fbpx

terça, 24 de maio de 2022

Redução do IPI preocupa lideranças do comércio amazonense

Para os empresários, caso o decreto que reduz o IPI em até 25% não seja alterado em favor da indústria local, o desemprego ocorrerá em massa e afetará o consumo no comércio.

2 de abril de 2022

Compartilhe

Redução do IPI preocupa lideranças do comércio amazonense (Foto: Reprodução)

A insegurança jurídica instalada sobre o setor industrial amazonense, motivada pelos constantes ataques aos incentivos fiscais do modelo Zona Franca de Manaus (ZFM), preocupa lideranças do segmento comercial. Os empresários afirmam que caso o decreto que reduz o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) em até 25% não seja alterado, a permanência de indústrias no estado está ameaçada, acendendo alerta para o desemprego em massa e consequentemente, reflexos expressivos ao comércio.

De acordo com o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus (CDLM) e vice-presidente da Associação Amazonense de Supermercados (Amase), Ralph Assayag, o cenário de insegurança jurídica atrapalha negociações e põe em risco a continuidade da operação de fabricantes instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM). Ele afirma que se um novo decreto não reverter a redução do IPI para Manaus, em meses indústrias poderão repensar a permanência no polo amazonense.

“Se um novo decreto não for assinado dentro dos próximos 30 dias, a redução do IPI começará a afetar a economia local porque empresas do distrito começarão a repensar a permanência no distrito, outras deixarão de se instalar em Manaus. É uma insegurança jurídica muito grande e isso atrapalha as negociações. O comércio é afetado”, comentou o empresário.

Segundo o presidente da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Amazonas (Facea), Jorge Lima, a situação é preocupante porque põe em risco a continuidade da operação das fábricas no PIM. Ele concorda que empregos podem ser extintos, ocasionando perda de renda severa entre uma parcela da população local, gerando menor índice de comercialização.

“Tudo o que afeta a indústria reflete no comércio porque o trabalhador da indústria é cliente do comércio. É uma situação preocupante”, disse Lima.

Texto: Priscila Caldas

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Governo do AM beneficia colônia de pescadores de Maués

Governo assinou dois termos de doação onerosa com a Colônia de Pescadores Z-16. Por meio da ação, pescadores foram contemplados com um kit feira e uma fábrica de gelo.

24 de maio de 2022

Lira determina instalação de comissão para analisar reforma tributária

A proposta prevê que estados e municípios criem seus impostos sobre renda e patrimônio na forma de um adicional do imposto federal, delegando sua cobrança ao fisco federal.

24 de maio de 2022

Em reunião emergencial, governadores discutem ICMS dos combustíveis

Fórum dos Governadores vai discutir nesta terça-feira como enfrentar a votação, marcada para esta tarde na Câmara dos Deputados, doprojeto de lei que limita em 17% o ICMS.

24 de maio de 2022

Câmara deve votar hoje PL que limita impostos sobre energia e combustíveis

Projeto considera essenciais bens e serviços relativos a combustíveis, energia elétrica, impedindo a aplicação de alíquotas de tributos iguais às de produtos supérfluos.

24 de maio de 2022

Sebrae acelera pequenos negócios da bioeconomia da Amazônia

Iniciativa faz parte do programa Inova Amazônia. Entre as soluções apoiadas estão a produção de fármaco para tratamento de dependência química e produção de cosméticos.

24 de maio de 2022

Intenção de Consumo das Famílias cresce pelo quinto mês seguido

Índice atingiu 79,5 pontos em uma escala de zero a 200 pontos, maior patamar desde maio de 2020 (81,7 pontos). Na comparação com maio de 2021, crescimento chega a 17,7%.

24 de maio de 2022

BNDES lança edital de seleção de startups de impacto socioambiental

No estágio de criação, programa irá selecionar até 20 empreendedores ou startups de impacto e, no tração, até 25 startups de impacto com faturamento inferior a R$ 16 milhões.

24 de maio de 2022

Cieam reage a novo ataque contra a Zona Franca: ‘muita apreensão’

Bolsonaro determinou corte de 10% no Imposto de Importação de produtos comprados no exterior. Medida torna os importados mais atrativos e prejudica competitividade do PIM.

24 de maio de 2022