das importações russas no setor”.

Desemprego e desabastecimento

Em relação ao desemprego e desabastecimento, o Sindipetro-AM esclarece que ambos podem ocorrer devido ao processo de venda dos ativos da Petrobras que ocorre desde 2019 como plano econômico do atual governo federal e não devido ao conflito externo.

“Portanto, a venda das refinarias nas regiões, incluindo a Refinaria de Manaus, irá acarretar monopólio regional privado com risco de desabastecimento, alta no valor do combustível e desemprego. O processo de venda da Refinaria Landulpho Alves (RLAM), que passou a ser chamada de Refinaria de Mataripe após a venda, é exemplo das consequências do processo de privatização”, diz o sindicato.

Sem desconsiderar o atual contexto geopolítico, o Sindipetro-AM termina o posicionamento ressaltando a “importância de defender a Petrobrás como empresa estatal, operando com 100% das suas refinarias autossuficientes, sem depender de qualquer política externa, como o PPI. O Sindipetro-AM defende o fim do PPI e a suspensão do processo de venda das refinarias”.

Texto: Emerson Medina, com informações do Estadão

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Fapeam inscreve propostas de CT&I em editais de R$ 25 milhões

Sete editais da Fapeam buscam o desenvolvimento de diversas cadeias produtivas do Estado com incremento da Ciência, Tecnologia e Inovação e recursos que somam R$ 25 milhões.

27 de maio de 2022

Programa Manaus + Agro contempla 70 produtores no ramal do Brasileirinho

Produtores rurais da região receberam alevinos, sementes e kits de agricultura familiar. Além disso, foram entregues 10 toneladas de ração para avicultores e piscicultores.

27 de maio de 2022

Ipea: Uma a cada quatro pessoas poderia trabalhar remotamente

Maioria dos trabalhadores que poderiam exercer atividades remotas é mulher (58,3%); branca (60%); com nível superior completo (62,6%); e tem idade entre 20 e 49 anos (71,8%).

27 de maio de 2022

Fundador do Grupo Digitron, Sung Un Song é o Industrial do Ano 2022

Título será concedido nesta sexta pela Fieam. Também serão homenageados os industriais Irani Bertolini e Gilberto Novaes e a empresa maior exportadora de 2021, a Recofarma.

27 de maio de 2022

Havan inaugura primeira megaloja em Manaus no dia 25 de junho

Nova Havan estará em anexo ao Shopping Manaus Via Norte. De acordo com a rede varejista, serão geradas 150 novas vagas de emprego diretos e cerca de 650 indiretos na capital.

27 de maio de 2022

5G poderá ser o ‘divisor de águas’ para a indústria do PIM, avalia Cieam

Segundo avaliação de representantes do setor, a nova tecnologia, caso implantada de forma satisfatória, poderá proporcionar agilidade ao processo produtivo, ao operacional.

27 de maio de 2022

Grupo busca 20 startups para investir R$ 5 milhões em recursos

SdP Capital, área do Grupo de Inovação e Investimentos Sai do Papel, é responsável por apoiar empreendedores a escalarem empresas inovadoras e estabelecer redes de conexões.

27 de maio de 2022

Secretaria de Empreendedorismo e Sebrae realizam a Semana do MEI

Semana do MEI vai acontecer de segunda (30/05) a sexta-feira (03/06). Objetivo é ofertar soluções inovadoras, para quem já é microempreendedor e para quem quer se formalizar.

27 de maio de 2022