fbpx

domingo, 24 de outubro de 2021

Guedes anuncia extensão do Auxílio Emergencial até o fim de outubro

De acordo com Guedes, benefício, que terminaria no próximo dia 31 de julho, será renovado por mais 3 meses. Novo prazo leva em consideração o ritmo de vacinação nos estados.

25 de junho de 2021

Compartilhe

Guedes não descartou possíveis novas extensões para o Auxílio Emergencial (Foto: Reprodução)

Depois da divulgação da pesquisa que mostra 62% de rejeiçao dos eleitores a uma possível reeleição do presidente Bolsonaro (sem partido), o Ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou nesta sexta-feira (25), que vai extender o pagamento do Auxílio Emergencial por mais três meses. De acordo com Guedes, o benefício, que estava previsto para terminar no próximo dia 31 de julho, será renovado até o fim de outubro.

A declaração foi dada durante audiência realizada na Comissão Temporária da Covid-19 do Senado Federal. O ministro explicou que o novo prazo leva em consideração o ritmo de vacinação nos estados.

“Outubro é o mês em que todos os governadores estão dizendo que terão vacinado toda a população adulta. Alguns estados, inclusive, estão anunciando para o final de agosto, início de setembro [a vacinação de toda a populçação adulta]. Então estamos, de novo, com a perspectiva de controle da epidemia”, declarou Guedes.

Apesar de apontar perspectivas positivas com relação ao controle da pandemia nos próximos meses, o titular da Economia não descartou possíveis novas extensões para o Auxílio Emergencial.

“Quem dirige o Auxílio Emergencial não é a economia e não é, sequer, a política. Quem dirige o Auxílio Emergencial é a pandemia. Se a pandemia continuasse fora de controle em setembro, outubro e novembro, vamor ter que renovar de novo. Mas essa não é a expectativa no momento. A expectativa do momento é que, nas palavras do Ministro [da Saúde, Marcelo] Queiroga, nós estaríamos em um ambiente de controle da pandemia”, explicou.

Ainda segundo Paulo Guedes, com o fim da concessão do Auxílio Emergencial, o calendário de pagamentos do Bolsa Família será retomado.

“Em novembro e dezembro retornamos ao mundo de normalização, com controle epidemiológico, retomada do crescimento da economia e volta do Bolsa Família. Essa é a ideia até o fim do ano”, justificou.

Reportagem: Lucas Raposo

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Vendedor, analista, motorista e outros; confira as vagas de emprego em Manaus

Mora em Manaus e está à procura de emprego? O Sine Manaus oferta 126 vagas nesta segunda-feira (25). Fique atento aos critérios para cada vaga e o procedimento de seleção.

24 de outubro de 2021

Suframa prevê investimentos de R$ 7,9 bilhões e 1,4 mil novos empregos

A diversificação da produção de motocicletas elétricas, que deve gerar 218 novos postos de trabalho e investimentos de R$ 54 milhões, foi apresentada na reunião.

24 de outubro de 2021

Selos Brasileiros são criados para identidade única das Indicações Geográficas

Criação dos Selos é uma iniciativa liderada pelo Ministério da Economia/INPI, em parceria com o Sebrae e o Ministério da Agricultura, que irá agregar valor aos produtos.

23 de outubro de 2021

AM é líder em investimento em recursos humanos altamente qualificados

Com recursos de mais R$ 100 milhões, Programa de Apoio à Pós-Graduação Stricto Sensu, da Fapeam, investe na formação de recursos humanos altamente qualificados no estado.

23 de outubro de 2021

Amazonas teve a pior taxa de sobrevivência de empresas do país em 2019

Em 2019, só 16,3% das unidades locais de empresas do Amazonas seguiam ativas após dez anos de existência. Na Região Norte, a taxa de sobrevivência das unidades era de 19,0%.

23 de outubro de 2021

Supermercados cresceram 25% com retomada de projetos em 2021

Levantamento da Geofusion aponta para uma possível recuperação no ritmo de expansão dos supermercados. Projetos interrompidos por conta da pandemia foram retomados.

23 de outubro de 2021

Guedes minimiza exoneração de secretários e diz que saída é ‘natural’

Saída de quatro secretários da pasta aconteceu após manobra do governo federal para furar o teto de gastos e garantir o benefício de R$ 400 para o Auxílio Brasil.

22 de outubro de 2021

Contas externas têm déficit de US$ 1,7 bilhão em setembro, diz Banco Central

Em 12 meses, o déficit em transações correntes é de US$ 20,702 bilhões, 1,3% do Produto Interno Bruto, ante o saldo negativo de US$ 19,349 bilhões em setembro de 2021.

22 de outubro de 2021