fbpx

segunda, 23 de maio de 2022

Ipea: número de ocupados em janeiro atinge patamar pré-pandemia

Contingente de ocupados no país chegou 94,1 milhões de trabalhadores, atingindo nível semelhante ao do período pré-pandemia, quando alcançava 94,5 milhões em janeiro de 2020.

28 de março de 2022

Compartilhe

Novas vagas ainda surgem no mercado informal (Foto: Reprodução)

Levantamento divulgado nesta segunda-feira (28) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) sinaliza que a retomada do mercado de trabalho está se consolidando no Brasil, com expansão da população ocupada e com efeitos sobre a redução do desemprego.

No documento, elaborado com base nos dados da Pesquisa Nacional de Amostras de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os pesquisadores do Ipea observaram que, em janeiro deste ano, o contingente de ocupados no país chegou 94,1 milhões de trabalhadores, atingindo patamar semelhante ao do período pré-pandemia, quando alcançava 94,5 milhões em janeiro de 2020.

Em relação ao mesmo mês do ano passado, a população ocupada aumentou 8,1%, tornando-se o principal fator responsável pela queda de 3,3 pontos percentuais da taxa de desocupação, que caiu de 14,7% em janeiro de 2021 para 11,4% em janeiro deste ano. Já na série livre de sazonalidade, a taxa de desocupação de 11,2%, em janeiro, alcançou o menor patamar registrado desde abril de 2016, indicou o Ipea.

Segundo o estudo, o recuo generalizado do desemprego foi mais intenso na Região Sudeste, onde a taxa de desocupação caiu 3,9 pontos percentuais de 2020 para 2021, passando de 15,1% para 11,2%. Em termos absolutos, as maiores taxas de desocupação foram verificadas no Amapá (17,5%), Bahia (17,3%) e Pernambuco (17,1%). Já as taxas de desocupação das regiões metropolitanas e não metropolitanas passaram de 17,1% e 12%, em 2020, para 13,1% e 9,6%, em 2021.

Gênero e idade de ocupados

Os dados por gênero revelam que, embora tenha ocorrido queda da desocupação para ambos os sexos, a taxa de desemprego entre os homens (9%) é menor do que a observada entre as mulheres (13,9%). No caso dos homens, o desemprego já se encontra em nível abaixo do registrado no período pré-pandemia (9,1%), enquanto a taxa de desocupação feminina ainda supera a registrada no quarto trimestre de 2019 (13,4%).

Analisando a faixa etária, o Ipea constatou que, “apesar de todos os segmentos etários terem registrado queda na desocupação, este recuo foi mais intenso na faixa dos trabalhadores mais jovens, cuja taxa de desemprego retroagiu 6,2 pontos percentuais entre o quarto trimestre de 2020 e o de 2021, passando de 29% para 22,8%. De modo semelhante, o contingente de ocupados com ensino fundamental incompleto apontou crescimento de 16,2%, possibilitando uma queda de 5,1 pontos percentuais da taxa de desocupação, que passou de 23,5% para 18,4%, no período em questão”.

Setores

À exceção da administração pública, que mostrou queda de 2,4%, na comparação interanual, todos os demais setores tiveram expansão da ocupação no último trimestre de 2021. Destaque para os serviços de alojamento e alimentação (23,9%), serviços domésticos (21,7%), pessoais (14,7%) e construção civil (17,4%).

A pesquisa do Ipea salienta que, apesar do cenário mais favorável, o mercado de trabalho brasileiro ainda apresenta uma série de desafios a serem superados. Os pesquisadores lembram que, em janeiro, o país ainda tinha um contingente de 12,1 milhões de desempregados, dos quais mais de 30% estão nessa situação há mais de dois anos. O Ipea aponta que, mesmo diante de uma recuperação mais forte do emprego formal, a maior parte das novas vagas ainda está sendo gerada nos segmentos informais da economia.

A pesquisa do Ipea acentua também que no último trimestre móvel encerrado em janeiro de 2022, enquanto o montante de trabalhadores com carteira evoluiu 9,3% na comparação interanual, os contingentes de ocupados sem carteira e por conta própria aumentaram 19,8% e 10,3%, respectivamente.

Para o ano de 2022 como um todo, porém, a estimativa do Ipea é que embora se mantenha a expectativa de continuidade do processo de recuperação do mercado de trabalho, o ritmo dessa recuperação tende a diminuir, como reflexo do desempenho mais moderado da economia.

Fonte: Agência Brasil

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Procurando emprego? Sine Manaus oferta 372 vagas nesta segunda-feira

O cadastro para concorrer a uma das vagas de emprego pode ser feito online, por meio de site ou em aplicativo. Para atendimento presencial é necessário carteira de vacinação.

22 de maio de 2022

Diesel tem novo recorde, com preço médio de R$ 6,943 o litro em postos

O preço médio foi identificado em postos brasileiros no período de 15 a 21 de maio, conforme aponta a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis.

22 de maio de 2022

Com 1.759 candidatos, concurso para procurador da PGE acontece hoje

O último concurso público para preenchimento de vagas de procuradores do Estado ocorreu em 2016. Remuneração para os novos cargos de procurador será de R$ 24.589,99.

22 de maio de 2022

Em Urucurituba, governador destina mais de R$ 620 mil à produção rural

Wilson Lima também entregou equipamentos para Feira da ADS, beneficiará até 40 feirantes da agricultura familiar, e liberou crédito para produtores rurais.

22 de maio de 2022

Prefeitura de Manaus inicia atividades de nova turma do ‘Formação de Startups’

A Formação de Startups da Prefeitura de Manaus é dirigida para estudantes, universitários, empreendedores, profissionais de Tecnologia da Informação (TI).

21 de maio de 2022

Greve dos peritos do INSS acaba e e atendimento volta nesta segunda

Segundo a Associação Nacional dos Médicos Peritos (ANMP), todas as 18 reivindicações da categoria do INSS foram aceitas pelo Governo Federal.

21 de maio de 2022

MPAM define data de prova objetivo de processo seletivo para estágio

A prova do processo de seleção para o estágio no MPAM terá duas horas de duração e será realizada neste domingo (22), a partir das 9h.

21 de maio de 2022

Cieam entra com ação para contribuir sobre Adin contra decreto do IPI

Cieam quer ter voz no julgamento do mérito sobre Adin que questiona decrétos de Bolsonaro que reduziram o IPI e prejudicam a Zona Franca de Manaus.

21 de maio de 2022