fbpx

domingo, 19 de setembro de 2021

Incubadora busca novos empreendedores e startups amazonenses

Universidade Nilton Lins está retomando as atividades da incubadora de empresas BioTech da Amazônia (inBioTa). Atendimentos são gratuitos, abertos para todo o público.

12 de julho de 2021

Compartilhe

Iniciativa foi lançada no início de 2020 (Foto: Divulgação)

Destinada ao apoio e suporte técnico de pequenos e micro empreendedores de Manaus e do Amazonas que desenvolvem projetos nas áreas de pesquisa, inovações científicas, tecnológicas e bioeconomia, a Universidade Nilton Lins está retomando as atividades da incubadora de empresas BioTech da Amazônia (inBioTa).

A iniciativa foi lançada no início de 2020, mas com o avanço da pandemia teve suas atividades suspensas e retorna agora com uma estrutura própria (que inclui laboratórios, salas de reunião, trabalho e atendimento) e a assistência de uma equipe multiprofissional formada por especialistas e professores de diversas áreas da instituição.

Desde a retomada, no final do primeiro semestre deste ano, a BioTech iniciou a fase de certificação e já possui duas startups locais incubadas.

De acordo com a reitora da Universidade, Gisélle Lins Maranhão, os atendimentos são gratuitos, abertos para todo o público interessado em conhecer e desenvolver seus projetos profissionais que inicialmente, passam pela avaliação dos gestores da incubadora.

“A universidade acredita que a criatividade e o conhecimento da nossa gente, aliados à diversidade de elementos da maior floresta do planeta, tem um grande potencial para gerar negócios promissores em diversos segmentos, inclusive em nível mundial, sempre com base na sustentabilidade, na preservação ambiental e na originalidade”, avaliou a reitora.

Passo a passo

O coordenador da BioTech da Amazônia, e professor da Nilton Lins, Carlos Filipe Guimarães explica que a partir da apresentação, a equipe técnica da incubadora, juntamente com o empreendedor, irá criar um modelo de negócios, gestão e aperfeiçoamento com o objetivo de viabilizar economicamente a proposta, assim como oferecer suporte para elaboração do planejamento necessário para buscar recursos e aplicá-los de forma correta.

“O problema não é a falta de ideias e de editais para a área, mas de estruturação destes conteúdos para transforma o sonho em realidade e é nesse ponto que a incubadora se faz presente”, acrescenta Guimarães.

Uma das startups que já fazem parte do projeto é a AmazonZyne, criada pela bióloga, mestra e doutora em Biotecnologia, Pamella Santa Rosa, juntamente com outros quatro colegas também da área, e que realiza pesquisas e a prospecção de enzimas a partir de microrganismos da fauna e da flora amazônica para a aplicação industrial em vários setores, como a investigação de DNA e a produção de biocombustíveis.

“Como cientistas, nossa área de atuação é bem diferente e a incubadora vem com esse suporte na gestão do negócio, melhorando a visão estratégica do empreendimento por meio de um planejamento adequado e empresarial”, acrescenta Santa Rosa.

Acadêmico do curso de Educação Física, Lucas Teixeira de Oliveira, fundou a Kinesis – startup que também já faz parte da incubadora, para concretizar os projetos de desenvolvimento de suplementos alimentares para atividades físicas e esportivas que utilizem produtos regionais como o guaraná e o açaí e também de um aplicativo, no qual apresenta um método de exercícios e treinos desenvolvidos por ele.

“A incubadora tem um papel fundamental porque enquanto estou trabalhando na concepção do conteúdo do projeto, paralelamente a equipe está atuando para concretizar o plano”, avalia Lucas.

A BioTech da Amazônia funciona de segunda a sexta-feira, a partir das 9h, no prédio da reitoria da Universidade Nilton Lins, no Parque das Laranjeiras, em Manaus. Para mais informações e agendar sua consultoria também estão disponíveis os e-mails cguimaraes@niltonlins.br ou cristoffer.guimaraes@gmail.com e o número de telefone (92) 98446-5200.

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Governo anuncia leilão para compra simplificada de energia em outubro

Leilão, a ser realizado em outubro, contratará energia de reserva, na modalidade por quantidade para usinas termelétricas a biomassa, eólica e solar fotovoltaica.

18 de setembro de 2021

Temporada de manejo do pirarucu na RDS Uacari está aberta

Em toda a RDS Uacari, a despesca será de 646 pirarucus, envolvendo 16 outras comunidades e 134 famílias. A estimativa de renda total na reserva é de R$ 290 mil.

18 de setembro de 2021

Produção de splits impulsiona setor de condicionador de ar no PIM

Produção do modelo split saltou de 1,8 milhão, nos primeiros meses de 2020, para mais de 3,1 milhões, de janeiro a junho deste ano. Fabricação do modelo janela também cresce.

18 de setembro de 2021

FGV divulga resultados das provas objetivas do concurso do TCE-AM

O concurso teve a confirmação de mais de 15 mil candidatos, com 40 vagas para provimento imediato na Corte de Contas, com vencimentos de até R$ 8,3 mil, além de benefícios.

17 de setembro de 2021

Inaugura em Manaus a primeira unidade franqueada da rede Flexfarma

Com um diversificado mix de fármacos, dermocosméticos e conveniências, primeira unidade da rede de drogarias Flexfarma em Manaus inaugura na próxima segunda-feira (20).

17 de setembro de 2021

Renda das mulheres cresce no 2º trimestre, apesar da desocupação maior

Redimento da força de trabalho feminina teve aumento 1,4% no segundo trimestre deste ano, na comparação com o mesmo período de 2020. Enquanto a renda masculina subiu 0,4%.

17 de setembro de 2021

Endividamento familiar sobe 2,1% e tem o maior nível da história

Percentual das famílias endividadas apresentou sua nona alta na passagem mensal, chegando em 72,9% em agosto, segundo pesquisa da Confederação Nacional do Comércio

17 de setembro de 2021

Secretário do Tesouro garante Auxílio Brasil no valor de R$ 300

De acordo com o secretário especial do Tesouro Nacional, Bruno Funchal, a expectativa é de que os beneficiário recebam o novo auxílio já a partir do mês de novembro.

17 de setembro de 2021