fbpx

terça, 24 de maio de 2022

Criação de Parque tecnológico quer fortalecer negócios em CT&I no AM

Além de atrair novas atividades de Ciência, Tecnologia e Inovação para o Estado, proposta pretende impulsionar o desenvolvimento científico e tecnológico na região amazônica.

4 de maio de 2022

Compartilhe

Parque tecnológico servirá para abrigar incubadoras, aceleradoras e empresas (Foto: Reprodução)

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), e a Companhia Amazonense de Desenvolvimento e Mobilização de Ativos (Cada), reuniram-se na última segunda-feira (2) para tratar sobre o projeto, em fase inicial, do parque tecnológico que terá a missão de impulsionar negócios em Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) na região amazônica.

O parque tecnológico servirá para abrigar incubadoras, aceleradoras e empresas dedicadas ao desenvolvimento de produtos de linhas prioritárias, além de criar novas empresas de base tecnológica competitivas no mercado nacional e internacional, e ainda estimular a transferência de tecnologias.

Além de acelerar os negócios, a iniciativa do Governo do Amazonas vai dispor de serviços como consultorias e assessorias especializadas, fundo de investimento e de bolsa, treinamento e qualificação de recursos humanos, entre outros.

O secretário executivo da Secti, Luiz Herval, sinalizou que a criação do parque tecnológico será muito positiva para o segmento da inovação no estado.

“Além de ser uma iniciativa inovadora, a criação do parque tecnológico irá contribuir para o aquecimento da economia da região, com a geração de emprego e renda, qualificação e capacitação de pessoal nesse segmento que só cresce no mercado”, frisou Herval.

De acordo com o gerente operacional da Cada, Max Cohen, a reunião com a Sedecti foi positiva. “A reunião foi muito boa, coletamos sugestões e dicas sobre possíveis parceiros para ajustar no modelo e desenvolver um parque com o máximo de eficiência. E, uma das missões esperadas é contar com a ajuda da Sedecti, que tem expertise na construção de políticas públicas”, disse Max Cohen.

Ele salientou ainda que a expectativa é de conceder à população um novo agente no sistema de CT&I, com o diferencial de ser um órgão do governo que atuará ativamente na comunidade.

Pesquisa e Desenvolvimento

Além de atrair novas atividades de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) para o Estado do Amazonas, a proposta do parque é impulsionar o desenvolvimento científico e tecnológico da região amazônica.

A ação do parque tem articulado com outras organizações estatais para buscar apoio na criação, gestão, execução e financiamento. Por ser um dos órgãos responsáveis por viabilizar o desenvolvimento do Amazonas, a Sedecti foi procurada pela Cada para ser uma das apoiadoras do programa.

Segundo o gerente de Popularização e Difusão da Ciência da Secti, Jonas Gonçalves, a expectativa para os próximos passos é de a Sedecti prestar o auxílio e contribuir no que for possível. “O propósito do projeto está alinhado com o trabalho realizado pela Sedecti no Plano Plurianual (PPA), no qual consta um item específico para a administração de polos e parques tecnológicos”, disse.

O Plano Plurianual (PPA) é o instrumento de planejamento governamental de médio prazo, previsto no artigo 165 da Constituição Federal. O PPA estabelece de forma regionalizada as diretrizes, objetivos e metas da administração pública. O recurso é estruturado em ações que resultem em bens e serviços para a população.

Sistemas

A ideia é de que o parque tecnológico alcance resultados como a criação de sistemas físicos e softwares para integração aos processos produtivos, estudos sobre demanda, aplicação, especificação e ofertas tecnológicas, além de outras formas de geração, captação e transferência de tecnologias.

Para mais informações sobre o parque tecnológico, basta acessar o link: https://www.cada.am.gov.br/projetos/parque-tecnologico/

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Intenção de Consumo das Famílias cresce pelo quinto mês seguido

Índice atingiu 79,5 pontos em uma escala de zero a 200 pontos, maior patamar desde maio de 2020 (81,7 pontos). Na comparação com maio de 2021, crescimento chega a 17,7%.

24 de maio de 2022

BNDES lança edital de seleção de startups de impacto socioambiental

No estágio de criação, programa irá selecionar até 20 empreendedores ou startups de impacto e, no tração, até 25 startups de impacto com faturamento inferior a R$ 16 milhões.

24 de maio de 2022

Cieam reage a novo ataque contra a Zona Franca: ‘Muita apreensão’

Bolsonaro determinou corte de 10% no Imposto de Importação de produtos comprados no exterior. Medida torna os importados mais atrativos e prejudica competitividade do PIM.

24 de maio de 2022

Corte no Imposto de Importação afeta em cheio a competitividade do PIM

A medida anunciada nesta segunda-feira (23) vai tornar produtos importados vindos da China que competem diretamente com os similares produzidos em Manaus mais atrativos.

24 de maio de 2022

‘Indicado não preenche requisitos’, diz membro do conselho da Petrobras

Embora a troca do presidente da Petrobras na noite desta segunda-feira tenha sido uma surpresa dentro da companhia, nos últimos dias ela era dada como certa no governo.

24 de maio de 2022

Queda nos repasses ao FTI, UEA e FMPES indica perdas no faturamento do PIM

Segundo a Sefaz, o menor volume de insumos importados em março gerou queda na arrecadação do PIM, em abril, e menor repasse ao fundos estaduais-FTI, UEA e FMPES.

24 de maio de 2022

Após apenas 40 dias no cargo, presidente da Petrobras é demitido

De acordo com nota divulgada pelo Ministério de Minas e Energia, José Mauro Ferreira Coelho será substituído por Caio Mário Paes de Andrade na presidência da estatal.

23 de maio de 2022

Receita abre consulta ao 1º lote de restituição do IRPF nesta terça-feira

Consulta estará disponível a partir das 9h (horário de Manaus). Crédito bancário para 3.383.969 contribuintes será realizado no dia 31 de maio, no valor de R$ 6,3 bilhões.

23 de maio de 2022