fbpx

quarta, 26 de janeiro de 2022

Caminhoneiros do Amazonas descartam adesão à greve nacional

Representantes do segmento afirmam que o estado enfrenta situação caótica decorrente da pandemia e a paralização do transporte prejudicaria ainda mais a população.

1 de fevereiro de 2021

Compartilhe

Abastecimento no Amazonas não deverá ser afetado pela greve dos caminhoneiros (Foto: Reprodução)

Caminhoneiros do Amazonas negam a possibilidade de adesão à greve nacional anunciada pelo Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas (CNTRC), com início previsto para esta segunda-feira (1º).

Representantes do segmento afirmam que o estado enfrenta situação caótica decorrente da pandemia e a paralização do transporte prejudicaria ainda mais a população.

Segundo a secretária da Federação das Empresas de Logística, Transporte e Agenciamento de Cargas da Amazônia (Fetramaz), Raquel Vidal, as empresas são contrárias ao movimento nacional. Ela assegura que os trabalhos e os fluxos de transportes de cargas permanecem normais.

“Essa greve não afetará o Amazonas. As empresas repudiam qualquer atitude de paralização. O momento é crítico e é impossível pensar na possibilidade de parar o transporte”, afirmou.

Momento de contribuição

O presidente do Sindicato dos Transportadores Autônomos do Amazonas, Antonio Sérgio da Silva, concorda que o momento é de contribuição da categoria por meio do abastecimento de produtos às feiras e comércios.

Para Silva, abastecimento no Amazonas não será afetado porque ainda que em menor volume, as cargas continuarão chegando por meio fluvial.

“Esse movimento pode até se concentrar em alguns estados do sul e sudeste, mas não deverá ganhar força necessária para configurar paralização nacional”, avaliou. “Entre 25% e 30% dos alimentos perecíveis chegam por rodovia, o restante chega pelos rios. Não seremos prejudicados”.

Reportagem: Priscila Caldas

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Entenda os fatores que pressionam a inflação no Brasil e no mundo

Tensões geopolíticas internacionais e fatores internos, como problemas climáticos e incertezas políticas deste ano, puxarão os índices de preços pelo menos no 1º trimestre.

26 de janeiro de 2022

Seis delegados e 25 chefes da Receita Federal no AM entregaram os cargos

Entrega de cargos de delegados e chefes da Receita Federal no Amazonas torna mais burocrática e morosa a liberação de mercadorias nos terminais do Amazonas.

26 de janeiro de 2022

Grupo amazonense de supermercados reforça vendas pelo Whatsapp

Grupo DB de supermercados aposta em serviço de delivery pelo perfil do Whatsapp para manter regularidade das vendas em meio a alta de casos de Covid-19 em Manaus.

26 de janeiro de 2022

Prévia da inflação, IPCA-15 de janeiro fica em 0,58%, informa IBGE

Resultado foi puxado pela queda de 0,41% no grupo dos transportes, que foi influenciado pela diminuição nos preços da gasolina (-1,78%) e das passagens aéreas (-18,21%).

26 de janeiro de 2022

Setor de energia solar quer reverter taxação sancionada por Bolsonaro

Movimento Solar Livre tem um ano para mobilizar o setor de energia solar e reverter a taxação sancionada em janeiro aos usuários desse sistema de energia limpa.

26 de janeiro de 2022

BNDES anuncia ampliação de orçamento do Fundo Socioambiental

Orçamento passa a ser de R$ 150 milhões. Segundo o presidente Bolsonaro, os recursos têm foco em projetos voltados para educação, meio ambiente e geração de emprego e renda.

26 de janeiro de 2022

Indústria termoplástica chega ao PIM com investimentos de R$ 17 milhões

Norpolim Nordeste Polímeros Indústria e Comércio de Termoplástico Ltda pertence ao grupo Plasvan que é referência no setor de termoplásticos no país.

26 de janeiro de 2022

Trabalhador formal está há 3 anos sem ganho salarial real, diz pesquisa

Salariômetro da Fipe confirma que o salário dos trabalhadores formais encerrou pelo terceiro ano (2021) consecutivo com reajustes abaixo da inflação medida pelo INPC.

26 de janeiro de 2022