fbpx

quinta, 19 de maio de 2022

Amazonas teve a 4ª maior arrecadação de royalties de Petróleo em 2021

O Estado recebeu R$ 307,9 milhões em royalties segundo balanço da ANP referente a 2021 que assinalou recorde na distribuição do recurso no País com crescimento de 65%.

28 de janeiro de 2022

Compartilhe

Coari é o maior polo de produção do AM e teve a maior fatia de royalties (Foto: Reprodução)

A distribuição de royalties pagos pela produção de petróleo no ano passado deixou o Amazonas na quarta colocação entre os Estados que mais receberam os recursos. O Estado totalizou R$ 307, 9 milhões contra R$ 107,1 milhões de 2020 segundo os dados da Agência Nacional de Petróleo (ANP) que informou um recorde nacional com distribuição de  R$ 37,6 bilhões de royalties e R$ 36,8 bilhões de participação especial para as Unidades da Federação, valor 65% superior ao do ano anterior.

O Amazonas ficou atrás de Rio de Janeiro (R$ 7,77 bilhões), São Paulo (953,2 milhões) e Espírito Santo (R$ 760,9 milhões). A maior fatia dos royalties para o Estado ficou em Coari que abriga a produção do polo de Urucu. O município dobrou a arrecadação do recurso que slatou de R$ 58,7 milhões, em 2020 para R$ 104 milhões, ano passado.  

Outos municípios amazonenses que mais receberam recursos de royalties foram Alvarães, Caapiranga, Codajás e Iranduba, com quase R$ 10 milhões cada. Manaus e Tefé receberam pouco mais de R$ 6 milhões cada.  

A ANP explica que o aumento da arrecadação se deve principalmente à alta do preço do barril de petróleo no mercado internacional e à perda de valor do real frente ao dólar e destaca que houve crescimento da produção dos campos sob o regime de partilha de produção, localizados no polígono do pré-sal. Os royalties são uma  compensação financeira paga pelas empresas que produzem petróleo e gás natural à União, às unidades federativas e aos municípios, já que as receitas são obtidas a partir de recursos não renováveis que pertencem ao país. 

Já a participação especial é distribuída trimestralmente aos entes públicos e é uma compensação financeira extraordinária devida pelas empresas que exploram campos com grande volume de produção ou grande rentabilidade. 

Com informações da ANP e Agência Brasil

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Preços de carros elétricos podem cair 20% com redução de imposto

O projeto de Lei 403/2022, que tramita no Senado Federal, propõe zerar o Imposto de Importação dos veículos elétricos e híbridos até 31 de dezembro de 2025.

19 de maio de 2022

Privatização da Eletrobras prejudica mais o Norte e Nordeste, diz deputado

Segundo parlamentar da Frente Mista em Defesa da Eletrobrás, empresas que vendem energia no Norte e Nordeste com subsídio, vão embora para outros países com a privatização.

19 de maio de 2022

Por 7 a 1, Tribunal de Contas da União aprova privatização da Eletrobras

Resultado é uma vitória do ministro Paulo Guedes, que agora tem caminho aberto para executar a privatização de uma empresa inteira antes do fim do mandato de Jair Bolsonaro.

19 de maio de 2022

Bolsonaro sanciona MP que torna Auxílio Brasil de R$ 400 permanente

A proposta inicial do governo era de que esse valor valesse até dezembro. Benefício extraordinário passa a fazer parte do conjunto de benefícios do Programa Auxílio Brasil.

19 de maio de 2022

Faturamento de bares e restaurantes do AM tem alta de até 10% em abril

Em março, os números começaram a 'encostar' no resultado de 2019 e em abril chegou a superar entre 5% e 10% os números do ano anterior ao início da pandemia.

19 de maio de 2022

Gucci lança guarda-chuva que não protege da chuva por mais de R$ 6.000

O item, uma colaboração da marca italiana com a Adidas, não é a prova d'água e serve para proteger do sol ou para uso decorativo, segundo a descrição no site da grife.

19 de maio de 2022

Retomada: turismo nacional apresenta crescimento de 43,5% em março

Segundo avaliação da FecomércioSP, setor se aproxima dos patamares anteriores à pandemia, ainda que os números sejam 7,1% inferiores quando comparados a março de 2019.

19 de maio de 2022

Oito cidades do AM recebem R$ 60 milhões para modernizar aeroportos

Os projetos incluem serviços de recapeamento de pista de pouso e decolagem, pista de taxiamento e pátio de estacionamento de aeronaves; limpeza de faixa de pista; etc.

19 de maio de 2022