fbpx

sábado, 22 de janeiro de 2022

Em 10 anos: comércio do Amazonas perde receita, mas ganha empregos

Entre 2010 e 2019, participação do comércio local no Norte caiu 6,9 pontos. Por outro lado, pessoal ocupado em atividades comerciais cresceu 12,1%, segundo dados do IBGE.

29 de julho de 2021

Compartilhe

Números de empregos no comércio amazonense vêm caindo desde 2015 (Foto: Reprodução)

Os dados da Pesquisa Anual do Comércio (PAC) 2019, divulgada nesta quinta-feira (29), pelo IBGE, mostram que a receita bruta de revenda do Amazonas perdeu 6,9 pontos percentuais de participação na Região Norte, em dez anos, partindo de 31,7% de participação, em 2010, para 24,8%, em 2019.

Mas, apesar disso, nesse período, o pessoal ocupado em atividades comerciais no estado aumentou 12,1%, passando de 77,4 mil, em 2010, para 88,1 mil, em 2019.

Já o número de unidades locais de empresas comerciais cresceu 3,5%, indo de 8,1 mil, em 2010, para 8,4 mil, em 2019.

Em 2019, frente a 2018, o Amazonas empregou 1.571 pessoas a mais (partindo de 86.580, em 2018, para 88.151 pessoas ocupadas, em 2019), ou seja, crescimento de 1,8% em um ano. No entanto, nesse período, o número de unidades locais caiu de 9.092 para 8.422; o que representa 7,4% de perda em um ano.

Os números de empregos no comércio amazonense vêm caindo desde 2015, ano em que o setor empregou mais pessoas, 92.466, no total.

Considerando a Região Norte, houve crescimento no número de pessoas ocupadas em unidades locais do comércio, de 272.307, em 2010, para 318.079, em 2019, o que representa 14,4% mais pessoas trabalhando no setor. O Estado da Região Norte com maior número de pessoas ocupadas é o Pará, com o total de 117.069.

Já o maior crescimento no número de empregos no comércio, entre 2010 e 2019, foi o de Roraima, que saltou de 13.279 pessoas ocupadas, em 2010, para 19.807, em 2019, 33,0% de alta.

Fonte: IBGE Amazonas

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Dívidas do Simples poderão ser pagas ou renegociadas até 31 de março

Prazo encerraria em 31 de janeiro. Regularização dos débitos é necessária para os micro e pequenos empresários e os profissionais autônomos continuarem no Simples Nacional.

21 de janeiro de 2022

Falha de segurança expõe dados de mais de 160 mil chaves Pix

Dados referentes a 160.147 chaves Pix foram vazados. Segundo o BC, informações expostas são de natureza cadastral e não permitem movimentação de recursos ou acesso às contas.

21 de janeiro de 2022

TJAM divulga classificação final e convoca para estágio em Direito

Foram convocados cem aprovados para estágio em Direito no TJAM e que devem observar o prazo para a entrega dos documentos entre 24 de janeiro e 25 de fevereiro.

21 de janeiro de 2022

Receita abre segunda-feira consulta a lote residual do Imposto de Renda

Mais de 240 mil contribuintes receberão o crédito bancário no dia 31 deste mês. O pagamento da restituição será feito diretamente na conta bancária informada na declaração.

21 de janeiro de 2022

Falta e alto custo dos insumos continuam como principal problema da indústria

Problema é apontado por 60,6% dos industriais e ocupa o topo do ranking pelo sexto trimestre consecutivo na Sondagem Industrial, da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

21 de janeiro de 2022

Aumenta número de empresas que atuam com comércio eletrônico

De acordo com a 13ª Pesquisa de Impacto da Pandemia do Coronavírus nos Pequenos Negócios, realizada pelo Sebrae e FGV, 74% dos pequenos negócios atuam no comércio eletrônico.

21 de janeiro de 2022

Maioria dos comerciantes de Manaus prevê um 1º semestre melhor

Comerciantes de Manaus esperam um primeiro semestre um pouco melhor para a economia do Amazonas e relatam alta nas vendas de Natal e estabilidade na Black Friday.

21 de janeiro de 2022

PIM deverá produzir 880 Mil bicicletas em 2022, alta de 17,4%

Duas fábricas do Polo Industrial de Manaus anunciaram ampliação da capacidade produtiva. Investimentos visam atender ao aumento de pessoas que aderiram ao hábito de pedalar.

21 de janeiro de 2022