fbpx

sexta, 21 de janeiro de 2022

Novo salário mínimo gera mudanças em valores de benefícios socioassistenciais

Com o reajuste de 10,18%, benefícios como o Cadastro Único (CadÚnico) e o Benefício de Prestação Continuada (BPC) também passam a atender com novos valores.

5 de janeiro de 2022

Compartilhe

Em Manaus, são 281.615 famílias inscritas no CadÚnico (Foto: Reprodução)

Começou a valer desde o dia 1º de janeiro de 2022 o novo valor do salário mínimo, reajustado de R$ 1.100 para R$ 1.212, representando um aumento de 10,18%. Com o reajuste, benefícios socioassistenciais que usam o piso nacional como referência, como o Cadastro Único (CadÚnico) e o Benefício de Prestação Continuada (BPC) também passam a atender com novos valores.

O Cadastro Único para Programas Sociais reúne informações socioeconômicas das famílias brasileiras de baixa renda e essas informações permitem ao governo conhecer as reais condições de vida da população e, com isso, selecionar as famílias para diversos programas sociais como Auxílio Brasil, tarifa social de água e energia elétrica, BPC e vale-gás.

Com o reajuste do salário mínimo, a inscrição no CadÚnico passa a ser permitida para as famílias que tenham renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa, ou seja R$ 606; renda mensal familiar total de até três salários mínimos, ou seja R$ 3.636; ou renda maior que três salários mínimos, desde que o cadastramento esteja vinculado à inclusão em programas sociais nas três esferas do governo.

Em Manaus, o cadastro e programas sociais são operados pela Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc) e, segundo a base de dados do Governo Federal, na capital amazonense são 281.615 famílias inscritas no CadÚnico.

O BPC, destinado a idosos e Pessoas com Deficiência (PcDs) de baixa renda, paga mensalmente um salário mínimo para idosos a partir de 65 anos e PcDs de qualquer idade que comprovem não ter meios próprios de prover o seu sustento nem auxílio da família. Assim, o valor do benefício passará para R$ 1.212 já neste mês.

Para ter direito ao BPC é preciso que a renda per capita seja entre ¼ e meio salário mínimo. Com o reajuste, os valores passam a ser entre R$ 303 e R$ 606.

Com informações da assessoria

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Produção de motos do PIM deve crescer quase 8% em 2022

Abraciclo projeta que a produção de motos deve atingir 1.290.000 unidades em 2022. Volume representa crescimento de 7,9% na comparação com as 1.195.149 produzidas em 2021.

21 de janeiro de 2022

Guias do ISS Autônomo 2022 já podem ser impressas via portal Manaus Atende

Prazo para pagamento em cota única, com desconto de 10% sobre o valor de lançamento, termina no dia 31. Contribuinte também poderá optar pelo pagamento parcelado.

20 de janeiro de 2022

Usuários do transporte coletivo podem recarregar cartão PassaFacil via PIX

Para fazer a recarga, é preciso informar o número do cartão e escolher o valor. Em seguida, será gerado um código para pagamento, via PIX, no banco de preferência do usuário.

20 de janeiro de 2022

Ghost Kitchen: novo modelo de negócios para restaurantes chega a Manaus

Uma Ghost Kitchen tem esse nome por não ter endereço fixo e não atender aos clientes no formato tradicional de um restaurante físico, basicamente elas atuam no delivery.

20 de janeiro de 2022

Auxílio Brasil deve injetar, no mínimo, R$ 84 bilhões na economia

Estimativa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) é que 70% do montante se destinará ao consumo imediato. Pagamento iniciou na terça.

20 de janeiro de 2022

Gree lança novo ar-condicionado produzido na Zona Franca de Manaus

Gree lança ar-condicionado com novo design e tecnologia de purificação do ar, com produção na Zona Franca de Manaus onde emprega 1 mil funcionários.

20 de janeiro de 2022

Avanço da Ômicron pode derrubar produção de motocicletas no PIM este mês

Caso a queda na produção de janeiro se confirme, ela virá sobre números já negativos registrados em dezembro de 2021, em comparação a novembro, quando a produção caiu 32,9%.

20 de janeiro de 2022

Reajuste nos benefícios pagos pelo INSS é de 10,16% a partir de janeiro

O reajuste dos benefícios pagos pelo INSS a partir de 1º de janeiro de 2022 será de 10,16%. Aumento é aplicado também nas pensões pagas às vítimas da talidomida e outras.

20 de janeiro de 2022