fbpx

sexta, 24 de setembro de 2021

Indústria do Amazonas perdeu quase metade dos empregos em 6 anos

Segundo a Pesquisa Industrial Anual - Empresa, do IBGE, o número de profissionais ocupado na indústria local caiu de 139.027 em 2013 para 94.505 em 2019, uma queda de 47,1%.

21 de julho de 2021

Compartilhe

Dados fazem parte da Pesquisa Industrial Anual - Empresa (PIA – Empresa), do IBGE (Foto: Reprodução)

O número de profissionais ocupados na indústria amazonense caiu de 139.027 em 2013, período em que o setor mais empregou pessoas no estado, para 94.505, em 2019. O resultado representa uma queda de 47,1% em seis anos, segundo dados da Pesquisa Industrial Anual – Empresa (PIA – Empresa), divulgada nesta quarta-feira (21), pelo IBGE.

Mas, apesar das perdas, considerando o no período entre 2016 e 2019, as empresas do setor industrial do Amazonas com 30 ou mais pessoas ocupadas ganharam 2.140 postos de trabalho, o que representa 2,4% mais pessoas trabalhando no setor. E levando em conta as empresas com 5 ou mais pessoas ocupadas, o Amazonas ganhou 1.010 postos de trabalho, no mesmo período, ou 0,2% a mais.

A mesma pesquisa mostra ainda que o número de unidades locais da indústria do Amazonas chegou ao menor número em 2019 (1.008), considerando toda a série histórica da pesquisa – uma redução de 261 unidades locais ou 20,6%, em comparação com o ano de 2013, quando foi registrado o maior número de locais industriais, no Estado.

Já entre 2016 e 2019, o Estado registrou estabilidade nas empresas industriais com 30 pessoas ou mais ocupadas, e registrou queda nas empresas com cinco pessoas ou mais, que em 2016 eram 1.156 e, em 2019, eram 1.008, ou seja, 12,8% menos unidades.

Em 2019, 98,6% (994 unidades locais) eram indústrias de transformação, enquanto 1,4% eram indústrias extrativas (14 unidades locais). Da mesma forma, a indústria de transformação ocupava mais pessoas; 97,7% do total de 94.505 pessoas ocupadas, enquanto a indústria extrativa ocupava 2.103 pessoas (2,3%);

A Pesquisa Industrial Anual – Empresa (PIA – Empresa) retrata as características estruturais do segmento empresarial da indústria no Brasil e dos Estados, englobando as indústrias extrativas e as indústrias de transformação.

Fonte: IBGE

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

CNC: comércio terá a melhor contratação de temporários desde 2013

Para 2021, a expectativa é de mais de 94,2 mil vagas para atender o movimento sazonal de fim de ano. Segundo previsão da CNC, as vendas deverão crescer 3,8% no Natal.

24 de setembro de 2021

Índice de Preços ao Consumidor tem variação de 1,14% em setembro

Com isso, o IPCA-15 apresenta a maior variação mensal desde fevereiro de 2016, quando encerrou em 1,42%. Variação mensal deste mês foi a maior para setembro desde 1994.

24 de setembro de 2021

Preços de mercadorias e combustíveis pressionam os pequenos negócios

De acordo com a 12ª edição da Pesquisa de Impacto da Pandemia nos Pequenos Negócios, realizada pelo Sebrae em parceria com a FGV, esses são os principais gastos das empresas.

24 de setembro de 2021

Mentoria ‘Gestão 4.0 Amazônia’ foca em empresários e executivos

Evento, que acontece nos dias 1° e 2 de outubro em Manaus, tem como objetivo elevar a capacidade técnica e as habilidades de empresários e altos executivos da cidade.

24 de setembro de 2021

Indústria e comércio devem puxar contratos temporários no trimestre

Indústria mantém projeção de aumento na oferta de trabalho temporário mesmo em meio à falta de insumos. Comércio também prevê admitir cerca de 3 mil trabalhadores temporários

24 de setembro de 2021

Prazo para prova de vida de servidores aposentados acaba dia 30

Comprovação de vida deve ser feita na agência bancária onde o beneficiário recebe o pagamento. Necessidade dessa comprovação foi suspensa de março de 2020 a junho de 2021.

24 de setembro de 2021

Nilton Lins lança programa de formação superior em Turismo Sustentável

Programa será realizado na modalidade de ensino a distância (EAD) e é voltado para estudantes e profissionais que já atuam na área, principalmente nos municípios do interior.

24 de setembro de 2021

Preço do gás de cozinha pode superar os R$ 100 em novo reajuste

Alta acumulada de 96% nos preços do propano, matéria-prima para o gás de cozinha, no mercado internacional em 2021 já pressiona o preço do combustível aqui no Brasil.

24 de setembro de 2021