fbpx

sábado, 23 de outubro de 2021

Comércio pode ser afetado caso paralisação dos caminhoneiros avance

Continuidade da manifestação por pelo menos sete dias poderá comprometer fornecimento de produtos ao comércio. O desabastecimento seguirá acompanhado do aumento dos preços.

9 de setembro de 2021

Compartilhe

Comércio trabalha com estoque para atendimento entre 15 e 30 dias. (Foto: Reprodução)

A interrupção no transporte de cargas preocupa o segmento comercial do estado. Empresários do setor afirmam que o abastecimento de alimentos e demais produtos pode ser comprometido caso a paralisação dos caminhoneiros se prolongue por mais dias.

Segundo o presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Amazonas (Fecomércio-AM), Aderson Frota, o estado, por sua localização geográfica enfrenta entraves logísticos, com total dependência do transporte rodofluvial e a interrupção no modal afeta diretamente o abastecimento de produtos ao comércio.

Frota afirma que se o movimento durar por uma semana, o comércio terá prejuízos expressivos.

“A paralisação tem um viés perigoso e nos preocupa. Esperamos que o movimento não dure muito tempo e que logo o transporte de cargas volte à normalidade. Mas, se a suspensão no transporte durar sete dias, resultará em aumento nos custos e desabastecimento ao comércio”, comentou.

O superintendente da Associação Amazonense de Supermercados (Amase), Alexandre Duque, informou que os supermercados trabalham com estoque que atende ao período entre 15 e 30 dias. Ele concorda que o prolongamento da interrupção no transporte de cargas, até a próxima semana, pode comprometer o abastecimento de alimentos no estado.

“Tudo depende do tempo que o movimento durar. Já vemos mobilização por parte do governo federal em tentar acabar com a paralisação, esperamos que isso aconteça. Se o cenário normalizar até sexta-feira (10), os supermercados não sentirão impacto. Mas, se prolongar por mais dias, há um risco de falta de produtos”, disse.

“Nesses casos (de desabastecimento), as áreas mais próximas aos fornecedores têm prioridade para o abastecimento e recebem os produtos mais rápido. O envio ao Amazonas acontece depois”, completou.

A reportagem tentou contato com o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo, Lubrificantes, Álcoois e Gás Natural do Estado do Amazonas (Sindicombustíveis-AM) para saber se a paralisação poderá de alguma forma afetar o fornecimento de combustíveis ao estado. Porém, até o fechamento da edição não obteve resposta.

A paralisação

Os caminhoneiros realizam manifestação com bloqueios em rodovias em vários estados. A categoria protesta contra o aumento no preço dos combustíveis e fazem exigências antidemocráticas, como o fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF).

Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o bloqueio ocorre no trecho do quilômetro 482 da BR-174, em Roraima, e no Amazonas, no início da BR-174 a rodovia também segue interditada pelos manifestantes.

Texto: Priscila Caldas

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Guedes minimiza exoneração de secretários e diz que saída é ‘natural’

Saída de quatro secretários da pasta aconteceu após manobra do governo federal para furar o teto de gastos e garantir o benefício de R$ 400 para o Auxílio Brasil.

22 de outubro de 2021

Contas externas têm déficit de US$ 1,7 bilhão em setembro, diz Banco Central

Em 12 meses, o déficit em transações correntes é de US$ 20,702 bilhões, 1,3% do Produto Interno Bruto, ante o saldo negativo de US$ 19,349 bilhões em setembro de 2021.

22 de outubro de 2021

Voltz Motors iniciará operações no PIM em dezembro

Fabricante de motos elétricas pretende reduzir o volume de importação a partir do adensamento da cadeia produtiva local. A expansão conta com investimentos de R$54 milhões.

22 de outubro de 2021

Receita Federal abre consulta a lote residual de Imposto de Renda

De acordo com informações da Receita Federal, serão pagos R$ 448,5 milhões em créditos bancários para 292.752 contribuintes. O crédito será depositado no dia 29 de outubro.

22 de outubro de 2021

IBGE: saldo entre empresas abertas e fechadas volta a ser positivo em 2019

Após o país ter registrado saldo negativo em 2018, o movimento se inverteu em 2019, com a entrada no mercado de 947,3 mil empresas e o fechamento de 656,4 mil.

22 de outubro de 2021

Reajustes salariais em setembro ficam abaixo da inflação

Com alta de 8,5%, os reajustes médios obtidos nas negociações em setembro ficou 1,9 ponto percentual abaixo do Índice Nacional de Preços ao Consumidor, que subiu 10,4%.

22 de outubro de 2021

Mercado desaba após onda de demissões na equipe de Paulo Guedes

Dólar opera em alta e Bovespa em baixa acentuada na manhã desta sexta-feira, um dia após secretários pedirem demissão por desavenças com Paulo Guedes.

22 de outubro de 2021

Suframa e INPI querem impulsionar patentes na Amazônia Ocidental

Acordo entre Suframa e INPI pretende impulsionar cadeias produtivas e valorizar a produção existente na Amazônia Ocidental, a partir da certificação.

22 de outubro de 2021