fbpx

quinta, 26 de maio de 2022

Mercado de PET gera R$ 52,7 bilhões no País puxado por microempresas

Segundo o IPB o crescimento no faturamento do segmento pet em 2021 sobre 2020 foi de 27% com destaque para as pequenas empresas e franquias nacionais.

5 de abril de 2022

Compartilhe

A adoção de animais de estimação aumentou 400% nos primeiros meses da pandemia (Foto: Reprodução)

Levantamento do Instituto Pet Brasil (IPB), lançado no primeiro trimestre de 2022, registrou alta de 27% do faturamento em 2021 de produtos, serviços e comércios no setor, atingindo R$ 51,7 bilhões. A movimentação deste segmento também mostra um cenário otimista para o investimento de pequenas e médias empresas na área, já que dados do IPB ainda apontam que 48% do mercado, principalmente a parte de vendas, é impulsionado pelos pequenos empreendedores.

Com o cenário favorável, novas empresas se destacaram no ramo, como a Doggi, rede de franquias especializada em banho e tosa por aplicativo do Brasil.  Nascida em 2021, durante a pandemia da Covid-19, a empresa buscou atender a necessidade de levar comodismo e facilidade para o dia a dia dos tutores de cachorros. Segundo Rodolfo Calvo, fundador e CPO da Doggi, o segmento precisa de diferenciais que atendam as necessidades de quem precisa dos serviços para os animais.

“A maioria dos players desta área não disponibilizavam um aplicativo que facilitasse o agendamento de serviços, raramente havia a opção de marcar múltiplos cuidados no mesmo dia. E essa praticidade aliada ao bom serviço que ajudam as empresas a se destacarem”, conta. 

De acordo com União Internacional Protetora dos Animais (UIPA), a procura por adoção de pets aumentou 400% durante os primeiros meses da pandemia. “Essa nova demanda também gera a busca por diversos tipos de cuidados básicos com os animais, como banho, tosa – no caso dos cachorros -, hotéis para animais, cuidados médicos, recreativos e muitos outros serviços que podem ajudar na saúde e no bem-estar do bichinho. Assim, com essa necessidade, é importante pensar na ampliação de mais pontos de atendimento para eles”, destaca. 

O mercado pet no Brasil faturou, em 2020, R$ 40,8 bilhões, ocupando o 3º lugar de país que mais movimenta o setor no mundo. E como já afirmado pelo IPB, boa parte dessa movimentação acontece a partir dos pequenos e médios negócios, que atendem às necessidades dos animais espalhados pelo país. Com isso, investir em produtos e serviços para a comunidade pet se tornou um bom negócio para o empreendedor. 

De acordo com um levantamento do Sebrae em 2021, o número de microempreendedores individuais (MEIs) no mercado pet cresceu 46% no segundo semestre do ano passado. Só o setor de PMEs cresceu 39% no mesmo período, alcançando 80 mil empresas pelo País.

Com informações da Assessoria

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Para economistas, ICMS em 17% terá pouco impacto na redução de preços

Economistas acreditam que projeto que estipula teto de 17% na cobrança de ICMS não resultará em redução expressiva no preço do combustível, com queda de até 5% nos preços.

26 de maio de 2022

Novamed anuncia expansão no PIM com investimento de R$ 50 milhões

Empresa pretende aumentar a produção de 1 bilhão e 100 milhões de comprimidos/mês para 1 bilhão e 400 milhões/mês, além da garantia de cerca de 900 postos de trabalho.

26 de maio de 2022

Indígenas Tikuna participam de oficina de artesanato em Benjamin Constant

O Workshop, promovido em parceria com o Sebrae Amazonas, contou com a presença de consultores de artesanato do Ceará, do Espírito Santo, Colômbia e Brasília.

26 de maio de 2022

Caixa amplia em até 21,4% subsídio do programa Casa Verde Amarela

Percentuais vão variar de 12,5% a 21,4%. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Regional, acréscimo varia conforme região, renda familiar e população do município.

26 de maio de 2022

Câmara aprova limite da alíquota de ICMS sobre combustíveis

Lei classifica os setores de combustíveis, gás natural, energia elétrica, comunicação e transportes como essenciais e indispensáveis, limitando a alíquota ao máximo de 17%.

26 de maio de 2022

Amazonas precisa qualificar 114 mil trabalhadores da indústria até 2025

A Fieam levantou a demanda de profissionais da indústria a serem qualificados até 2025 no Amazonas para atender às novas demandas do setor na Zona Franca de Manaus.

26 de maio de 2022

‘Nosso Centro’ quer expandir empreendimentos na região central de Manaus

Programa da Prefeitura prevê a revitalização do centro histórico com a implantação dos projetos 'Mais Negócios', 'Mais Vida' e 'Mais História', ao longo dos próximos 3 anos.

25 de maio de 2022

Em apoio a petroleiros, parlamentares questionam venda da Reman no TCU

Deputado Zé Ricardo e o senador Jean Paul (PT/RN) acionaram o Tribunal de Contas da União solicitando medida cautelar para suspender o processo de privatização da refinaria.

25 de maio de 2022