fbpx

quarta, 28 de julho de 2021

Polo Industrial de Manaus produz mais de 103 mil motocicletas em maio

Segundo levantamento da Abraciclo, volume é 15,1% menor que o registrado no mês anterior, quando foram produzidas 122.220 unidades de motocicletas no PIM.

14 de junho de 2021

Compartilhe

Na comparação com o mesmo mês do ano passado, alta foi de 600,9% (Foto: Reprodução)

As fabricantes de motocicletas instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM) produziram 103.792 unidades em maio, de acordo com dados da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo).

Segundo levantamento da associação, o volume é 15,1% menor que o registrado no mês anterior (122.220 motocicletas). Na comparação com o mesmo mês do ano passado, quando as fábricas localizadas do PIM produziram apenas 14.809 unidades, houve alta de 600,9%.

Naquele período a capital amazonense foi fortemente impactada pela primeira onda do coronavírus e as fábricas estavam retomando, gradativamente, suas atividades.

O presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian, afirma que o setor mantém sinais de recuperação. No acumulado de janeiro a maio, a produção de motocicletas totalizou 463.413 unidades, volume similar ao registrado em 2019, período pré-pandemia, quando foram fabricadas 468.984 motocicletas.

“No momento, as fábricas mostram uma curva de recuperação. No entanto, estamos apreensivos em relação ao ritmo do avanço da pandemia nos próximos meses”, avalia. É preciso acelerar o programa de vacinação para trazer tranquilidade na gestão das nossas fábricas”, completa.

Distribuição

Em relação à distribuição, o executivo afirma que as fabricantes estão regularizando a entrega de motocicletas gradualmente para as concessionárias.

“O estoque ainda é baixo e acreditamos que, em poucos meses, conseguiremos normalizar a situação e acabar com a fila”, diz Fermanian.

Diante desse cenário, o executivo acredita que o mercado deve continuar aquecido nos próximos meses. A projeção da associação para este ano é produzir 1.060.000 motocicletas, alta de 10,2% na comparação com 2020.

Vendas no varejo

Com 110.376 unidades licenciadas em maio, as vendas no varejo alcançaram o melhor resultado do ano. Esse é, também, o melhor desempenho para o mês, desde 2014, que teve 126.701 unidades emplacadas. Na comparação com abril, que teve 94.654 motocicletas emplacadas, o volume foi 16,6% maior. Em relação ao mesmo mês de 2020, houve alta de 278,1%. Em maio do ano passado, as vendas no varejo totalizaram 29.192 unidades.

De acordo com Fermanian, a fila de espera pode chegar a 45 dias para os modelos da categoria Street, que é bastante utilizada pelos entregadores de aplicativos. Já para as motocicletas premium e de uso misto, que têm demanda menor, a fila está normalizada.

Exportações

Em maio, foram exportadas 4.410 motocicletas, volume 3,1% superior às 4.276 unidades registradas em abril e 1.768,6% maior que o mesmo mês do ano passado (236 unidades).

De acordo com dados do portal de estatísticas de comércio exterior Comex Stat, que registra os embarques totais de cada mês, analisados pela Abraciclo, o principal destino foi a Colômbia, com 1.364 unidades e 29,8% do volume total exportado.

Em segundo lugar, ficou a Argentina (1.358 motocicletas e 29,7% do total exportado), seguida pela Austrália (952 unidades e 20,8%).

De janeiro a maio, as exportações totalizaram 21.851 unidades, o que corresponde a uma alta de 191,9% em relação ao mesmo período de 2020 (7.487 motocicletas).

Os embarques para a Argentina somaram 6.920 unidades e representaram 30,8% do volume exportado. Na sequência do ranking, vieram os Estados Unidos (5.537 motocicletas e 24,7% do total exportado) e a Colômbia (4.249 unidades e 18,9%).

“As motocicletas exportadas para mercado norte americano são, principalmente, do modelo off-road e comprovam que o produto nacional tem alto valor agregado, tecnologia avançada e atendem aos mercados mais exigentes”, afirma Fermanian.

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Vem em Casa: websérie do RT1 mostra a reinvenção de serviços na pandemia

Com a necessidade de isolamento social, atendimentos em domicílio se tornam a única alternativa para profissionais que estavam acostumados a receber clientes em seus espaços.

28 de julho de 2021

Caixa bate recorde no crédito imobiliário no primeiro semestre do ano

Com o resultado, a carteira de crédito habitacional da Caixa alcançou o volume de R$ 528,9 bilhões, um crescimento de 9,4% em relação ao mesmo período do ano passado.

28 de julho de 2021

IBGE: índice de Preços ao Produtor cresce 1,31% no mês de junho

Com o resultado apurado no mês de junho, os preços ao produtor seguem em ritmo constante de alta no ano de 2021, com as maiores variações percentuais em fevereiro e março.

28 de julho de 2021

Fazenda Experimental irá produzir sementes de malva para o Amazonas

Projeto Piloto vai funcionar na Unidade Experimental de Produção de Semente da Fazenda Experimental da Ufam, para a produção de sementes de malva do Amazonas.

28 de julho de 2021

Construção civil avança na vacinação e mantém obras ativas

De janeiro a junho, os trabalhos seguiram sem interrupções, totalizando 32 obras ativas, das quais uma está em andamento no município de Anori.

28 de julho de 2021

Franquia do Boticário abre loja em Manaus e busca expansão da marca

A nova loja 'tô.que.tô' vai estar localizada no Mutirão, reunindo produtos de beleza de grandes marcas, como Boticário, Eudora, Vult e Quem disse Berenice

28 de julho de 2021

Com salário de R$ 3 mil, concurso do BB tem inscrições prorrogadas

Incrições estão abertas até o dia 7 de agosto. São 4.480 vagas, sendo 2.240 imediatas e 2.240 para formação de cadastro de reserva, para todos os estados e Distrito Federal.

28 de julho de 2021

Petrobras e Sebrae prorrogam inscrições de editais de inovação

Com R$ 22 milhões, este é o maior edital de inovação já aberto no setor de óleo, gás e energia voltado para startups e pequenas empresas. Inscrições seguem 15 de agosto.

28 de julho de 2021