fbpx

quarta, 26 de janeiro de 2022

Concessionárias voltam a ter automóveis para pronta-entrega

Retorno de algumas montadoras refletiu em oferta de automóveis em novembro, quando as fabricantes atenderam o comércio varejista. Projeção para dezembro é positiva.

30 de novembro de 2021

Compartilhe

Concessionárias voltam a ter automóveis à pronta entrega (Foto: Reprodução)

A retomada na produção por algumas montadoras refletiu em maior fornecimento de automóveis às concessionárias na capital, em novembro, com previsão positiva para abastecimento em dezembro. O Sindicato das Concessionárias e Distribuidores de Veículos Automotores no Amazonas (Sincodiv-AM) afirma que apesar da oferta, ainda é cedo para falar em normalização no setor.

Segundo o presidente do Sincodiv-AM, João dos Santos Braga Neto, em novembro as fabricantes conseguiram atender à demanda do segmento varejista, fornecendo os veículos às lojas revendedoras das marcas.

Neto informou que as fabricantes ainda têm pendências em relação às vendas diretas, que consistem nas comercializações às empresas detentoras de Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ).

“Hoje, as concessionárias estão abastecidas e já conseguem atender ao cliente com carros à pronta entrega. Mas, ainda não podemos afirmar que o cenário está normalizado porque qualquer entrave impacta no fornecimento. Temos expectativas positivas para os próximos meses”, comentou. “A demanda segue aquecida”, completou.

Apesar de alta, produção teve o pior outubro

Balanço divulgado pela Associação Nacional dos Fabricantes de Automóveis (Anfavea) afirma que o retorno às atividades produtivas por algumas montadoras, em outubro, resultaram em produção de 177,9 mil autoveículos (que inclui automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus), 2,6% a mais que em setembro deste ano.

Porém, em relação a outubro de 2020, o número representa queda de 24,8%. A associação afirma que as limitações de componentes eletrônicos fizeram com que outubro de 2021 foi considerado o pior outubro dos últimos cinco anos.

Texto: Priscila Caldas

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Entenda os fatores que pressionam a inflação no Brasil e no mundo

Tensões geopolíticas internacionais e fatores internos, como problemas climáticos e incertezas políticas deste ano, puxarão os índices de preços pelo menos no 1º trimestre.

26 de janeiro de 2022

Seis delegados e 25 chefes da Receita Federal no AM entregaram os cargos

Entrega de cargos de delegados e chefes da Receita Federal no Amazonas torna mais burocrática e morosa a liberação de mercadorias nos terminais do Amazonas.

26 de janeiro de 2022

Grupo amazonense de supermercados reforça vendas pelo Whatsapp

Grupo DB de supermercados aposta em serviço de delivery pelo perfil do Whatsapp para manter regularidade das vendas em meio a alta de casos de Covid-19 em Manaus.

26 de janeiro de 2022

Prévia da inflação, IPCA-15 de janeiro fica em 0,58%, informa IBGE

Resultado foi puxado pela queda de 0,41% no grupo dos transportes, que foi influenciado pela diminuição nos preços da gasolina (-1,78%) e das passagens aéreas (-18,21%).

26 de janeiro de 2022

Setor de energia solar quer reverter taxação sancionada por Bolsonaro

Movimento Solar Livre tem um ano para mobilizar o setor de energia solar e reverter a taxação sancionada em janeiro aos usuários desse sistema de energia limpa.

26 de janeiro de 2022

BNDES anuncia ampliação de orçamento do Fundo Socioambiental

Orçamento passa a ser de R$ 150 milhões. Segundo o presidente Bolsonaro, os recursos têm foco em projetos voltados para educação, meio ambiente e geração de emprego e renda.

26 de janeiro de 2022

Indústria termoplástica chega ao PIM com investimentos de R$ 17 milhões

Norpolim Nordeste Polímeros Indústria e Comércio de Termoplástico Ltda pertence ao grupo Plasvan que é referência no setor de termoplásticos no país.

26 de janeiro de 2022

Trabalhador formal está há 3 anos sem ganho salarial real, diz pesquisa

Salariômetro da Fipe confirma que o salário dos trabalhadores formais encerrou pelo terceiro ano (2021) consecutivo com reajustes abaixo da inflação medida pelo INPC.

26 de janeiro de 2022