fbpx

terça, 21 de setembro de 2021

Efeito climático e alta do dólar pressionam preços dos alimentos

Segundo a Amase, os itens de cesta básica tiveram aumento médio de 30% nos preços, ocasionado pelas perdas na produção agrícola e aumento nas exportações.

17 de agosto de 2021

Compartilhe

Nos últimos nove meses, alimentos encareceram em média 30%. (Foto: Reprodução)

Alterações climáticas, a alta do dólar e a consequente elevação nos preços das commodities pressionam os custos da produção de alimentos, no país. Em Manaus, o cenário ainda é agravado pelos entraves logísticos. Somente nos últimos nove meses, a Associação Amazonense de Supermercados (Amase) registrou aumento médio de 30% nos preços de itens como grãos, carne e óleo.

De acordo com o vice-presidente da Amase, Ralph Assayag, uma série de fatores motivou o aumento do preço dos alimentos, como por exemplo, os danos causados à produção agrícola decorrente da seca prolongada nas principais regiões produtoras, assim como pelas baixas temperaturas nos estados da região Centro-Sul do país; além da elevação do dólar e o encarecimento do valor do combustível, do frete, e das commodities.

“A produção agrícola teve perdas e reduziu em 20%. Os empresários preferem exportar do que vender para o mercado interno. Devido à Covid-19 o consumo nas famílias aumentou. Com menor oferta e valorização da moeda estrangeira os preços dispararam”, analisou.

Outro fator citado por Assayag foi o encarecimento do custo do frete, além da redução no modal utilizado para transportar os alimentos.

“Trazemos insumos da China, onde cinco portos estão fechados. Enfrentamos diversas restrições aduaneiras. O frete de um contêiner custava US$3 mil, atualmente custa US$18 mil e vai aumentar para US$22 mil. Os voos de São Paulo para Manaus que ocorriam com frequência de 13 a 14 por dia, reduziram para sete, diários”, externou.

Texto: Priscila Caldas

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Segunda prévia do IGP-M aponta variação de -0,58% em setembro

O resultado mensal de setembro é o primeiro com variação negativa desde fevereiro de 2020. Dois dos três indicadores que compõem o IGP-M exibiram variação menor no mês.

20 de setembro de 2021

Manaus recebe 4ª edição da Feira Internacional da Gastronomia Amazônica

FIGA acontecerá em outubro, com objetivo de promover o intercâmbio entre chefs regionais, nacionais e internacionais e divulgar a Gastronomia Amazônica para diversos países.

20 de setembro de 2021

Estado arrecadou R$9,2 bi e cresceu 13,4% no ano, segundo Sefaz

Amazonas arrecadou mais de R$1,1 bi em agosto. Número representa crescimento de 1,75% em relação a agosto de 2020. Enquanto de janeiro a agosto o crescimento foi de 13,4%.

20 de setembro de 2021

A Importância da ZFM é tema do projeto Diálogos Amazônicos desta segunda

Participam do debate o reitor da Universidade do Estado do Amazonas, Cleinaldo Costa; e Juliano Assunção, professor da PUC-Rio e diretor do Climate Policy Initiative no país.

20 de setembro de 2021

EUA liberam a entrada de estrangeiros totalmente vacinados contra Covid-19

Medida entra em vigor a partir de novembro e vale para todos os países, incluindo o Brasil. Turistas terão que comprovar que estão completamente imunizados contra a doença.

20 de setembro de 2021

Governadores negam influência do ICMS na alta dos combustíveis

De acordo com nota assinada por 20 governadores, "nos últimos 12 meses, o preço da gasolina registrou um aumento superior a 40%, embora nenhum Estado tenha aumentado o ICMS".

20 de setembro de 2021

Vagas em home office: veja seleção de oportunidades para trabalhar de casa

Foram elencadas mais de 15 empresas que dispõem de vagas para quem quer garantir renda sem sair de casa. Na pandemia, home office ganhou destaque.

20 de setembro de 2021

Ministro do Desenvolvimento promete investir R$ 7 bi em mobilidade

Segundo Rogério Marinho, o transporte público é a alternativa mais importante para o deslocamento de pessoas. Afirmação foi dada durante abertura da Semana da Mobilidade.

20 de setembro de 2021