fbpx

sexta, 28 de janeiro de 2022

Salário mínimo: inflação gera maior reajuste em 6 anos, mas anula ganhos

Reajuste do salário mínimo de 10,04% previsto no relatório do Orçamento apenas repõe a inflação acumulada no INPC, o que deixa, na prática, o trabalhador sem aumento real.

20 de dezembro de 2021

Compartilhe

Reajuste apenas repõe a inflação acumulada no INPC (Foto: Reprodução)

Levando em consideração a projeção de alta de 10,04% para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) em 2021, feita em novembro pela Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia, o salário mínimo terá, em 2022, o maior reajuste dos últimos cinco anos. O indicador é usado como referência para o reajuste anual do salário mínimo.

O relator do Orçamento de 2022, deputado federal Hugo Leal (PSD-RJ), definiu que o salário mínimo deverá passar dos atuais R$ 1.100 para R$ 1.210 no ano que vem, uma alta também de 10,04%. O índice representa o maior aumento desde 2016, quando houve um aumento de 11,6%, quando passou de R$ 788,00 para R$ 880.

O novo valor, consta do relatório apresentado nesta segunda-feira (20) pelo parlamentar à Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização da Câmara. O documento, no entanto, cita a projeção atualizada de 10,18% para o INPC no fechamento do ano, o que poderá impactar levemente o reajuste do salário mínimo, que, caso a previsão se confirme, poderá chegar a R$ 1.212.

Os últimos reajustes concedidos pelo governo foram de:

2016: 11,6% (R$ 880)
2017: 6,48% (R$ 937)
2018: 1,81% (R$ 954)
2019: 4,61% (R$ 998)
2020: 4,7% (R$ 1.045)
2021: 5,22% (R$ 1.100)

Apesar disso, os trabalhadores não têm motivos para comemorar. O reajuste previsto no relatório do Orçamento apenas repõe a inflação acumulada no INPC, o que deixa, na prática, o salário sem aumento real.

“Não podemos afirmar que houve ganhos. Até porque não sabemos qual será a inflação acumulada nos próximos meses. No ano de 2021, por exemplo, o salário definido no ano anterior foi de R$ 1.100. Mas se pegarmos a inflação acumulada de janeiro a dezembro, o poder de compra foi prejudicado em, praticamente, 10%”, exemplifica o presidente do Conselho Regional de Economia do Amazonas (Corecon-AM), Martinho Azevedo.

Martinho explica ainda que, além da inflação, outros fatores podem reduzir o poder de compra dos trabalhadores. Um deles é a faixa salarial no qual ele está inserido.

“Trabalhadores diferentes terão perdas também diferentes. O impacto inflacionário tem diferentes efeitos em diferentes faixas de renda. O trabalhador médio tem a renda destinada basicamente para a compra de itens de primeira necessidade, como alimentos, transporte e vestuário. Já os trabalhadores com níveis de renda mais elevados serão menos impactados”, explica.

Para ter validade, a proposta precisa ser aprovado no âmbito da Comissão Mista de Orçamento (CMO), formada por deputados e senadores, e também pelo plenário do Congresso Nacional. 

Apreciação do Relatório foi suspensa

A votação do Projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa) para 2022, que estava marcada para acontecer a partir das 10h desta segunda-feira foi adiada CMO Congresso. Ao iniciar a reunião, no início desta tarde, a presidente da CMO, senadora Rose de Freitas (MDB-ES), disse que o parecer foi apresentado por volta das 3h e não houve tempo suficiente para que os parlamentares analisassem a matéria.

A sessão da comissão deve ser retomada nesta terça-feira (21).

De acordo com cálculos feitos pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), divulgados no último dia 9 de dezembro, o salário mínimo ideal para sustentar uma família de quatro pessoas (sendo dois adultos e duas crianças), em novembro, seria de R$ 5.969,17, ou seja, cinco vezes maior que o previsto pelo relatório do Orçamento apresentado nesta segunda-feira.

Texto: Lucas Raposo, com informações da Agência Brasil

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Procurando emprego? Sine Manaus oferta 253 vagas nesta sexta–feira

O candidato que deseja concorrer a uma das vagas disponíveis, deve enviar mensagem para os números de WhatsApp disponibilizados na vaga pretendida, informando dado completos.

28 de janeiro de 2022

Defensoria Pública abre processo seletivo de estágio em Direito

As inscrições no Cadastro de Reserva da Defensoria Pública do Estado do Amazonas estão abertas para candidatos ao Estágio de Direito com bolsa de R$987 e auxílio transporte.

27 de janeiro de 2022

Secretários de Fazenda aprovam congelamento de ICMS dos combustíveis

Congelamento do preço médio ponderado ao consumidor final (PMPF), base para cálculo do ICMS, tinha validade até 31 de janeiro. Com a decisão, valerá por mais 60 dias.

27 de janeiro de 2022

Jovem aprendiz colabora em média com 30% da renda das famílias, diz fórum

Fórum lançado nesta quinta, busca soluções para ampliar estágio e primeiro emprego no Brasil por meio de ações alinhadas com Estados e Municípios e ao Novo Ensino Médio.

27 de janeiro de 2022

Empresas podem acionar Justiça para liberar mercadorias na Receita

Mais empresas podem seguir a Moto Honda e acionar a Justiça para desembaraçar mercadorias fiscalizadas no operação padrão dos auditores fiscais, diz a Fieam.

27 de janeiro de 2022

Setor imobiliário deve frear reação devido Inflação e juros altos, em 2022

Conjuntura de 2022 com inflação e juros altos tem diferença em relação ao ano passado quando o mercado imobiliário reagiu bem apesar da pandemia, dizem especialistas.

27 de janeiro de 2022

Faturamento do PIM cresce 32% até novembro de 2021 e bate recorde

De acordo com dados da Suframa, o faturamento do Polo Industrial de Manaus acumulado de janeiro a novembro de 2021 atingiu volume recorde de quase R$ 145,59 bilhões.

27 de janeiro de 2022

5 milhões de m³/dia: consumo de gás natural atinge volume inédito no AM

Volume demandado em 2021 alcançou média de 5,2 milhões de m³/dia, alta de 5,5 % em comparação com o ano de 2020, segundo cálculos da Cigás.

27 de janeiro de 2022