fbpx

sexta, 28 de janeiro de 2022

Cerca de 40% dos pequenos negócios realizaram investimentos em 2021

Entre os pequenos negócios, os que mais investiram durante este ano foram os da Indústria, com 47% das empresas; seguidos pelos de Serviços (39%) e Comércio (35,2%).

26 de dezembro de 2021

Compartilhe

Dados são da Sondagem Temática Trimestral, realizada pelo Sebrae (Foto: Reprodução)

Quatro em cada dez micro e pequenas empresas realizaram investimentos durante 2021, de acordo com a Sondagem Temática Trimestral, realizada pelo Sebrae em parceria com a Fundação Getulio Vargas (FGV). Entre os pequenos negócios, os que mais investiram na empresa foram os da Indústria, com 47% das empresas; seguidos pelos de Serviços (39%) e Comércio (35,2%).

Entre o universo das empresas que estão encontrando dificuldade para investir no próprio negócio (que representa 41% dos entrevistados), os três principais motivos alegados foram as incertezas sobre a manutenção do nível de demanda (44,6%), a limitação de recursos da empresa (42,1%) e o custo do financiamento (29%).

“Apesar da maioria dos pequenos negócios não ter conseguido fazer investimentos na empresa, vemos que os empreendedores têm procurado inovar e melhorar a qualidade dos produtos e serviços oferecidos, apesar das adversidades encontradas neste ano”, afirma o presidente do Sebrae, Carlos Melles.

Investimentos em empregos

A Indústria é o único setor que apresentou uma melhora na perspectiva de contratação para o próximo trimestre. Segundo a Sondagem, 16,4% dos empreendedores desse setor pretendem aumentar seus quadros de pessoal, contra 15% que tinham a mesma intenção em outubro, e outros 68,9% vão manter o mesmo quantitativo de pessoal.

Apesar do Setor de Serviços ser o que mais pretende contratar, com 18,2%, a intenção de aumento de pessoal caiu em relação a outubro, quando 21,8% dos donos de pequenos negócios tinham essa intenção, e outros 76% pretendem manter seus contratados, fazendo com que apenas 5,8 % pensem na possibilidade de demissões. Já entre os empreendedores do Comércio, 10% pretendem contratar; 81,3% querem manter seus quadros e outros 8,7% pensam em demissão.

Fonte: Sebrae

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Empresários de serviços iniciam 2022 menos confiantes, aponta FGV

A confiança dos empresários do setor de serviços recuou 4,3 pontos em janeiro e atingiu 91,2 pontos. É o menor nível desde maio de 2021, quando alcançou 88,1 pontos.

28 de janeiro de 2022

Amazonas teve a 4ª maior arrecadação de royalties de Petróleo em 2021

O Estado recebeu R$ 307,9 milhões em royalties segundo balanço da ANP referente a 2021 que assinalou recorde na distribuição do recurso no País com crescimento de 65%.

28 de janeiro de 2022

Amazonas Shopping promove Liquidação Ponto Mix a partir desta sexta

Durante a Liquidação Ponto Mix, lojas de todos os segmentos estarão com produtos com descontos que vão de 5% a 70%. Promoção acontece até o próximo domingo (30).

28 de janeiro de 2022

Confiança do comércio cai e atinge menor nível desde abril de 2021

Índice de Confiança do Comércio (Icom) cedeu 0,4 ponto em janeiro, ao passar de 85,3 para 84,9 pontos, menor nível desde abril de 2021 (84,1 pontos).

28 de janeiro de 2022

Desemprego recua, mas ainda atinge 12,4 milhões de brasileiros

Apesar do recuo, o rendimento real dos trabalhadores caiu. A queda é de 4,5% frente ao trimestre anterior, para R$ 2.444. É o menor rendimento da série histórica do IBGE.

28 de janeiro de 2022

Procurando emprego? Sine Manaus oferta 253 vagas nesta sexta–feira

O candidato que deseja concorrer a uma das vagas disponíveis, deve enviar mensagem para os números de WhatsApp disponibilizados na vaga pretendida, informando dado completos.

28 de janeiro de 2022

Defensoria Pública abre processo seletivo de estágio em Direito

As inscrições no Cadastro de Reserva da Defensoria Pública do Estado do Amazonas estão abertas para candidatos ao Estágio de Direito com bolsa de R$987 e auxílio transporte.

27 de janeiro de 2022

Secretários de Fazenda aprovam congelamento de ICMS dos combustíveis

Congelamento do preço médio ponderado ao consumidor final (PMPF), base para cálculo do ICMS, tinha validade até 31 de janeiro. Com a decisão, valerá por mais 60 dias.

27 de janeiro de 2022